Yamaha Tracer 900 GT chega com mais tecnologia e conforto por R$ 49.390

0
1617

Aventureira-esportiva com design novo, controle de tração, quick-shift e nova ergonomia vem para brigar pela liderança do segmento, segundo a marca

A Yamaha apresentou a nova Tracer 900 GT para o mercado brasileiro. A aventureira esportiva usa o mesmo motor de três cilindros, 847 cm³ e 115 cv, que também equipa a MT-09, mas traz diversas mudanças nessa nova geração. A moto ganhou mais tecnologia e itens de conforto para quem quer viajar. A nova Tracer 900 GT, versão mais completa da Tracer 900, chega às concessionárias Yamaha nesse mês de julho em duas opções de cores – preta e azul – com preço público sugerido de R$ 49.930 (sem frete).

Visualmente, a Tracer 900 GT tem linhas mais elegantes, com um novo desenho da carenagem frontal, das entradas de ar e um para-brisa mais amplo. Os protetores de mão, de série, ficaram mais estreitos e a roupagem traseira também é nova.

Mas é na ergonomia, com um guidão mais estreito e assentos mais amplos, que estão as principais mudanças para ampliar o conforto do motociclista. Além de maiores, os assentos bipartidos têm uma espuma de maior densidade e o banco do piloto pode ser ajustado em duas posições. A garupa também vai melhor acomodada, já que as pedaleiras estão mais baixas e as alças de apoio, maiores.

Controle de tração e quick-shift

Na parte eletrônica, a Tracer 900 GT recebeu mudanças que aumentam a segurança – e o conforto. Cruise control (piloto automático) e aquecedores de manopla agora são itens de série na versão GT, a mais sofisticada do modelo e a única que será vendida no Brasil. Assim como sua irmã Naked, a MT-09, a Tracer 900 2020 ganhou controle de tração (em três níveis) de série, sistema eletrônico que se junta aos três mapas de aceleração e aos freios ABS na lista de tecnologia embarcada do modelo. Um belo painel digital com tela TFT colorida completam as comodidades do modelo.

Outra novidade muito bem-vinda é o sistema quick-shift, que permite subir marchas sem usar a embreagem no câmbio de seis velocidades. Nas reduções, a embreagem assistida e deslizante tem acionamento mais leve e cômodo do que a antiga Tracer 900.

Na parte ciclística, destaque para a nova balança traseira, mais longa, que aumentou a distância entre eixos para 1.500 mm e, segundo a Yamaha, melhorou a estabilidade da aventureira esportiva. As suspensões – garfo invertido na dianteira e monoamortecida na traseira – agora são completamente ajustáveis. Tracer 900 GT oferece posição de pilotagem trail, mas tem rodas de liga-leve aro 17 e suspensões esportivas

Segundo a Yamaha, a nova Tracer 900 GT chega para brigar pela liderança do segmento de aventureiras médias para destronar Triumph Tiger 800 XRx (R$ 48.890) e BMW F 850 GS Premium (R$ 50.950), embora as rodas de 17 polegadas e a vocação mais off-road a coloquem como uma aventureira esportiva para brigar com Ducati Multistrada 950 e BMW F 750 GS. Para vender bem a Yamaha aposta na lista de equipamentos do modelo e o preço “competitivo” – a antiga MT-09 Tracer custava R$ 45.990, mas não trazia tantos equipamentos. Entretanto, diferentemente do modelo vendido na Europa, a Tracer 900 GT não traz as malas laterais rígidas como itens de série. De acordo com a Yamaha, isso elevaria muito o preço do modelo. Mas, infelizmente, a marca japonesa ainda não está vendendo as malas nem como opcional no Brasil.

TEXTO: Arthur Caldeira / INFOMOTO
FOTOS:  Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


× 8 = quarenta