24.4 C
São Paulo
quarta-feira, 26 janeiro 2022
spot_img

Colômbia: Mais de 300 praias paradisíacas!

Fausto Malheiros
Fotos: Fausto Malheiros

A Colômbia por sua história, não muito antiga, de violência e tráfico de droga, geralmente é excluída dos roteiros de viagens, mas esse quadro esta mudando.
Colômbia conta com 1.600 km de litoral no Mar do Caribe e 1.300 km no oceano Pacífico. Ao todo, são mais de trezentas praias, para todos os gostos e bolsos. Algumas de difícil acesso, mas nada que uma suspensão trail não garanta que você chegue.

O acesso na parte sul é pelo Equador. Quem chega por aqui, acabara de conhecer umas das estradas mais fantásticas que já percorri de moto, a Pan-Americana, com suas retas infinitas margeando o oceano pacifico ou pela parte norte, pela Venezuela. Tem um acesso pela região amazônica, mas não é recomendado, a não ser que queira fazer um rally.

 

Colômbia: Mais de 300 praias paradisíacasA Colômbia é favorecida pela sua condição geográfica. É um país não muito grande, mas que oferece as melhores condições para os aventureiros que se arriscam a ir por aquelas bandas. Têm disponíveis as belas estradas geladas da cordilheira dos Andes, como também as escaldantes pelas praias, além das Ilhas do Caribe onde praticamente todas têm malhas rodoviárias.

Quem resolver ir pela cordilheira terá em seu caminho as cidades de Pasto, Popayan, Cali, Bogotá, San Cristobal e na seqüência já adentra a Venezuela por Mérida, cidade imperdível da sorveteria com maior variedade do mundo e umas das maiores pista de bike, são mais de 40 km, cordilheira abaixo.

Colômbia: Mais de 300 praias paradisíacas!
Até Pasto, a rota é quente e chegando a Popayan e cheia de curvas, sobe e desce, pouca sinalização e transito complicado. O caminho segue por Cali (280 km) de pouca serra e estrada boa, mas atenção, em Cali não a placa de saída para Bogotá, mas a duas pistas partindo da autopista Simon Bolívar, depois de Buga a estrada duplicada e muito boa. Chegando a Bogotá, existem descidas intermináveis e muita cordilheira com trânsito infernal, necessário muita cautela aqui, Bogotá está a 2.700 metros de altitude, a cidade é gelada. Atenção! O trânsito é caótico em Bogotá. Motos com alforjes e malas laterais, andem como se fosse um carro, ocupe toda a pista, ande bem no meio, senão, acreditem!, algum carro vai levar seus alforjes em cima do capô.

Nesta rota, em Zipaquira, a menos de 50 km de Bogotá, se encontra a Catedral de Sal, o acesso é turístico e para os proprietários de moto com suspensão trail é possível o acesso rodando, detalhe: a catedral é dentro de uma caverna, imperdível.

Já a rota pelo litoral, ao invés de pegar pra Bogotá em Cali, desça para Medelín, Armênia e Cartagena. É um lugar de extremos, Medelín tem um dos maiores teleféricos do planeta que leva os moradores para cima e para baixo o tempo todo.

De Armênia até Medelín a estrada sobe e desce a todo o momento. Armênia é a capital do café na Colômbia. Estradas fantásticas, paisagem verde e plantações de café a cada curva, até nas encostas das montanhas.

Cartagena merece um capítulo à parte, cidade imensa com praias maravilhosas e vida noturna pacata, sem muita badalação, embora faça parte do Caribe, não parece por essas características.

A cidade fica dividida entre o lado moderno e o lado histórico. A parte histórica da cidade fica longe da praia, mas é linda: cercada por uma muralha de 8 km, construída ainda na época colonial do país. Ali estão as principais atrações turísticas, restaurantes, lojinhas e a antiga casa de Gabriel Garcia Marques. Na parte moderna fica a praia, com sua vasta gama de hotéis. Ficar hospedado na parte moderna da cidade é garantia de acessar a praia com maior facilidade e aproveitar para relaxar à beira-mar.

Colômbia: Mais de 300 praias paradisíacas!

Perto da cidade amuralhada se encontra um moderno setor turístico, Bocagrande, com amplas praias, hotéis, restaurantes e discotecas. As melhores praias na área de Cartagena se encontram nas ilhas do Rosário, Barú e San Bernardo.

As ilhas do Caribe colombiano precisariam de um artigo somente para elas, mas só pra dar uma ideia do que esperam vocês, menciono aqui a Ilha de San Andrés (Colômbia). San Andrés é uma pequena ilha colombiana de apenas 27 km² , as praias são paradisíacas e as águas cristalinas fazem de San Andrés um verdadeiro paraíso, não só em terra firme, embaixo há uma grande variedade da vida marinha que, aliada à transparência das águas, atraem mergulhadores todos os lugares do mundo. E além das belas paisagens, a ilha é ainda uma área de livre comércio, onde as importações são diretas e sem intermediários, ou seja, livre de impostos! O centrinho é um shopping a céu aberto, com uma infinidade de lojas de marcas famosas a preços baixíssimos, mas não se esqueçam, estarão de moto, não vai caber tudo, principalmente se a esposa estiver na garupa.

Colômbia: Mais de 300 praias paradisíacas!

Não se deixe levar pela dificuldade de acesso às Ilhas. Estive em Isla Margarita, relato em um dos meus artigos anteriores e foi uma experiência inigualável. Andar de moto por aquelas vias que começam e terminam sempre em uma praia (rs…) foi incrível. Recomendo que façam esses passeios, já que nunca sabemos se vamos um dia voltar para aquela região.

A Colômbia tem trechos de asfalto ruins, mas com poucos buracos, praticamente não se tem noticias deles, pelo menos os fundos. A paisagem vai depender muito de sua opção de estrada, pela Cordilheira, por Bogotá ou para Cartagena, vai do gosto do freguês. A polícia ou o exército não incomodam. É bom providenciar o SOAT. As motos não pagam pedágio e quanto à gasolina não tem problema, ao contrário da Bolívia, evitem passar por la, pelo menos até passar esse momento que eles estão vivendo.

Em nosso próximo artigo, fechando o ano, vamos registrar os destinos mais procurados pelos motociclistas estradeiros aqui na América do Sul com dicas e sugestões.

Related Articles

1 COMENTÁRIO

  1. Parabéns Fausto.

    Um sonho realizado sem dúvidas.

    Ótimo relato, acrescenta muito.
    É bom separar bem as coisas, a péssima fama de viajar para Colômbia, Bolívia e Venezuela tem muito exagero e seus mitos, e obviamente muita verdade.

    Sua viagem mostra a todos que é possivel sim, sem grandes transtornos.
    As vezes uma viagem infeliz de 5 motociclista, levam 500 a desistir da mesma viagem.

    Mas infelicidades acontecem em todo lugar, viajando pelo próprio Brasil corremos o mesmo risco.

    Sucesso e que Deus te acompanhe nas próximas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


seis + 7 =

 

Stay Connected

22,566FãsCurtir
3,138SeguidoresSeguir
19,100InscritosInscrever
- Advertisement -spot_img

Latest Articles