24.4 C
São Paulo
quinta-feira, 9 dezembro 2021
spot_img

Sem muitas novidades, Suzuki do Brasil apresenta a V-Strom 650 2012

Se você esperava encontrar a nova V-Strom 650 — apresentada na Europa em junho deste ano — aqui no Brasil já no Salão das Duas Rodas, desista. A Suzuki do Brasil acaba de apresentar o modelo 2012 da V-Strom “brasileira” e, segundo as informações divulgadas pela marca, o as mudanças resumem-se a novo grafismo e conjunto de piscas redesenhado.

Na ciclística, não há qualquer alteração em chassi, suspensões e freios. O motor também não mudou em nada e é o mesmo V-Twin a 90° com arrefecimento líquido e 645 cm³ que gera 67 cv a  8 800 rpm de potência e 6,12 kgfm de torque a 6 400 rotações.

A V-Strom 2012 está disponível nas cores preta, laranja, branca e cinza com um preço sugerido ao público de R$ 32 900.

Related Articles

12 COMENTÁRIOS

  1. Concordo com todos os comentários anteriores, somos tratados com pouco caso, um mercado tão forte como o nosso. Eu não vejo a hora da JT sumir do mercado e a Suzuki vir diretamente para o Brasil, só assim pra gente ter produtos atualizados. Concordo, ninguém compra mais, vamos pra Honda, Kawasaki e outras. Só quebrando, eles entenderão!!!

  2. Pois é galera, estou esperando essa moto, e o pior, sem previsão nenhuma de chegada!!! Com certeza é uma falta de respeito impressionante!!! Já vi pÉssimos administradores, mas com esse JT, é impressionante!!!
    A única coisa que oriento é: NÃO COMPRE!!!! Aqui na minha cidade tem uma na loja, branca, 0km 2010 para vender. Ou seja ja não vende!!! Quem é o too que vai comprar uma moto ultrapassada???
    Abraço a todos!!!

  3. Pois é, pessoal. Esperei a DL 650 reestilizada e com ABS para 2012 no Brasil, não veio. A Transalp passa a ser a minha opção, mesmo com capacidade de tanque de combustível que não dá autonomia. A Honda agradece mais uma vez. A DL 650 nasceu boa mais passou da hora de melhorar. A Suzuki lucra muito com o consumidor brasileiro, mas, faz lançamento lá fora e quando fica saturada no mercado europeu traz para os conformados brasileiros. Não podemos aceitar essa situação. A Suzuki tem que respeitar o mercado brasileiro.

  4. Enquanto vc ve empresas como hyundai e kia lançando modelos globais com muito mais agilidade aqui para o Brasil( ix35, veloster, soul, sportage, etc), que diga-se de passagem é um dos maiores mercados consumidores de veiculos auto-motores do mundo, somos obrigados a ver a Suzuki Brasil fazer um lançamento de um produto velho/bem desatualizado como mod. 2012 Vstron, e na europa com crise e mais crise lançam algo novo/ bem atualizado de verdade, concluindo: então somos burros e sub-desenvolvidos para comprarmos uma vstrom 2012 aqui, sendo que a nova (filé) só se for por fotos, fala sério, desrespeito, substiman nossa capacidade.
    Suzuki perde mercado aos montes para a kawasaki.

  5. Eu, tenho pena das autorizadas (J.Toledo). Sem produtos atualizados, sem a menor pespectiva…e pior, vendo o mercado “bombando”, e não poder fazer nada, apenas ficar observando, as novatas ganhando o mercado.

  6. Esquecendo que a Suzuki faz pouco caso com os brasileiros, os piscas da “nova” velha DL 650, se mudaram mesmo, foi um “down-grade”. Aparentemente são os mesmos usados em outros modelos (antigos – Bandit, etc)) da Suzuki, e tem aspecto mais tosco. Já nas cores ou grafismos não vi nenhuma diferença, embora no site são apresentados como “novos”. Me engana que eu gosto. Acho que a única vantagem da antiga sobre a nova é que possui os cursos das suspensões um pouco maiores, teoricamente melhor no off-road.

  7. A J TOLEDO é uma AMEAÇA a reputação da Suzuki no Brasil. A marca é excelente mas a J TOLEDO não abre os olhos!!! Virão a porcaria q ficou a “GSR 150 i”? tanta tecnologia e o visual HORRÍVEL. A “BURGMAN I” então? parece uma moto chinesa… Sem falar na GSR 250cc (mini B King) que é tão esperada mas… NADA.

    Sabem o pq de a SUZUKI ainda não ter pego embalo no mercado brasileiro? O péssimo gerenciamento do Sr. João Toledo.

    Acredito ainda que ele perderá um dia a concessão da marca no Brasil. Enquanto isso ficamos assistindo o “baile” que a HONDA dá mercado nacional com nada menos q 73% do mercado de motocicletas novas vendidas.

  8. Tenho uma 2011. estava torçendo pela “magrinha” q já roda na europa
    mas..já que n veio,poderia pelo menos colocar o ABS !!! na minha opinião
    muitos podem migrar prás Versys e/ou Transalp. sem falar da Bmw “china”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


8 + dois =

 

Stay Connected

22,566FãsCurtir
3,049SeguidoresSeguir
18,900InscritosInscrever
- Advertisement -spot_img

Latest Articles