Top 10 novidades: motos que vem ao Brasil

2
97

Conheça dez novas motos, apresentadas no Salão de Milão 2016, que em breve devem estar nas concessionárias brasileiras.

MILAO2016_2016111712250
O EICMA 2016 em Milão foi palco de diversas novidades; confira 10 que devem vir ao Brasil

TEXTO: Arthur Caldeira
FOTOS: Arthur Caldeira

S1000RR

Top 10 novidades: motos que vem ao Brasil

As dezenas de novidades mostradas na 74ª edição do Salão de Motos de Milão, na Itália, provam que o evento italiano é um dos mais importantes do segmento de duas rodas em todo o mundo. Empolgadas com o mercado de motos que volta a crescer na Europa, todas as fábricas apresentaram novos modelos na feira italiana. Infelizmente, em função do perfil de nosso mercado e também da crise que afeta a economia brasileira, nem todos devem chegar por aqui. Mas algum deles já têm presença garantida nas concessionárias brasileiras no próximo ano. Confira nossa lista com 10 motos que certamente irão rodar em nossas estradas.

1 – Ducati Monster 797

Equipada com o mesmo motor Desmodue, com dois cilindros em “L”, refrigeração a ar e 803 cm³ da linha Scrambler, a Monster 797 “renasce” como o novo modelo de entrada para as motos Ducati. Com preço menor que a Monster 821 e menos tecnologia, a nova 797 traz apenas freios ABS e vai assumir o papel de atrair jovens e novos clientes para a marca italiana. Afinal, com o lançamento da versão 821 em 2015, o modelo ficou melhor – com mais tecnologia e um motor com refrigeração líquida -, porém muito mais caro. A nova 797 chega para ser a primeira Ducati de quem é fã da marca e, exatamente por isso, deverá vir ao Brasil como uma naked mais acessível que a atual Monster 821, que não tem repetido o sucesso de vendas da antiga 796.

MILAO2016_Monster797_2_20161117122035
O CEO da Ducati, Claudio Domenicali, apresenta a Monster 797, novo modelo de entrada da marca
MILAO2016_Monster797_1_20161117121957
Passo atrás: Ducati renasce Monster 797 de entrada com motor de 803cc com arrefecimento a ar

2 – Linha Honda CB 650

Comercializada com sucesso no Brasil, a linha CB 650 foi atualizada pela Honda em Milão. Tanto a naked CB 650F como a sport-touring CBR 650F passaram por um face-lift e receberam melhorias no motor, para se adaptar às regras da Euro 4. De quebra ganharam 4 cavalos a mais no comportado motor de quatro cilindros em linha: agora ambas produzem 91 cv de potência máxima a 11.000 rpm. Além disso, os dois modelos receberam o novo garfo dianteiro Showa, semelhante ao adotado na nova NC 750X. As pinças de freio dianteiras também são novas e melhores.

Em 2017, a CB 650F e a CBR 650F devem seguir o mesmo caminho trilhado pela NC 750X, ou seja, devem chegar ao Brasil no primeiro semestre. Afinal, ambos os modelos são montados em Manaus, porém com componentes vindos da Itália. Ou seja, a Honda deverá em breve também montar as novas CB 650 no País.

MILAO2016_HONDA_CBR650F_2_20161117121813
Honda atualizou a linha de 650cc: sport-touring CBR 650F recebeu linhas mais angulosas e modernas
MILAO2016_HONDA_CB650F_2_2016111712194
A naked CB 650F (foto) e a carenada CBR 650F têm motor de 91 cv no modelo 2017 e suspensões melhores

3 – Yamaha TMax

Sucesso de vendas na Europa desde o seu lançamento em 2001, o maxi-scooter TMax foi completamente atualizado para 2017. A carenagem ganhou linhas mais fluidas e compactas, além de farol e lanterna de LED. O motor de um cilindro e 530cc foi modernizado e ganhou auxílio da tecnologia: agora conta com acelerador eletrônico, controle de tração e modos de pilotagem. Na parte ciclística, o quadro feito em liga de alumínio é novo e mais leve, e a balança traseira alongada promete mais estabilidade em altas velocidades com um pneu traseiro mais largo, calçado em uma roda aro 15. A praticidade aumentou junto com a capacidade de carga sob o assento.

O TMax ganhou três versões: além da standard, há a versão SX, mais esportiva e a DX, mais luxuosa. Como o maxi-scooter da Yamaha também vendeu bem aqui no Brasil, apostamos que em 2017 alguma dessas versões deve desembarcar por aqui.

MILAO2016_TMAX_2_20161117121618
Sucesso na Europa, o maxiscooter Yamaha TMax teve seu design atualizado e ganhou mais tecnologia
MILAO2016_TMAX_1_20161117121527
Em Milão, Yamaha apresentou três versões do novo TMax, com visual inédito e mais tecnologia

4 – Triumph Street Scrambler

Baseada na charmosa Street Twin, a nova Triumph Street Scrambler traz o visual típico do estilo com rodas raiadas, suspensões de curso maior, pneus de uso misto, guidão largo e escapamento lateral. A marca inglesa adotou até mesmo uma roda dianteira de 19 polegadas na nova Street Scrambler para que ela encare uma estrada de terra com mais desenvoltura. O banco em dois níveis ainda permite que o assento da garupa seja substituído por um bagageiro no melhor estilo aventureiro.

MILAO2016_STREET_SCRAMBLER_2_20161117121418
Atendendo a pedidos, a Triumph lançou uma Street Scrambler no Salão de Milão

A propulsão fica por conta do mesmo motor bicilíndrico de 900cc, que tem refrigeração líquida, torque de sobra e baixa vibração. Controle de tração, freios ABS e embreagem assistida também fazem parte do pacote. Como o estilo fez sucesso no passado com a antiga Triumph Scrambler e também em novas customizações Brasil afora, apostamos que a marca inglesa traga essa Scrambler de fábrica para o País.

MILAO2016_STREET_SCRAMBLER_1_20161117121338
Com o mesmo motor de 900cc da Street Twin, nova Street Scrambler faria sucesso no Brasil

5 – Suzuki Burgman 400

Um dos primeiros maxi-scooters a chegar ao Brasil, o Suzuki Burgman 400 não recebia atualizações há alguns anos. Para 2017, a fábrica japonesa fez um Burgman 400 completamente novo. A começar pelo seu porte, agora mais “atlético” e compacto do que a versão anterior e com iluminação por LEDs. O banco também ficou mais estreito na parte dianteira, facilitando assim apoiar os pés no chão.
O motor de um cilindro e 399 cm³ foi atualizado para oferecer mais torque em baixos regimes, além de ganhar um novo mapeamento e vela de iridium para garantir menor consumo de combustível.

MILAO2016_BURGMAN400_2_20161117121240
O novo Burgman 400 poderia colocar a Suzuki de volta à briga no segmento de maxiscooters

Na ciclística, freios ABS de série e roda aro 15 na dianteira, além de ajuste na pré-carga da mola traseira. Como o Burgman 400 já fez sucesso no Brasil e os scooters seguem em alta no país, vender esse novo modelo em nosso mercado seria uma aposta acertada da J.Toledo/Suzuki.

MILAO2016_BURGMAN400_1_2016111712125
Burgman 400 2017 tem porte mais compacto e roda aro 15 na dianteira

6 – Kawasaki Z 650

Lembram-se da ER-6n, a comportada naked bicilíndrica da Kawasaki? Pois ela transformou-se na radical Z 650, com linhas mais angulosas, um novo chassi mais leve, porém o mesmo motor de dois cilindros, 649 cm³ e refrigeração líquida, cheio de torque, mas com apenas 68 cv. Nada que atrapalhe a diversão, afinal a proposta da nova Z 650 é ser uma naked versátil, tanto para o uso urbano como para um passeio no final de semana.

KAWA_Z650_2_20161117121049
Nova naked Z 650 da Kawasaki deverá vir ao Brasil em breve

Em virtude do sucesso da agora aposentada ER-6n no Brasil, apostamos que em breve a Kawasaki deverá trazer essa nova naked de 650cc, porém com um visual bem mais interessante, para o nosso mercado.

MILAO2016_KAWA_Z650_1_20161117121020
A nova Kawasaki Z 650 é versão mais radical da aposentada ER-6n, porém com o mesmo motor de 68 cv

7 – BMW R 1200 GS / GS Adventure

A BMW renovou praticamente toda sua linha de motocicletas para o próximo ano. Em Milão, mostrou as novas R nine T Urban G/S, uma nova K 1600 GTL, além da pequena G 310 GS – apenas esta última já está confirmada para o País. Mas houve uma renovação na best-seller R 1200 GS e na sua versão Adventure. O visual não mudou tanto assim, mas o modelo ganhou linhas mais marcantes e novas opções de cores. Há agora mais opções de assentos com alturas variadas para se adequar aos mais diversos biótipos.

MILAO2016_BMW_R1200GS_2_2016111712925
Modelo mais vendido da BMW no Brasil. nova R 1200 GS ganhou catalisador e facelift pra 2017

O motor continua o boxer de 1200 cm³ com refrigeração mista (água e óleo), que ganhou catalisador para poluir menos, mas sem alterar a potência de 125 cv. A parte eletrônica foi modernizada com uma nova geração do ESA, a suspensão eletronicamente ajustada, além de novos modos de pilotagem e um assistente de partida em ladeiras. Como a marca nacionaliza a R 1200 GS e a R 1200 GS Adventure, não é difícil prever que essas novidades da famosa bigtrail deverão chegar em breve ao Brasil.

MILAO2016_BMW_R1200GS_1_2016111712845
R 1200 GS ganhou novas versões: Exclusive (à esq.) e Rallye

8 – Honda CBR 1000 RR Fireblade

Depois de mostrar versões topo de linha da sua esportiva de 1.000 cc no Intermot, o Salão de Motos de Colônia, realizado em outubro, a Honda finalmente apresentou o novo modelo base da CBR 1000RR Fireblade. E o melhor: com tantas novidades quanto às versões SP e SP2. De acordo com a marca, 90% dos componentes da nova Fireblade são novos. Além disso, o motor de quatro cilindros em linha ganhou mais potência – agora são 191 cv a 13.000 rpm – e muita eletrônica para ajudar a domar a fera. Equipada com o sensor de medição inercial (IMU), a nova CBR 1000 ganhou controle de tração, que a Honda chama de controle de torque, modos de pilotagem e freios ABS mais modernos.

MILAO2016_CBR1000RR_2_2016111712737
Com nova Fireblade recheada de eletrônica e mais potente, Honda volta com tudo ao segmento esportivo

Outro ponto fundamental da nova superesportiva de 1.000cc da Honda foi a redução de peso. Com 15 kg a menos do que sua antecessora, a CBR 1000 RR Fireblade 2017 vai pesar apenas 196 kg em ordem de marcha. Com as concorrentes atualizada no mercado brasileiro, a Honda certamente trará a nova Fireblade para disputar esse segmento no Brasil.

MILAO2016_CBR1000RR_1
Em Milão, a Honda finalmente revelou o modelo base da nova CBR 1000RR, que ficou mais leve e potente

9 – Yamaha MT-09

Para 2017, a marca japonesa deixou sua aclamada naked de três cilindros ainda mais radical. O novo farol duplo com LEDs deixou a MT-09 com um visual mais agressivo, acabando com a sensação de que faltava algo no antigo farol único retangular. As proteções do radiador e a traseira também foram redesenhadas e agora estão mais harmônicas.

O motor de três cilindros em linha e 115 cv não mudou, porém ganhou acelerador eletrônico, controle de tração, quickshift no câmbio e embreagem deslizante para aqueles que gostam de pilotar mais esportivamente. Como a naked tricilíndrica também fez sucesso por aqui, apostamos que já em 2017 essa radical e nova MT-09 deva aparecer nas concessionárias da marca.

MILAO2016_YAMAHA_MT09_2_2016111712546
MT-09 tem novo conjunto óptico para 2017 e mais tecnologia: naked deverá vir ao País
MILAO2016_YAMAHA_MT09_01_2016111712459
Vendida no Brasil, a naked MT-09 da Yamaha ganhou visual novo e controles eletrônicos para 2017

10 – KTM 1290 Super Duke R

Não podemos deixar de fora dessa lista a nova KTM 1290 Super Duke R, a versão “2.0” da bestial naked austríaca. As linhas da Super Duke ficaram ainda mais angulosas e o novo conjunto óptico dianteiro ganhou um aro de LED em formato triangular para a iluminação diurna que conferiu um visual ainda mais inusitado à bignaked. O já nervoso motor LC8, de dois cilindros em “V” e 1301 cc, agora produz 177 hp de potência máxima! Mas, calma! Há diversos controles eletrônicos para ajudar a domar essa fera: a começar pelo moderno Bosch Motorcycle Stability Control, que integra freios ABS, controle de tração e modos de pilotagem.

MILAO2016_KTM_SUPERDUKER_2_2016111712416
Farol com aro de LED e motor mais potente (177 hp) foi uma das novidades da KTM em Milão

Com mais potência e um visual ainda mais radical, a nova Super Duke 1290 R tem tudo para vir ao Brasil em breve. Afinal, a marca já comercializou por aqui a antiga versão.

MILAO2016_KTM_SUPERDUKER_1_2016111712334
Com novo desenho e eletrônica atualizada, KTM 1290 Super Duke R deverá vir ao Brasil

>>Visite a nossa loja de motos

 

2 COMENTÁRIOS

  1. PESSOAL DO BEST RIDERS SUGIRO QUE VÃO PERGUNTAR AO PESSOAL DA YAMAHA SE ELES TERÃO CORAGEM DE CONTINUAR VENDENDO A TMAX POR AQUI SEM TRAZER AS SCOOTER DE 3 RODAS.VÃO ESPERAR A PIAGGIO E A HONDA LANÇAREM PARA SE MEXER??

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


quatro + 7 =