Yamaha XJ6 N é a nova moto do Teste do mês!

3
1496
Yamaha XJ6

Lá se foi mais um mês e, desta forma, mais uma moto do mês que fica para trás! Com o fim das avaliações com a Kawasaki ER-6n, o Best Riders já chega com novidade para vocês, leitores. Yamaha XJ6 N é a nova moto do Teste do mês para as publicações de janeiro de 2013, mais uma moto naked!

Yamaha XJ6 N
Foto: Divulgação

Yamaha XJ6 N – Teste do mês

Decidimos realizar o Teste do mês com a Yamaha XJ6 N por se tratar de uma concorrente da Kawasaki ER-6n, moto que teve excelente aceitação do público com o decorrer das avaliações publicadas no Best Riders.

Se trata de uma motocicleta com motor de quatro cilindros em linha com 600 cilindradas, diferentemente da Kawasaki ER-6n, que é bicilíndrica e tem 649 cm³.

Yamaha XJ6

Segundo a fabricante, a Yamaha XJ6 foi projetada para oferecer aos usuários de todos os níveis e idades a oportunidade de ter uma motocicleta atrativa, estilosa e divertida na condução, desenvolvida para oferecer controle e ótima relação custo-benefício.

Nossos pilotos de teste já começaram a rodar com essa motocicleta, que está disponível nas cores vermelha, preta e branca, e em breve você poderá ler as avaliações da Yamaha XJ6 N no Best Riders, o seu site de motos!

Yamaha XJ6

Veja o vídeo:

Veja a ficha técnica da Yamaha XJ6 N:

Comprimento total 2.120 mm
Largura total 770 mm
Altura total 1.085 mm/1.185 mm
Altura do assento 785 mm
Distância entre eixos 1.440 mm
Altura mínima do solo 140 mm
Peso seco 186 kg / 196 kg
Raio mínimo de giro
Motor 4 tempos, DOHC, refrigerado a água
Quantidade de cilindros 4 cilindros
Cilindrada usual 600 cc
Diâmetro x curso 65,5 x 44,5 mm
Taxa de compressão 12,2 + 0,4:1
Potência máxima 77,5cv a 10.000rpm
Torque máximo 6,09 Kgf.m a 8.500 rpm
Sistema de partida Elétrica
Sistema de lubrificação Cárter úmido
Capacidade do óleo do motor 3,4 litros
Capacidade do tanque de combustível 17,3 litros
Alimentação Sistema Yamaha de Injeção Eletrônica
Sistema de ignição TCI
Bateria
Transmissão primária Engrenagens
Transmissão secundária Corrente
Embreagem Úmida, disco múltiplo – mola helicoidal
Câmbio 6 velocidades, engrenamento constante
Quadro TTubularem em aço – tipo “Diamond”
Ângulo de cáster 26º
Trail 103,5 mm
Pneu dianteiro 120/70 – ZR17 M/C 58W
Pneu traseiro 160/60 – ZR17M/C 69W
Freio dianteiro Disco duplo hidráulico / 298mm
Freio traseiro Disco hidráulico / 245mm
Suspensão dianteira Garfo telescópico
Suspensão traseira Braço oscilante – monocross
Curso da suspensão dianteira 130 mm
Curso da suspensão traseira 130 mm
Painel de Instrumentos Painel digital – velocímetro, hodômetro total e dois parciais (trip1 e trip2), mais hodômetro do combustível (f-trip), marcador do nível de combustível e relógio digital. Luzes espias – conta-giros analógico
Cores Vermelha, Preta, Branca

3 COMENTÁRIOS

  1. Falaram tudo da moto mais a minha dúvida é de como é o conforto do garupa, é que estou vendendo uma srad 1000 por não oferecer como transportar um garuoa.
    Estamos num pool onde se faz moto para um só não pensa mais em se viajar acompanhado sobrando apenas as custom que pra mim são horríveis de se conduzir.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


+ três = 7