Vendas de motocicletas podem aumentar no próximo trimestre

1
505
Motos

Motos
Foto: Reprodução/ANTARA/Noveradika

A linha de crédito oferecida pelos bancos Caixa Econômica Federal (CEF) e o Banco PanAmericano vai afetar com um crescimento de até 3% nos negócios com motocicletas no quarto trimestre deste ano, interrompendo a sequência de retrações registrada nos últimos meses. A avaliação é da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (ABRACICLO). Segundo a instituição, ocorrerá uma comercialização de 406 mil motocicletas nos últimos três meses do ano, ante as 394.361 unidades comercializadas no trimestre anterior.

Recentemente o Banco Central (BC) também aprovou uma medida chamada de Circular 3.609, que reduziu a alíquota do compulsório sobre depósitos à vista e a prazo e permitiu aos bancos reduzirem deste compulsório o saldo das operações para financiamento e arrendamento mercantil de motocicletas. Em outras palavras, o BC “barateou” o financiamento deste tipo de veículo para o sistema financeiro, tornando o produto tão vantajoso como o financiamento de carros.

Os dados divulgados pela entidade, tendo por base os emplacamentos registrados pelo Renavam, mostram que na primeira quinzena do presente mês, foram comercializadas 59.192 motocicletas, volume 10% abaixo em relação ao mesmo período do ano passado (65.750 unidades) e 8,4% superior à primeira metade de setembro (54.601 unidades). É importante observar, no entanto, que a primeira quinzena de outubro contou com um dia a mais de comercialização em relação ao período similar de setembro.

“Nossa expectativa é que haja uma pequena recuperação do mercado nos próximos meses, devido, sobretudo, às novas linhas de crédito anunciadas recentemente pelos bancos públicos. Esperamos que outras instituições financeiras participem deste processo, oferecendo planos de financiamento adequados aos atuais rumos da economia brasileira e, portanto, compatíveis com o desejo de compra dos consumidores. Desta forma, as instituições financeiras estarão colaborando de fato para a retomada dos negócios com motocicletas, diz Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo.

1 COMENTÁRIO

  1. Engraçado, esse mês fui ao meu banco, Caixa Economica, pra ver as taxas pra financiameno de motos e o gerente me informou que a Caixa não financia motos…mistério…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


− 5 = um