Transpacífico: Brasil – Peru

2
1452
transpacifico - 04

A Transpacífico, rodovia que liga o Brasil ao Oceano Pacíficio através do Acre, é ainda uma desconhecida de muitos, mas algo que esta mudando rapidamente.

transpacífico - bem vindo

Fotos: Fausto Malheiros/ Sebastião Araújo/ Saul Wagner

Transpacífico: Brasil – Peru

A Transpacífico foi construída com a finalidade de facilitar o escoamento, a exportação de mercadorias através do Oceano Pacífico, mas na minha singela opinião é algo impraticável. Não imagino comboios de carretas margeando os abismos da  Cordilheira dos Andes, curvas de 180º graus a todo momento, estradas sem acostamentos, estreitas, túneis de altura duvidosa, pra não falar das imensas subidas de algumas “dezenas” de quilômetros que até na descida seria um problema para as carretas com 40 toneladas de carga. Uma dessas subidas, que parecem mais uma parede na sua frente, eu registrei, foram 26 Km de subida íngreme e (acreditem!!!!) são muitas iguais a esta.  Mas… como nosso negócio são motocicletas, então, vamos a elas.

transpacífico - 01

Já tive o prazer der rodar por aquelas estradas em duas oportunidades. Em 2010 e em 2012 quando estive em Lima, no Peru, para assistir a final do Rally Dakar.

transpacifico

As emoções desta viagem já começam no Brasil mesmo. Logo após Rio Branco, capital do Acre, a sensação de isolamento já é grande. A Transpacífico tem poucas cidades às suas margens. Quando passei, estava em bom estado de conservação permitindo velocidade de cruzeiro em torno de 140 km/h de forma bem tranqüila.

transpacífico

Recomendo que se faça em um único dia, Rio Branco (AC) até Puerto Maldonato. Não tem nada nesse meio e não é longe. São 575 km de estrada razoável, pouco trânsito, perca de tempo só na alfândega, em Assis Brasil e na Balsa do Rio Madeira.

A alfândega brasileira só funciona até às 20 horas. Depois disso a fiscalização só volta a funcionar às 08 horas e, do outro lado da fronteira, o negócio é bem devagar. É um dos poucos lugares do Peru onde a polícia vai te cantar em uma “propina”, via de regra, no Peru, você não terá esse tipo de problema. Eu colocaria o Chile e o Peru como os países mais tranqüilos para viajar de moto.

transpacifico - 02

A primeira cidade peruana, já na TransPacífico, é Puerto Maldonato. Neste local minha moto estourou aquelas borrachas que vão dentro do cubo traseiro, não sei como chama aquilo, pensei que minha viagem havia acabado pois no Peru não tem XT660, mas eles têm a arte de improvisar. O camarada fez essas gomas de sola pneu que ficaram melhores que as originais, não as retirei mais.

transpacífico - 05

Saindo de Puerto Maldonato, a próxima cidade é Cuzco (Machu Picchu), a 490 Km. Procurem sair cedo, pois a viagem não rende e a estrada merece uma “tocada” no ritmo de contemplação. É maravilhosa e a altitude a ser batida é 4.725 metros acima do nível do mar no Passo de Pirhuayani. Combustível não é problema se sua moto tem uma autonomia de pelo menos 250 km. Pontos de abastecimento são Quincemil e Marcapata. Na dúvida, complete sempre. Em altitude elevada as motos consomem mais combustível e ficar parado naquela estrada por “pane seca” não é uma situação confortável.

Pontos de fotografias são o que mais tem.

transpacífico - 03

Passando a cidade de Ocongate, tem um restaurante de boa comida localizado em um mirante, a vista é imperdível, mas para Cuzco tem muito chão ainda, atente sempre ao horário, anoitecer na Cordilheira dos Andes não é uma boa idéia, a temperatura cai vertiginosamente. A estrada é gelada e como eu tive sorte da última vez, viajei um trecho à noite, com tempo limpo e foi possível avistar Cuzco a mais de 100 km de distância.

Esse trecho é construído recentemente, pois a Transpacifico continua até o Oceano Pacífico, mas por estradas que já existiam, tão belas quanto essa, mas já inseridas em outros relatos.

transpacífico - 04

Com as dificuldades de circular pela Bolívia, a Transpacífico tem sido muito usada pelos amigos estradeiros que viajam pela região central e norte da América do Sul e recomendo um ritmo sem pressa, pois com certeza é uma das mais belas estradas para prática do motociclismo, com muita cautela e uma boa máquina fotográfica.

transpacífico - 06

2 COMENTÁRIOS

  1. Oi Willian!

    A estrada de Rio Branco para Cuzco ja esta aberta sim e é fantástica. Já passei por ela 3 vezes e nunca tive problema com assalto, alias o Peru é tranquilo nesse quesito, só vai perder um tempinho na fronteira. a policia gosta de uma gratificação mas não forçam a situação.

    Quanto ao acesso via ônibus, lembro de algumas empresas fazendo essa linha, se não me engano a Eucatur Cascavel, quanto aos voos, não sei te informar.

  2. Pergunta a quem possa ajudar :

    02-06-2014, esta estrada já esta pronta de RIO branco até CUZCU
    Tem Vôo de Rio Branco a Cuzco ( Qual o preço ).
    Tem ônibus de Rio Branco a Cuzco ( Qual o preço ).
    Tem muito risco ( Asalto ) viajar no Peru até Cuzco.

    Grato
    Wilson

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


oito + 3 =