Yamaha cria moto-conceito com Inteligência Artificial

0
249

Uma das atrações da marca no Tokyo Motor Show, que começa na próxima semana no Japão, Motoroid poderá reconhecer o dono e interagir com o piloto

YAMAHA_MOTOROiD_1_2017
Motoroid, estrela da Yamaha no Salão de Tóquio, é moto-conceito com Inteligência Artificial

 

TEXTO: Arthur Caldeira / Agência INFOMOTO
FOTOS: Divulgação

Yamaha cria moto-conceito com Inteligência Artificial

Para muitos motociclistas suas motos têm sentimentos. Alguns garantem que elas têm até humor: em alguns dias acordam dispostas a rodar muitos quilômetros; enquanto em outros não estão a fim de pegar a estrada. Tem até aqueles que conversam com elas. Mais do que na imaginação dos apaixonados, as motos do futuro poderão sim “interagir” com seus pilotos. Ao menos é isso que propõe a Yamaha com o conceito “Motoroid”, uma das atrações da marca no próximo Tokyo Motor Show, salão de motos que acontece na capital japonesa entre 27 de outubro e 5 de novembro.

Com visual futurista, que mais lembra uma moto do mangá “Akira”, o Motoroid será equipado com Inteligência Artificial, o que permitirá uma convivência harmoniosa com o piloto. Segundo a Yamaha, o conceito será capaz de reconhecer seu proprietário e interagir com ele, como se fosse uma criatura viva!

Aproveitando-se da viabilidade de uma moto-conceito, ou seja, que permite dar asas à imaginação, a fábrica garante que o Motoroid é um estudo para criar novas soluções de mobilidade que reproduzam também a personalidade do seu usuário. Outra novidade do Motoroid são as baterias elétricas superleves em formato de pilhas, que são encaixadas no quadro da moto e podem ser removidas para a recarga.

YAMAHA_MOTOROiD_2_2017
Além da Inteligência Artificial, Motoroid terá baterias removíveis para facilitar recarga

Robô-motociclista

Além do Motoroid, a Yamaha prometeu outras seis estreias mundiais para esta 45ª edição do Tokyo Motor Show. Entre elas, a segunda versão do Motobot, um robô capaz de pilotar uma Yamaha YZF-R1M a mais de 200 km/h em uma pista de corrida. Segundo os engenheiros da Yamaha, essa segunda versão teria “rodinhas laterais” retráteis, o que permitiria maior ângulo de inclinação nas curvas. Com a evolução da robótica e do software, o objetivo do Motobot agora é desafiar ninguém menos do que Valentino Rossi em um autódromo. Quem será o vencedor?

YAMAHA_MOTOBOT_VER2_1_2017
Nova versão do Motobot terá capacidade para guiar a esportiva R1 em uma pista a mais de 200 km/h
YAMAHA_MOTOBOT_VER2_2_2017
Segunda versão do Motobot, robô-piloto, terá “rodinhas” retráteis para deitar mais nas curvas

Dois outros conceitos foram antecipados pela Yamaha. O MWC-4, que utiliza a tecnologia “Leaning Multi-Wheel”, ou seja, multirodas que se inclinam para contornar curvas. No caso do MWC-4 são quatro rodas, o que faz dele mais um conceito de carro do que de moto. Por último uma bicicleta elétrica, batizada de YPJ-XC, evolução de protótipos anteriores, com um motor elétrico auxiliar de pedaladas, porém com uma forma mais próxima de um veículo de produção, de acordo com a própria fábrica.

YAMAHA_YPJ_XC_2017jpg
Segundo a Yamaha, a bike YPJ-XC com assistência de pedaladas está perto do modelo de produção
YAMAHA_MWC4_2017
O conceito MWC4 usa a tecnologia de inclinação das quatro rodas para fazer curvas

As outras novidades ainda são segredos, mas há indícios de um novo modelo com motor tricilíndrico – rumores reforçados pelo vídeo-teaser convocando os fãs a ficarem ligados nas redes sociais da marca no próximo dia 25 de outubro, quando acontecem as coletivas de imprensa do evento.

Enquanto alguns apostam em uma nova moto, outros acreditam que o conceito MWT-9 pode tornar-se realidade. O MWT-9, apresentado no último Tokyo Motor Show, usava o motor de três cilindros da MT-09, mas tinha três rodas com a tecnologia “Leaning Multi-Wheel”, que torna praticamente impossível uma queda.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


6 − = dois