Viagem de Moto à Alemanha (Região Norte)

4
2277
Rio Dresden

roteiro

» Acesse também Viagem de Moto pela Alemanha (Região Sul)

Alô amigos!

No artigo anterior conhecemos alguns pontos turísticos da parte sul da Alemanha e agora vamos ver um pouco do que tem a Alemanha na sua parte norte, região de Berlim e seu entorno.
Melhor época para essa viagem de moto é entre abril e outubro. O período não registra temperaturas muito baixas, possibilitando caminhar ao ar livre e aproveitar melhor as atrações, a moeda é o euro, ou seja, praticamente tudo é mais caro e brasileiros não precisam de visto e nem de vacinas para entrar na Alemanha. Quanto ao fuso horário, adiante o relógio em cinco horas.
Como já sabemos as distancias são curtas e nosso roteiro não chega a 1.500 Km. Nossa primeira parada será Dresden, saindo de Nuremberg, citado no artigo anterior.

Dresden
Estrada chegando a Dresden – Capital Cultural da Alemanha

Dresden é um dos centros culturais da Alemanha e a sugestão que ao chegarem, encostem as motos e façam uma excursão guiada. Muitas histórias interessantes e vibrantes e tem como as principais atrações da cidade a Semperoper, a Zwinger e a Frauenkirche (Igreja de Nossa Senhora). Após a parte guiada da sua excursão, à tarde é sua para explorar Dresden à vontade. Passeie pela cidade barroca, explore os muitos parques verdes ou relaxe às margens do Elba com vista para o horizonte de Dresden.

Alguns cuidados são necessários: Os bondes elétricos sempre tem prioridades e atentem para as “Calming Zones”, nessa região o pedestre sempre tem a preferência, utilizam toda a rua, e ao estacionarem, comprem o tickets nas lojas autorizadas, de forma alguma procurem encrencas com os policiais alemães, segundo relatos, são truculentos. Se puder evitar é bom.

dresden
Dresden
Rio Dresden
Rio Dresden

Após um breve descanso o próximo destino é Berlim. Desde a reunificação alemã, em 1990, Berlim tornou-se uma potência como destino turístico. A cidade mistura como poucas, história, arte, cultura, tecnologia e boemia. A capital alemã é uma cidade vibrante, com muitas surpresas e um povo extremamente atencioso e correto. Impossível desperdiçar a oportunidade de conhecer Berlim, mas atente pela culinária precária. Acredito que para o nosso, as comidas estrangeiras serão mais apreciadas. Experimente a comida vietnamita, semelhante às baianas, com bastante pimenta por que, “joelho de porco” ninguém merece ou as salsichas abaixo, aceitam???

DSCN3484_thumb[1]

Vou elencar abaixo os principais pontos turísticos de Berlim, a cidade é enorme e convém elaborar as visitas de acordo com seu gosto e bolso.

  • Comece pelo Pariser Platz, coração da cidade e divisa entre os lados oriental e ocidental. Até a 2.ª Guerra Mundial era uma das áreas mais caras de Berlim. A região tem ainda o Portão de Brandemburgo, o Memorial de Guerra Soviético, o Parlamento (Reichstag) e a Rua Unter den Linden.
  • No centro, do lado oriental, está Alexanderplatz, alvo dos bombardeios dos Aliados durante a 2.ª Guerra. Depois de 1945, tornou-se a maior via de tráfego de Berlim. O visitante pode conferir o Weltzeituhr, relógio que mostra às horas nas mais importantes cidades do mundo, o chafariz Brunnen der Völkerfreundschaft, que celebra a amizade entre os povos, e a Fernsehturm, uma torre de televisão com 365 metros de altura.
  • O ponto alto da viagem, porém, é o famoso Muro de Berlim, que, na verdade, hoje se resume a alguns poucos pedaços. A preservação fez a diferença, já que o local é o mais visitado da cidade pela importância histórica.

 

Pariser Platz
Pariser Platz
Remanescente do Muro de Berlim
Remanescente do Muro de Berlim

tower

Parlamento alemão
Parlamento alemão

Berlim é uma cidade enorme, com aproximadamente 4 milhões de habitantes, muitos pontos turísticos e nos despedimos dela rumo a Bremen, passando por Hamburgo que só perde para Berlim em tamanho e população, a cidade de Hamburgo é o lar de um dos maiores portos da Europa. Uma caminhada ao longo de seus cursos d’água e canais ilustra por que ela tem sido chamada de a “Veneza do Norte“. Não perca um passeio pelo mercado de peixes local (Fischmarkt), o Distrito dos Mercadores (marcado pela arquitetura imponente de tijolos vermelhos), uma experiência em um restaurante sofisticado ao longo do rio ou uma noite no bairro universitário. Pesquise também sobre o Reeperbahn, sem entrar muito em detalhes.
Bremen esta a 500 quilômetros de Berlim e em sua maior parte pelas famosas Auto-Bans. De moto a 160Km/h, irá pensar que está em uma mobilete. Os veículos a sua esquerda passarão por você a mais de 200Km/h. São estradas sem muitas curvas e de qualidade impecável. Buracos é algo inimaginável nessas pistas, verdadeiros tapetes. Alguns pontos turísticos em Bremen:

  • Catedral de São Pedro;
  • Bairro medieval Schnoor;
  • Construções Medievais da Cidade Antiga Casa Schütting;
  • Prédio da Prefeitura;
  • Estátua de Rolando no Mercado de Bremen);
  • Catedral de Bremen;
  • Farol do Porto;
  • Museu Alemão para a Higiene;
  • Coleções técnicas da cidade de Dresden;
  • Museu dos Antigos Maestros;
  • Teatro da Ópera

 

Saindo de Bremem nosso destino é Hannove, cidade apresenta a maior área de exposições e feiras do mundo. Em Hannover se realizam a maior feira da tecnologia da informação (CeBIT) a maior feira das indústrias (Hannover Messe). Uma cidade de extremos que não pode passar batida.  Foi fundada na época medieval em 1241, na margem sul do rio Leine.

  • Palácio da Ópera;
  • Bosque Urbano Eilenriede;
  • Jardins da Casa Senhorial;
  • Coluna de Waterloo;
  • Jardim Botânico;
  • Museu Histórico;
  • Museu Sprengel;
  •  Zoológico de Hanôver;
  • Old Town Hall;

 

Na seqüência a cidade de Frankfurt. A quinta maior cidade da Alemanha. O centro financeiro e de transporte da Alemanha e o maior centro financeiro da Europa continental.

Frankfurt - Centro Financeiro
Frankfurt – Centro Financeiro
Ruas de Frankfurt
Ruas de Frankfurt
Shopping em Frankfurt
Shopping em Frankfurt

Curiosidades a parte está o Restaurante Hollyfield, com sua modernidade no atendimento. Uma das visitas obrigatórias para quem passa por ali.
Como podemos notar, há muito o que ver por aquela região em meros 1.500 Km.
Encerraremos nesse artigo nosso roteiro pelo norte da Alemanha. Seguiremos pela Europa e em nosso próximo artigo, vamos circular pela Dinamarca. Pequenos país, mas com muita coisa linda pra ser vista.

Abraços
Fausto Malheiros.

>> Conheça nossa Loja de motos

4 COMENTÁRIOS

  1. Ola Paolo! Locação de motos na Alemanha é algo muito comum, mas o que vc deve levar em consideração é o roteiro que ira fazer. Se pretende pegar a moto em um ponto A e deixa-la no Ponto B. pois algumas empresas não tem essa maleabilidade. abraços

  2. Boa noite Fausto li ap sua matéria, achei muito legal, estou indo dia 21/04 para Frankfurt e queria alugar uma moto para rodar la com minha esposa, vc pode me indicar alguma empresa que eu consiga alugar ? Obrigado

  3. Ola Édipo! Não compensa levar uma moto para a Europa. Vai gastar muito com o translado, com a burocracia, sendo que a oferta de motos é grande naquele continente.

    Em minhas pesquisas, não vi nenhum brasileiro que levou a moto, todos locaram por La mesmo.

    Vc consegue uma BMW F800 por 70 euros por dia e uma 1200 por até 120 euros, vai da sua disponibilidade de tempo. Quanto mais dias locar, mais barato fica, mas atente sempre para o lugar da entrega. Poderá ter taxas abusivas, dependendo de onde você ira deixar a maquina.

  4. Fausto, quanto seria o aluguel de moto por aí (na Europa geral)? É fácil despachar a moto daqui do Brasil para rodar por aí? No caso, despacharia para Portugal e sairia pela Europa até a Ilha de Man, voltaria e mandaria a moto de volta para o Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


× 6 = dezoito