24.4 C
São Paulo
sexta-feira, 28 janeiro 2022
spot_img

Viagem de Moto à Holanda

mapa

Alô amigos!

Vamos dar uma volta neste artigo pela Holanda e pasmem, tudo isso ai embaixo em menos de 500 km rodados. Notável é o que se consegue fazer em apenas uma semana na Holanda em cima de uma moto. Somente questão de se programar e se divertir muito.

Holanda, pequeno país ano norte da Europa, mas grande nas suas conquistas. A Holanda tem uma luta constante com o alagamento de suas terras e conhecida pelas suas obras faraônicas de contenção dessa massa líquida que insiste em dividir espaço com seus habitantes.

Os “Países Baixos”, também como é conhecida a Holanda, é um dos países mais densamente povoado da Europa, conhecida por seus moinhos de vento, tamancos, cerâmica, queijo “gouda”, artistas visuais, bicicletas. Muito conhecido também pela sua tolerância social, tendo se tornado conhecido por sua política liberal em relação à homossexualidade, drogas, prostituição, eutanásia e aborto.

É um dos países com melhor qualidade de vida do mundo, fator pelo qual possuí um dos melhores Índices de Desenvolvimento Humano da Europa e do mundo, segmentado em sua forte política de assistência social e direitos considerados essenciais, como educação, saúde e segurança de qualidade, garantidos em nível máximo a seus habitantes. O país possui uma das economias capitalistas mais livres do mundo — 15ª posição entre 177 países de acordo com o Índice de Liberdade Econômica em 2014.

A luta desse povo é constante com as águas. O país é extremamente plano. Aproximadamente metade do território fica a menos de 1 metro acima do nível do mar, e boa parte de suas terras, estão de fato, abaixo do nível do mar. Geograficamente, a Holanda é um país de baixa altitude, com cerca de 27% de sua área e 60% de sua população situados abaixo do nível do mar. Uma significativa parte de seu território foi obtida através da recuperação e preservação de terras através de um elaborado sistema de pôlderes e diques. Grande parte da Holanda é formada por um grande delta, o delta do Reno e Mosa.

Diques - holanda
Diques – holanda
Construções Faraônicas
Construções Faraônicas

Vamos a algumas dicas de como rodar na Holanda e na seqüência, ver o que oferece essa região para o turismo realizado sobre duas rodas.

Na Holanda conduz-se pela direita. O trânsito tem prioridade (com exceção das estradas cruzamentos com prioridade de passagem). Nas auto estradas a velocidade máxima permitida é de 120 km por hora, a não ser que haja outras indicações. Estrada nacional é permitida a velocidade máxima 100 km por hora. Fora das zonas residenciais a velocidade máxima permitida é de 80 km por hora e dentro das zonas residenciais de 50 km por hora, em algumas ruas, máxima é de 30km por hora. Atentem para os detalhes e evitem aborrecimentos.

A cidade de entrada na Holanda será Maastricht, capital da arte e da boa vida, repleta de história, arte e cultura. Uma cidade cercada por uma natureza deslumbrante, em uma região montanhosa. Localizada ao sul da Holanda é o inicio do nosso roteiro. Repleta de excepcionais restaurantes e lanchonetes classificadas como das melhores da Holanda.

Como já observamos em artigos anteriores, o hábito de concentrar tudo que há de bom na cidade, em um mesmo lugar, também se faz presente aqui. Para relaxar da estrada, o melhor é encostar a moto e visitar todo o centro da cidade a pé. Tudo em um mesmo lugar, restaurante, pubs, museus, lojas em lugar de fácil acesso. Para desfrutar da bela natureza e dos castelos fora dos limites da cidade, pegue sua moto e tire muitas fotos, pois o lugar é fantástico mas se preferir sair fora da rotina, alugue uma bicicleta, verá que é muito comum a visitação dos pontos turísticos em uma delas e muito divertido, apenas sair um pouco fora da rotina.

Pontos Turísticos em Maastricht

  • Het Vrijthof: Visite a mais famosa praça de Maastricht.
  • Casamatas de Maastricht: Passeie pela rede subterrânea de Maastricht.
  • Basílica de São Servácio: A basílica em Maastricht que atrai peregrinos e turistas há séculos. 
Essa praça atrai pessoas desde a Idade Média, quando peregrinos visitavam o túmulo de São Servácio. Hoje, Vrijthof é conhecida pelos cafés ao ar livre e eventos.
Essa praça atrai pessoas desde a Idade Média, quando peregrinos visitavam o túmulo de São Servácio. Hoje, Vrijthof é conhecida pelos cafés ao ar livre e eventos.
subterraneo
Entre 1575 e 1825, uma rede de passagens subterrâneas ou galerias de minas foi criada no lado oeste de Maastricht. Quando a cidade era sitiada, esses túneis eram usados para surpreender os inimigos ao abordá-los do subterrâneo. Um passeio pelas casamatas de Maastricht é uma experiência emocionante.

Nosso próximo destino é a cidade de Utrecht,  a capital e cidade mais populosa da província homônima com pouco mais de 300 mil habitantes. Situa-se próximo de um ramal do Rio Reno e ali está o que tem de melhor. Os passeios pelos vários canais da cidade no final da tarde realmente valem a pena.

Foto acima vale por muitas palavras. Lugares assim justificam cada centavo investido em viagens e todo o tempo investido na sua programação. Amigos, eu "viajei” nessa foto e me vi, ali, naquela cadeira ao lado do canal, tomando um bom vinho. Que lugar fantástico.
Foto acima vale por muitas palavras. Lugares assim justificam cada centavo investido em viagens e todo o tempo investido na sua programação. Amigos, eu “viajei” nessa foto e me vi, ali, naquela cadeira ao lado do canal, tomando um bom vinho. Que lugar fantástico.

Vamos colocar nossas motos nas estradas.  A Holanda embora possua um território pequeno, tem muito que nos oferecer. A próxima cidade e Rotterdam. Uma cidade inovadora com muitas faces: uma cidade com atividade portuária intensa, vida noturna de uma cidade moderna, uma cidade comercial sofisticada e uma cidade hip artística. Acima de tudo, Rotterdam é a cidade da arquitetura na Holanda, que estimula a inovação, aqui você encontrará atrações emocionantes, como o museu dos transportes Scheepvaartmuseum, o Euromast. Rotterdam tem muita diversão, emoção e beleza, o que fará você perder facilmente o rumo. Felizmente, a cidade também tem muitos terraços e cafés, onde você pode relaxar e desfrutar de uma bebida e um petisco. À noite, você pode desfrutar de pratos da culinária de todo o mundo em um dos muitos restaurantes, vida noturna agitada.

Algumas dicas do que fazer:

  • Spido
  • Rotterdam Zoo Blijdorp
  • Museu Marítimo de Rotterdam
  • Splashtours
  • Museu Boijmans Van Beuningen
  • Waterbus e Aqualiner
  • Hotel New York
  • Estaleiro De Delft
  • Euromast
  • Kunsthal Rotterdam
Paris tem a Torre Eiffel, Bruxelas tem o Atomium e Rotterdam tem o Euromast.
Paris tem a Torre Eiffel, Bruxelas tem o Atomium e Rotterdam tem o Euromast.
O transporte público é a coisa mais normal do mundo para a população de Rotterdam, mas uma verdadeira aventura para pessoas de fora da cidade
O transporte público é a coisa mais normal do mundo para a população de Rotterdam, mas uma verdadeira aventura para pessoas de fora da cidade
O Zoológico de Rotterdam (ou "Diergaarde Blijdorp", como os holandeses o chamam) é uma das maiores atrações da Holanda.
O Zoológico de Rotterdam (ou “Diergaarde Blijdorp”, como os holandeses o chamam) é uma das maiores atrações da Holanda.

Antiga cidade portuária e nova metrópole, Rotterdam é tudo isso. Então, se você sentir vontade de relaxar com uma bebida após uma tarde de passeio pelo centro da cidade de Rotterdam, você pode escolher um pub ou um clube super na moda. Rotterdam tem opções para atender a todas as idades, bolsos e preferências.

Gosto muito dos terraços, abaixo indico alguns. Passar um tempo com vista ao infinito, boa conversa, não tem preço.

  • Hotel New York (Koninginnehoofd 1 Wilhelminapier): Terraço associado ao belo Hotel New York (antiga sede da Holland America Line). Oferece uma vista maravilhosa do rio Meuse Novo.
  • De Oude Haven (Spaansekade): Você encontrará muitos terraços onde a história de Rotterdam como uma cidade portuária remonta ao século 14. Tome uma bebida e aprecie a vista da Casa Branca e do antigo porto.
  • Dakterras Engels (Stationsplein 45): O Café Engels possui um grande terraço com uma vista maravilhosa sobre o telhado da Groothandelsgebouw.
  • Witte de Withstraat (Witte de Withstraat): Localizada no distrito de entretenimento de Rotterdam, esta rua da moda tem muitos terraços. Um ótimo lugar para “observar o movimento de pessoas” enquanto desfruta de um bom copo de cerveja ou vinho.
  • De tuin van de vier windstreken (Plaszoom 354): Margeando o lago chamado Kralingse Plas, este terraço proporciona vistas de tirar o fôlego do horizonte de Rotterdam… Um dos terraços mais populares da cidade, por um bom motivo!

Na seqüência, nosso próximo destino e a cidade de Haia, a terceira maior cidade da Holanda. Devido à presença das embaixadas, organizações internacionais, órgãos do governo e da Família Real, Haia é uma metrópole com personalidade internacional e lindas praias, como a mais famosa a de Scheveningen.

Apesar de ser uma metrópole com meio milhão de pessoas, a cidade tem muitos parques e fica próxima dos balneários de Scheveningen e Kijkduin, no Mar do Norte. No verão, você pode passar as manhãs fazendo compras ou visitando um museu no centro da cidade e, à tarde, tomar banho de sol em um dos pavilhões da praia de Scheveningen. A escolha mais difícil ao visitar Haia é decidir entre jantar na cidade ou na praia.

Algumas sugestões de passeios:

  • Palácio Noordeinde
  • Madurodam
  • Drievliet
  • Compras em Haia – Moda
  • Palácio da Paz
  • Escher no palácio
  • GEM
  • Gemeentemuseum Den Haag (Museu Municipal de Haia)
  • Panorama Mesdag
  • Surfe em Scheveningen

Scheveningen é o melhor lugar da Holanda para o surfe. O surfe é um dos esportes principais no município de Haia. Por isso, a praia de Scheveningen tem as melhores instalações de surfe que se pode imaginar. A praia tem lojas e escolas de surfe, uma vila de surfistas e até um recife artificial que garante as ondas mais desafiadores a qualquer momento do dia, durante todo o ano.

Veja o mar, a praia, as dunas e a vila de pescadores de Scheveningen enquanto está em Haia. Isso é possível graças à maior tela circular da Europa, o Panorama Mesdag.

praia

Amsterdam, sua capital de tão atraente, combina atmosfera histórica com cidade moderna, e tem como resultado um ambiente simpático e relaxante. O tamanho pequeno dos prédios e a intimidade das ruas, canais e praças criam uma simpatia imediata.

A cidade tem a maior densidade de museus do mundo e contém destaques como o Museu Van Gogh, a Casa de Anne Frank, o Hermitage Amsterdam e o Rijksmuseum, com o famoso quadro Ronda Noturna de Rembrandt. Outros pontos interessantes de Amsterdam são o Palácio da Praça Dam, o Zoológico Artis, o Museu Histórico Judaico e a Casa de Rembrandt.

Faça um tour pelos canais de Amsterdam para conhecer o distrito histórico que foi considerado Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 2011. A melhor maneira de passear por Amsterdam é de bicicleta. Não há jeito melhor de parecer um morador local do que passear de bicicleta pela cidade.

Dicas de locais para visitação:

  • Casa de Anne Frank
  • Museu do Sexo de Amsterdam.
  • Rijksmuseum Amsterdam.
  • Museu Van Gogh
  • Bairros de Amsterdam.
  • Palácio Real
  • Mercado de Flores Flutuante
  • Canais de Amsterdam.
  • Madame Tussauds Amsterdam
  • Museu Histórico Judaico
museo_sexo
O primeiro e mais antigo museu do sexo no mundo é um verdadeiro templo a Vênus em Amsterdam. Qualquer coisa que você possa (ou não possa) imaginar em relação a sexo encontra-se nesse museu. A coleção contém estátuas, pinturas, fotos, vídeos e todo tipo de objetos e até mesmo atrações.
Distrito da Luz Vermelha: esse bairro fica próximo ao centro da cidade e tem uma grande reputação. Passeie pelas janelas com garotas na companhia de centenas de outros turistas.
Distrito da Luz Vermelha: esse bairro fica próximo ao centro da cidade e tem uma grande reputação. Passeie pelas janelas com garotas na companhia de centenas de outros turistas.
Mercado flutuante de flores em Amsterdam.
Mercado flutuante de flores em Amsterdam.

Abaixo coloco algumas informações para quem visita esta cidade. Reserve uns três dias da sua viagem e no final, ficara ainda com um gostinho de “quero mais”:

Uma das melhores maneiras de conhecer uma cidade é passear por seus bairros. Se você estiver indo para Amsterdam, estes são os bairros que você definitivamente precisa ver. Você pode escolher entre caminhar ou usar o meio de transporte mais comum na Holanda: a bicicleta, mas vamos de moto mesmo, afinal como vão ficar as fotinhas em cima de biciletas, com nossas maquinas paradas no hotel?

Bairro Jordaan

O bairro mais famoso da Holanda é provavelmente o “Jordaan“. Esse bairro na área dos canais possui várias ruas estreitas, com lojas, restaurantes e cafés. A música teve um papel importante no Jordaan, e alguns dos melhores cantores desse bairro são homenageados com uma estátua no “Brouwersgracht“.

Quem for passar um dia no Jordaan deve visitar a Casa de Anne Frank e a “Westerkerk“. O melhor local para compras é a área das Nove Ruas, e há um ótimo mercado no “Noordermarkt” às segundas e sábados. Termine o dia com uma bebida em um dos tradicionais cafés e peça para tocarem mais música típica de Jordaan.

Bairro “De Pijp”

Pijp” é, sem dúvida, uma das partes mais animadas de Amsterdam. O coração desse bairro é o “Albert Cuyp“, onde fica o maior mercado a céu aberto da Europa. O Mercado Albert Cuyp tem de tudo, de alimentos e bebidas a roupas e cosméticos. Os comerciantes provavelmente vão tratar você com um pouco do típico humor de Amsterdam.

O Pijp também é famoso pela “Heineken Experience” na antiga cervejaria da Heineken. A área também possui a maior densidade de cafés e restaurantes na Holanda, para ninguém ficar com fome ou sede. Graças ao ambiente multicultural e artístico, o Pijp também é chamado de Quartier Latin de Amsterdam.

Outros locais:

Centro da cidade: o coração de Amsterdam possui muitas atrações: o Palácio Real, o Museu de Amsterdam, o Beurs van Berlage, a Praça Dam, as ruas de comércio “Kalverstraat” e “Leidsestraat” e os shopping centers “de Bijenkorf” e “Magna Plaza”.

Distrito da Luz Vermelha: esse bairro fica próximo ao centro da cidade e tem uma grande reputação. Passeie pelas janelas com garotas na companhia de centenas de outros turistas.

China Town: Amsterdam tem uma China Town, assim como outras grandes cidades. Restaurantes chineses, lojas orientais e até um templo budista podem ser encontrados no “Zeedijk” e em seu entorno atrás do Distrito da Luz Vermelha.

Bairro dos Espelhos: Quem está interessado em galerias de arte e lojas de antiguidade com todos os tipos de objetos históricos deve visitar o “Spiegelkwartier” (“Bairro dos Espelhos”) atrás do Rijksmuseum Amsterdam.

Bairro dos Judeus: o Museu Histórico Judaico, o Hollandsche Schouwburg (Teatro Holandês) e a Sinagoga Portuguesa ficam no Bairro dos Judeus e valem a pena ser visitados.

Mas Amsterdan não se resume às suas opções urbanas, vamos colocar as motos na estrada e fazer um bate-volta nos arredores de Amsterdan, esvaziem seus cartões de memórias, coloquem suas maquinas fotográficas na resolução máxima e vamos ver o que, ainda nos oferece essa cidade fantástica. Pilote por paisagens perfeitas atravessando canais e moinhos de vento, onde você ainda pode ver o artesanato tradicional de outras épocas. A pitoresca vila de Zaanse Schans é famosa por seus originais moinhos de vento.

roteiro

moinho
Roteiro dos Moinhos e opção de hospedagem em minúsculas cabanas

Além dos moinhos de ventos, equipamento necessário para bombear água de um dique para o outro, o que ajuda a manter a Holanda em terra seca, pois quase todo o seu território esta a um metro abaixo do nível do mar, não deixem de conhecer as mundialmente famosas vilas de pescadores de Volendam e Marken.

Volendam e Marken, ambos vilarejos situados a apenas 20 minutos de moto de Amsterdã, tem um pequeno e lindo porto e casas com janelas coloridas construídas no século XVII. Com apenas 20 mil habitantes, Volendam mantém velhos costumes. Até hoje encontramos pessoas vestidas no típico traje holandês da região e seus sapatos de madeira. A cidade oferece uma incrível gastronomia. Ali come-se o melhor peixe da Holanda. Uma das dicas por lá é o “paling” (enguia defumada), servido com salada e pão, e Marken com sua fabriquetas de sapatos de madeira, ainda usados na Holanda.

Amigos motociclistas, poderia fazer aqui, um dos maiores artigos de nossa coluna, tem muito que falar ainda da Holanda. Esse país tem inúmeras opções de roteiros. São poucos quilômetros se compararmos ano nosso Brasil, mas com certeza uma semana não seria suficiente para visitar o que essa terra nos oferece. Cultura riquíssima, um país que devido a sua dificuldade em manter suas terras secas, criou alternativas exclusivas que só estando aqui para ver.

Segue abaixo, algumas cidades que, considero dignas de serem visitadas e merecem ser inseridas nas suas pesquisas quando for ao norte da Europa.

cidades

Encerramos aqui mais um artigo, agora o roteiro turístico foi na Holanda, com certeza um dos melhores paises para a pratica do moto-turismo.

Abraços

Fausto Malheiros

 

 

Related Articles

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


9 × três =

 

Stay Connected

22,566FãsCurtir
3,141SeguidoresSeguir
19,100InscritosInscrever
- Advertisement -spot_img

Latest Articles