Yamaha MT-09, Ducati Scrambler e outras motos: fusão de estilos

0
700

Fabricantes encaram o desafio de criar a moto ideal unindo características distintas em modelos inovadores.

YAMAHA_MT09_1
MT-09: a Yamaha ousou ao criar uma moto que funde características de naked e de supermoto

TEXTO: Aldo Tizzani / Agência INFOMOTO
FOTOS: Agência INFOMOTO e Divulgação

S1000RR

Mundo Moto: Fusão de estilos ganha espaço

A Honda lançou um novo teaser do scooter City Adventure, que é aguardado com muita ansiedade pelos amantes do estilo aventureiro. Trata-se de um scooter versátil com pneus de perfil off-road, roda de 17 polegadas na dianteira e que usa a base mecânica da crossover Honda NC 750X. O City Adventure é apenas um exemplo das muitas misturas de características que a indústria de duas rodas tem desenvolvido na busca de agradar aos consumidores. Muitas vezes essa procura mescla o que há de melhor em dois mundos. Um bom exemplo é o scooter BMW C1, que tinha a missão de unir a proteção dos automóveis com a agilidade da moto. Veja mais alguns exemplos:

HONDA_CITY_ADVENTURE_1
O modelo aventureiro será apresentado oficialmente ainda este ano
HONDA_CITY_ADVENTURE_2
O Honda City Adventure conta com pneus de perfil off-road e mecânica da NC 750X

Yamaha MT-09

Com a MT-09, a Yamaha ousou apresentando uma moto que funde características de naked e de supermoto. Destaque para sua posição de pilotagem com o guidão largo que facilita a mudança brusca de direção, mas não atrapalha circular entre os carros. As rodas são aro 17 polegadas calçadas com pneus de perfil esportivo. A marca dos três diapasões oferece para a MT-09 motor de três cilindros em linha (847 cm³ de capacidade cúbica) e sua potência máxima chega a 115 cv. O modelo pesa apenas 181 kg de peso a seco e custa a partir de R$ 37.990.

YAMAHA_MT09_2
Com visual radical, a MT-09 usa rodas aro 17 polegadas e calçadas com pneus esportivos

Ducati Scramber

A mistura entre os estilos custom e on/off-road resultou nas motos scrambler. A primeira Ducati Scrambler foi lançada nos Estados Unidos em 1962. Hoje, a nova linha Scramber da marca italiana está disponível em quatro versões. Todas usam motor de dois cilindros em V, com 803 cm³ de capacidade cúbica e 75 cv de potência máxima. A versão Urban Enduro usa rodas raiadas de 18 polegadas na dianteira e de 17 polegadas na traseira e são calçadas com pneus de uso misto (Pirelli MT 60 RS). Já o paralama alto também é uma marca off-road do modelo que está a venda no Brasil por R$ 41.900.

DUCATI_SCRAMBLER_URBAN_ENDURO_1
A versão Urban Enduro da Ducati adotou para-lama alto e pneus de uso misto
DUCATI_SCRAMBLER_URBAN_ENDURO_2
As motos scrambler são mistura entre os estilos custom e on/off-road

Honda Integra

Unir uma moto e o scooter é a missão do Honda Integra. Quando foi lançado, em setembro de 2011, o modelo usava a mesma base mecânica da linha NC 700X. O motor de dois cilindros paralelos (atualmente oferece 54 cv de potência máxima). Em vez do tradicional câmbio CVT dos scooters, a fábrica japonesa equipou o modelo com uma caixa de marchas convencional, além de transmissão final por corrente. O modelo ainda é comercializado na Europa com o novo motor de 745 cc que equipa a linha NC 750. O Integra oferece a típica posição de pilotagem dos scooter e o desempenho comedido do motor que combina com sua proposta racional.

HONDA_INTEGRA_1
Lançado no final de 2011, o Honda Integra usava a mesma base mecânica da linha NC 700X
HONDA_INTEGRA_2
Até hoje o scooter Integra usa transmissão final por corrente

BMW S 1000XR

Ter uma moto com capacidade para enfrentar rodovias secundárias e, ainda assim, contar com muita potência e ciclística primorosa. Este foi a receita de sucesso da BMW na S 1000XR. A moto mistura o que há de mais sofisticado no mundo das esportivas e aventureiras. O motor de quatro cilindros oferece 160 cv de potência máxima e é o mesmo utilizado na naked S 1000R. A eletrônica embarcada é a mais completa possível: quatro modos de pilotagem, o mais moderno controle de tração DTC, ABS Pro de última geração e suspensão eletronicamente ajustável. A BMW fez um bom trabalho em reunir o melhor de dois mundos: a esportividade de seu motor quatro cilindros e muita tecnologia embarcada com a ciclística primorosa e uma posição de pilotagem que convida a viajar, de preferência, pelo asfalto. O modelo alemão custa R$ 72.900 em sua versão Premium.

BMW_S1000XR_1
A aventureira esportiva da BMW usa motor de quatro cilindros que oferece 160 cv de potência
BMW_S1000XR_2
Corpo trail e motor da irmã naked S 1000 R: assim é a BMW S 1000 XR

BMW C1

Associar o conforto de um automóvel com a praticidade de um veículo de duas rodas foi a missão dos engenheiros da BMW com o scooter C1. Lançado em 2001, o exótico modelo usava motor de 125 cc e depois passou para 176 cc, com a potência máxima de 18 cv. Além da capota, o C1 tinha como atrativo o cinto de segurança de três pontos. Provou ser tão seguro que o uso do capacete era dispensado na Europa. Apesar da ousadia, o modelo alemão não vingou e sua produção foi interrompida em 2003.

BMW_C1_1
Lançado em 2001, o exótico BMW C1 usava motor de 125 cc

>>Visite a nossa loja de motos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


+ 2 = quatro