24.4 C
São Paulo
sexta-feira, 1 julho 2022
spot_img

Honda NC 700X – Estabelecendo novos padrões

Honda NC 700XTexto: Edgar Rocha
Fotos: Divulgação e Edgar Rocha

Sabe aquele dia em que a gente quer sumir e não voltar mais? Pois é, estava assim semana passada. Mas não era por algum problema ou chateação. Queria sumir para não ter de devolver na redação a Honda NC 700X, depois de uma deliciosa semana em sua companhia.

Sim, a moto é muito boa e privilegia a praticidade e facilidade na condução. Se você espera alta performance e uma moto “nervosa” esqueça, como bem comparou um amigo: a NC 700X está mais para um Honda Fit. Design moderno, novo conceito, soluções inéditas e uma performance razoável visando o conforto e economia.

Para termos uma ideia, a NC 700X, com pouco tempo de mercado, desbancou a sua rival, a BMW R 1200 GS, que era líder de vendas há muito tempo na Itália . O modelo da marca bávara ainda se mantém na frente no acumulado do ano, mas perdeu a posição de líder como modelo mais vendido no mês de agosto para a Honda NC 700X. Se este modelo se destacou no mercado italiano, que é exigente e cheio de opções, imagina o estrago que ela vai fazer aqui no Brasil. Somente no mês de agosto deste ano, ela vendeu 204 unidades no Brasil, número muito superior às suas concorrentes na categoria. Segundo a fabricante, a ideia é que sejam comercializadas cerca de 300 unidades ao mês.

A NC 700X foi desenvolvida para ser um modelo global da marca e foi lançada há pouco mais de 10 meses no Salão de Milão. Na minha opinião, o grande diferencial deste lançamento se deve ao fato de ela ter sido planejada, projetada e concebida do zero e não ser uma adaptação brazuca de modelos antigos e ultrapassados que nos são empurrados goela abaixo.

Ela faz parte de um novo conceito de motocicletas batizado de Crossover e que, assim como é feito na produção de automóveis, compartilha a plataforma, no caso chassi e motor, com mais dois outros produtos da linha Honda, a NC 700 S, naked e o Scooter Integra, que já rodam lá fora e seguem sem previsão de chegada no Brasil. A NC 700 X possui a opção de cambio DCT (sistema com trocas de marcha automático e dupla embreagem), porem só para os gringos, o modelo produzido na fábrica da Honda em Manaus, vem com câmbio de 6 marchas de acionamento convencional.

O belo design (que teve grande participação da Honda Itália), os bons acabamentos, texturas, encaixes e qualidade dos componentes, fazem com que a NC 700X se destaque das concorrentes. As linhas fluidas e harmoniosas, assim como as práticas soluções de design, trazem novos padrões para o consumidor.

Seu pequeno (demais) e funcional para-brisa ajuda um pouco em viagens e na chuva. O painel é elegante sem ser modernoso. Fornece as informações básicas, todas em LCD, como velocímetro, indicador de marcha, hora, hodômetro total, parcial 1 e 2. O conta-giros, assim como o marcador de combustível, está em forma de barras.  Sobre o conjunto, as luzes espias indicam o neutro, piscas, HISS (Honda Ignition Security System), ABS, problemas de injeção, superaquecimento e farol alto.

Honda NC 700X

Os punhos e comando de luzes não foram herdados de outros modelos. São precisos, de bom tato e fácil acionamento. A crítica fica por conta da troca de posição do botão de buzina (invertida) que sai da parte inferior do punho e foi para o meio, além do fato de seu eixo de acionamento não proporcionar rapidez e exigir mais curso.

Sua ergonomia é muito boa, pois soma um guidão largo e alto (que fica mais alto que a maioria dos retrovisores dos carros, ajudando no trânsito das cidades), uma posição confortável que mantém a coluna do piloto reta e as pedaleiras recuadas, que fazem com que o condutor, automaticamente apoie as pontas dos pés nas pedaleiras. O assento (não muito confortável para viagens longas) em dois níveis e com 83 cm de distancia do solo, faz com que ela seja acessível a pessoas de menor estatura.

Entre o guidão e o banco, o que tradicionalmente seria o tanque de combustível, ou em alguns modelos específicos o filtro de ar e a bateria, fica um espaçoso (21 litros) e bem bolado porta objetos. Com espaço suficiente para um capacete fechado e mais algumas pequenas coisas, ele dispensa a utilização dos bauletos. No caso de utilização com carga, mantém o peso no centro da moto e não na ponta extrema do chassi, o que em alguns casos provoca “chimi” (instabiliadade na dianteira).  Fiz minhas compras semanais e até levei flores para um aniversário, me aproveitando destes espaços. Além do belo espaço vale ressaltar o bem completo jogo de ferramentas que fica preso dentro do porta objetos. A abertura do compartimento é feita com a mesma chave da ignição, porém em outro miolo/fechadura que comanda também a abertura do tanque de combustível. A abertura de ambos (porta objetos e tanque de combustível) poderia ser feita no próprio miolo de ignição, bastando apertar a chave (como na Lead), ou levá-la mais para a direita,(como na Suzuki). Desta forma evitaríamos desligar a moto e ter de tirar a chave da ignição.

O tanque de combustível, de 14,1 litros, pode parecer pequeno, porém suficiente para garantir uma autonomia de cerca de 400 km (27,6 km/L), foi posicionado sob o banco e, para abastecer, é preciso levantar o banco do garupa, que se mantém aberto com a ajuda de uma haste de ferro e uma pequena mola. Tanto o tanque de metal (lembrando o da Biz) quanto esta haste de ferro, destoam do esmerado acabamento da NC.

A tocada da NC 700X é bem diferente das motos habituais que giram alto e podemos esticar bem as marchas.  Seu dócil motor inclinado para frente em 62º, é bicilíndrico em linha SOHC,  de 669,6 cm³, com 8 válvulas, refrigeração líquida e produz 52,5 cv a 6.250 rpm e 6,4 kgf.m de torque a 4.750 rpm. A faixa vermelha do conta-giros começa aos 6.500 rpm e até nos acostumarmos a esticar menos as marchas, somos surpreendidos com um bruto corte de giro, mais cedo do que esperamos, o que nos faz deslocar muito o corpo para frente. O motor cresce rápido e já pede logo a troca de marchas. Ele é bem linear e com pouquíssima vibração. Seu compromisso é com a economia e com a suavidade, e não com a performance. Foi projetado para um prazeroso, confortável e silencioso uso urbano, porém apto para encarar estradas, desde que se respeite sua baixa rotação e a necessidade de maior troca de marchas. Em uma retomada em quinta ou sexta, sem reduzir a marcha, o motor “reclama” e logo aparece uma pequena vibração. Para se andar rápido com ela, temos de se adaptar ao curto, preciso e, bem escalonado câmbio de 6 marchas. Um ponto forte na maioria dos modelos da marca.

Honda NC 700X

Outro ponto alto da NC 700X é o seu conjunto de suspensões, com ótimo comportamento dinâmico e que transmite segurança, conforto e proporciona excelente estabilidade. Parte da boa estabilidade se deve muito ao baixo centro de gravidade. Apesar de ares de big trail, sua vocação e calibragem é mesmo no asfalto. Na dianteira conta com garfo telescópio com 153,5 mm de curso que absorve parte das irregularidades do piso.  Na traseira, mono-amortecedor do tipo Pro-Link, com 150 mm de curso com regulagem de pré-carga da mola.

O chassi tubular em aço conjuga rigidez e maneabilidade, pois foi projetado para ser utilizado também em uma scooter e em uma naked. Os freios são mais que suficientes. De bom tato, e excelente ação e potência de frenagem, principalmente quando equipados, opcionalmente com o C-ABS (distribuidor de frenagem entre dianteira e traseira). Na dianteira conta com disco em formato de pétala de 320 mm e pinças com dois pistões na versão normal e com 3 pistões no modelo equipado com ABS. Na traseira utiliza disco simples de 240 mm, também em formato de pétala, mas com pistão único.

Belas rodas de liga aro 17″calçados por com pneus Bridgestone Batlax BT023, 160/60 na traseira 120/70 na dianteira se somam ao conjunto de boa suspensões e baixo centro de gravidade, fazendo com que a NC 700X seja neutra nas curvas e bem estável.

Você encontra a NC 700X nas cores vermelha e branca, ao preço de R$27.490. Caso deseje que ela venha equipada com o C-ABS, o valor passa para R$29.990.

Não sei se você gosta da marca, do estilo, das linhas, do conceito ou do tipo do motor que trabalha em baixas rotações. A verdade é que nada mais será como antes, depois do lançamento da NC 700 XEla chegou e estabeleceu novos padrões e conceitos, que podem não agradar a alguns motociclistas, mas com toda a certeza, agradará grande parte dos consumidores que procuram uma alternativa inteligente em duas rodas, que seja versátil e some os bons predicados de diversos estilos.

Honda NC 700X

 

Ficha Técnica

– NC 700X 2013 Standard

Categoria Crossover
Motor 669,6 cm3, SOHC, 2 cilindros em linha, 4 tempos, arrefecido a líquido
Potência máxima 52,5 cv a 6.250 rpm
Torque máximo 6,4 kgf.m a 4.750 rpm
Diâmetro x curso 73 x 80 mm
Alimentação Injeção eletrônica de combustível PGM-FI
Sistema de lubrificação Forçada, por bomba trocoidal
Relação de compressão 10,7:1
Sistema de ignição Eletrônica
Bateria 12V – 11 Ah
Farol 60/55 W
Sistema de partida Elétrica
Capacidade do tanque 14,1 litros (2,9 litros para reserva)
Óleo do motor 3,7 litros (3,1 litros para troca)
Transmissão 6 velocidades
Embreagem Multidisco em banho de óleo
Suspensão dianteira Garfo Telescópico, com 153,5 mm de curso
Suspensão traseira PRO LINK, com 150 mm de curso
Freio dianteiro Disco com 320 mm de diâmetro e cáliper de dois pistões
Freio traseiro Disco com 240 mm de diâmetro e cáliper de pistão único
Pneu dianteiro 120/70 – ZR17 M/C (58W)
Pneu traseiro 160/60 – ZR17 M/C (69W)
Altura do assento 831 mm
Altura mínima do solo 164 mm
Chassi Diamond frame (aço)
Dimensões (CxLxA) 2.209 mm x 831mm x 1.284 mm
Entre-eixos 1.538 mm
Peso seco 202 kg

Related Articles

45 COMENTÁRIOS

  1. Não sabem porque os preços das motos e carros são este absurdo aqui no Brasil? A resposta é obvia: porque tem um monte de bobo que compra correndo 0KM! Se as montadoras pararem de vender, vão fazer de tudo. Inclusive baixar os preços! Sabe de nada inocente.

  2. Vejo que muitos ainda não acreditam na autonomia dessa Moto ( Baixíssimo consumo) claro em velocidade de viajem 100 e 130 Km p/ hora em estrada normal que não seja serra pura. Moro em Ouro Branco, M. Gerais e como todos sabem M G é um Estado montanhoso e a minha moto sempre dá entre 26 e 29 K/l andando nessa referida faixa de velocidade. Acredito que se andar da mesma forma na região de baixada ela chega fácil nos 30 a 33 K/l ou mais.

  3. Autonomia de 400km??? Eu tenho uma modelo 2012 e olha… Para ter esta autonomia só se ela andar as uns 60km/h (ou menos)…

    Mas ela faz 24km/l, ela é economica para a categoria e é uma excelente moto. Não me arrependo nem um pouco de ter comprado ela !!!!

  4. estava pensando em trocar minha moto mas realmente após ler a respeito ainda não dar pra encarar um nc700. vou ter que compra uma falcon mesmo!!! o mercado está sentindo falta de algo berando R$20.000,00

  5. Eu ia até dar uma olhada na moto, mas realmente o preço está muito fora da realidade.
    Infelizmente vivemos num país onde só se pensa em se dar bem.
    Não há tributação que justifique o valor.
    Assim, fico com minha GS 1200 2006, que vale 40 mil e estou muito mais bem servido.
    Quando será que os fabricantes vão entender que preço baixo vende mais?

  6. Fiz teste drive na 650GS , porem muita vibração e acabei fechando com a NC700x “comprando a viola dentro do saco “, mas só de ligar a moto já percebi que era outra mecanica. Quando retirei-a na concessionária , não precisei mais que 30 minutos para adaptar-me a esta moto ( tenho uma BMW 1150 RS ) e realmente é a melhor moto que já tive , falei a um amigo de Juiz de Fora e ele comprou uma no outro dia . O local para portar o capacete , é muito bom pois dá para levar duas garrafinhas d’agua quando vamos caminhar no Ibirapuera , só falta uma forma mais fácil para travar o segundo capacete. Valeu muito . Dou 9,7 ( falta da trava do capacete e o contaguiros muito pequeno.
    Quando sair o scooter , vou trocar , pois a Honda está perdendo muito por não ter um scooter com alta cilindrada.

  7. Nao sei o que este povo reclama tanto do preço da nc700x.Temos quase tudo custando mais que o dobro dos outros paises como automoveis,eletronicos,tv a cabo,conta de celular,seguro de veiculos,combustivel etc,etc,etc,etc.
    O povo so sabe reclamaar,assistir novela,ver futebol e tomar refrigerante japones(nok).
    AAAAAA me ajuda ai.

  8. Essa moto é tudo que eu esperava de uma moto ela show, gostei demais se não fosse o farol que não acompanha o guidão ela seria imbatível e amanha mesmo já ia buscar a minha

  9. Vou lá concessionária e avisar ao vendedor que quando a NC 700 atingir R$ 24.000,00, ele pode ligar para mim que eu compro à vista Enquanto isso vou ficando com a minha Suzuki usada mesmo. Simples assim.

  10. Olá. gostaria de saber se existe alguma opção de regulagem da altura da moto em relação ao solo. Atualmente estou de olho numa BMW F800R, e me apareceu essa outra opção, mas como tenho quase 1,70 m, tenho preferência num modelo que permita deixá-la numa distãncia máxima do solo de até 80 cm.
    Grato.

    • Olá Ivan,
      A NC assim como a F800 R, não possuem ajuste de altura da suspensão. Voce ajusta a pré carga da mola. Desta forma voce decide o quanto a moto baixa, quando colocado carga nela. Vc endurece ou amolece a mola. Não mexe na altura da moto parada. Vc tem de procurar uma relação mais confortavel entre a altura do banco e das pedaleiras.
      Abraços

  11. meu acho um absurdo pagar 27.490, nesta moto…..ela é linda tudo bem mais no EUA a mesma moto esta no preço de $6,999
    esta moto é fabricada aqui no brasil……como pode ter este preço la nos EUA convertendo o valor de $6,999 com a nosso cotação do dolar da um valor de 14.240 reais……kkkkkk é uma piada o preço que estão pedindo pela mesma moto aqui no brasil.

  12. Resumindo tudo, vale R$ 23.000,00 no máximo. Será que ele bate corrente também? Precisamos urgente dos lançamentos da Thiumph e KTM. A Kawazaki já está com as suas opções e detalhe sem adptações para o mercado Brasileiro. Onde já se viu cobrar esse preço e colocar um retrovisor CB300..deve ter até peça de Titam escondida ai! deixa chegar a nova ninja 300 que essa hondinha vai tomar PAU!

  13. vendi minha Bandt para pegar a nc700, mas com este preço vou para a V strom,que ao meu ver é mais moto,perdendo um pouco na média de consumo e ganhando muito em belesa e conforto!

  14. A proposta da motocicleta é interessante, todavia, a política dos concessionários em não aceitar modelos de outra marca para troca, ou quando o faz desvalorizam perto da imoralidade (minha moto 2012 com tabela FIPE em 23.600 ofereceram 14.000), além do alto preço destoam do chamado novo conceito.

    As revistas e sites antes da chegada enalteciam o valor do veículo em outros paises e previam algo em torno de 24, 25 mil aqui no Brasil, o que acabou não acontecendo.

    Moro em uma cidade com mais de 600 mil habitantes, duas concessionáras com várias lojas e desde o lançamento só vi UMA a transitar na cidade e uma na rodovia.

    Quem tem 30 mil para gastar em uma motocicleta, dificilmente vai se preocupar com a questão do consumo, a performance e equipamentos falam mais alto.

    Com preço mais baixo, penso que esse modelo seria um verdadeiro campeão de vendas.

  15. Troquei minhas Hornet e Bros por ela e estou super satisfeito. A moto é simplesmente fantástica! A minha já está com 2 mil km. Já fiz uma viagem de 1.000 km e consegui consumo de 32 km/l.
    Está certo que poderia ter um preço melhor, assim como tudo que é vendido no Brasil. Enquanto não tivermos opções no mesmo nível com preços melhores, continuaremos pagando.

  16. Tá bom que ela é essa coca cola toda, mas não tem o charme da boca do tanque ser na lateral, como a minha que é da marca bávara. Que feio essa boca de tanque debaixo da metade posterior do banco. Está desembarcando por aqui a qualquer hora a anti Honda NX 700, a BMW G 700GS com muito mais tecnologia e potência… O preço? acho que vai ser equivalente!

  17. Eu pirava nesta moto até que veio o principal defeito dela, o preço!
    Na verdade eu estava disposto a pagar nesta moto com o cambio DCT e freios ABS oque a Honda cobra pela moto básica (R$ 30 mil nas concessionárias de SP ). Sinceramente, não sei onde estão essas 204 unidades vendidas. Rodando eu ainda não vi nenhuma

  18. Acho que a NC700S me agradaria mais, tem menos cara de ornitorrinco… Mas a moto realmente é boa, o que é ruim é o preço! E nem pensar em amarrar bagagem atrás, é impraticável descer a bagagem no posto pra abastecer!

  19. 28 mil? bela moto, mas o preço não a justifica.
    Para ser uma moto inovadora no conceito, ela precisa ser inovadora no preço, 23 mil reais pagariam satisfatóriamente essa moto.

  20. Nada contra novas opções, mas quem busca muita economia, pode encontrá-la em motos menores. Uma “700” com este desempenho e este valor, parecem que fica meio fora da realidade de quem busca uma moto maior. Acredito que a sensação do motor deva ser a mesma de estar dirijindo um caro, com baixa rotação, fugindo um pouco do prazer de pilotar uma moto.
    Nesta categoria “crossover” que aqui no Brasil já possuia a V-Strom e a Versys, sou mais a moto da Kawa, embora lhe falte um bagageiro.

  21. “planejada, projetada e concebida do zero e não ser uma adaptação brazuca de modelos antigos e ultrapassados que nos são empurrados goela abaixo.”

    Bela frase. Excelente matéria.
    Mas a Jurassic Falcon por 19 mil já vai pagar o projeto da NC.

    Se um HB20 projetado do zero a Hyundai colocou por 32 mil, NADA justifica uma moto dessas custar 29mil. MESMO PARA A NOSSA LUCROLÂNDIA.
    Aliás, no Brasil nada justifica nada. [leia-se CBR250 4mil dolares USA]

    Sem dúvidas é uma excelente moto, porém caríssima e perdeu seu custo/benefício. Bastaria a Kawasaki baixar a Versys uns 10%, Adios NC, mas na realidade é uma disputa pra ver que lucra mais nesse pais.

    24 mil estaria MUITO BEM PAGA.

  22. É uma bela moto, mas como tudo da Honda, é muito cara. R$27.490 por ela não dá. O cara vai gastar uns 35 mil entre moto, frete, seguro, licenciamento, etc., para tirar da loja. É muita grana para uma moto destinada essencialmente ao uso urbano.

    • Olá Alexandre,

      Obrigado pelo seu comentário. Acredito que este seja apenas o preço de lançamento. Acho que haverá uma redução em breve nos preços.
      É uma pratica muito comum. Isto vai tirar o folego dos concorrentes e mexerá mais uma vez com o mercado e os preços praticado pelas outras marcas.
      Abraços

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


3 + = nove

 

Stay Connected

22,566FãsCurtir
3,373SeguidoresSeguir
19,800InscritosInscrever
- Advertisement -spot_img

Latest Articles