Viagem de moto pela estrada da morte

1
851

A estrada parque para Coroico, na Bolívia, é considerada uma das estradas mais perigosas do mundo, mas prefiro tê-la como uma das mais lindas. Hoje a “Estrada da Morte” está liberada apenas para o turismo. Várias empresas oferecem passeios de bike e é comum encontrar pessoas de toda parte do mundo fazendo downhill. Descem em altas velocidades e todos os anos, somam mais de 50 mortes de pessoas praticando esse esporte.

viagem de moto

Viagem de moto pela estrada da morte

É assim chamada por que na época que era a única via de acesso a Coroico, passavam por ela ônibus e caminhões, é inacreditável, mas a foto comprova isso e faz jus ao nome. Segundo a história foi toda construída com mão de obra de prisioneiros paraguaios.

viagem de moto

A estrada da morte margeia a todo tempo os precipícios e as densas florestas e paredões enormes. No inverno ocorrem trechos de neve e muitos nevoeiros e na época das chuvas, obviamente, o risco aumenta, a estrada fica mais escorregadia e a cautela deve ser redobrada, mas as inúmeras cachoeiras que surgem ao longo da estrada nessa época, contribuem muito para uma paisagem inesquecível e não tem outro jeito, senão passar embaixo delas tomando um belo banho de águas geladas.

viagem de moto

É impossível imaginar que um dia ela foi uma estrada normal. Tem lugares que mal há espaço para um carro. Os precipícios são de proporções inacreditáveis que atingem mais de 900 metros de profundidade.

Há sempre uma dúvida se o melhor é subir ou descer essa estrada, isso é pessoal, eu prefiro subir, me traz mais segurança. Já tive problemas com superaquecimento dos freios no trecho entre Cuzco e Abancay, no Peru, e os freios simplesmente não funcionam e um problema desses na Estrada da Morte, em terra, rípio e curvas fechadas a todo o momento, pode não trazer um resultado agradável.

viagem de moto

Estive com um grupo na final do Rali Dakar em Lima, no Peru, ano passado e com uma condução segura, a estrada é só alegria, inclusive tinha um “cadeirante” pilotando uma Suzuki Boulevard 1500cc, que muitos tiveram dúvida se conseguiria subir, subiu e acabou fazendo bonito.

É comum por durante toda a estrada ver cruzes colocadas para lembrar pessoas que morreram naquele local. Há curvas que possuem mais de 10 cruzes. Ao observar os precipícios, que a propósito não tem segurança nenhuma, é fácil imaginar que, quem caiu ali, esta lá até agora, impossível buscar o que sobrou, tamanha a profundidade do lugar.

viagem de moto

Chegando em Coroico, que fica em um morro, a estrada é só, pedra e muito escorregadia, precisando tomar muito cuidado. Coroico foi à primeira cidade turística da Bolívia e tem vários hotéis, pousadas e restaurantes, e como sempre, turistas de todo o mundo.

viagem de moto

Esta estrada é destino obrigatório para os motociclistas estradeiros, mas atentem pelo seguinte detalhe: a Bolívia não esta muito hospitaleira com turistas brasileiros. Há problemas para abastecer e a polícia é extremamente corrupta. Uma pena, pois o país é belíssimo e tem muita gente boa ali, falo por experiência própria. Conheço os quatro cantos daquele país e cautela e bom senso é sempre bom, fico na torcida que a Bolívia passe a olhar os turistas com outros olhos.

viagem de moto

Detalhes:

Localidade: La Cumbre | Coroico – Bolívia

Altitude: Pico 4.700 metros de altitude

Distância total: 65km em 1:30h

Tipos de via:

– estrada de asfalto: 50%

– estrada de terra: 50%

1 COMENTÁRIO

  1. gostei do que você postou, só fatou dizer que na Serra usa-se o sentido viário a mão inglesa,que se nota na foto 02, passei la dia 15/08/2015 .abraço

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


nove − 6 =