Tipos Motociclisticos: Motociclista Paranóico com Segurança

2
1366
motociclista segurança
Motociclista seguro: eu aprovo!

Muito bem senhores Best Riders, vou dizer logo o meu sonho: um volvo de duas rodas. Sim… aquele carro que não capota nunca, equilibrado em duas rodas, como uma moto. Mas… mas… como a Volvo nunca me retornou nenhum dos meus e-mails mensais que mando sugerindo tal modelo, tenho que resolver implementar a segurança que atende aos meus requisitos mínimos com minhas próprias mãos.

motociclista segurança
Motociclista seguro: eu aprovo!

Fotos: Internet

Tipos Motociclisticos: Motociclista Paranóico com Segurança

Minha mãe sempre foi super protetora, e há registros no meu inconsciente dela falando durante a minha gestação para o meu pai, que moto é perigoso e que se separaria caso ele comprasse uma para o seu filho quando completasse dezoito (ou mais) anos. Durante toda minha infância andei (sempre sob supervisão) de bicicleta com rodinhas, vestindo joelheira, cotoveleira, capacete, óculos, luvas, mascara de gás, e com uma plaquinha de identificação pendurada no meu pescoço, com os seguintes dizeres: “Tipo A+, caso o encontre em qualquer outro bairro que não seja Moema*, favor devolver este moleque (vivo ou morto) à Rua Normandia, 76 – Moema. Recompensa-se bem”.

* Bairro da capital paulista

Pois é, meu pai se separou de minha mãe e a primeira coisa que ele fez foi me dar uma moto: “Isso sim é coisa de cabra corajoso! Vai aprender a andar nem que seja a última coisa que eu faça na vida!” – Ainda não morreu, mas tem noites que sonho com isso. Enquanto nada se torna realidade me protejo da melhor forma que posso. Que experiência de liberdade que nada, eu quero é ficar vivo, rapaz! Minha maior frustração é não haver motos blindadas.

Tipos Motociclisticos: Motociclista Paranóico com Segurança
Eu, em um protótipo de moto a prova de buracos

Ontem iniciei meu projeto que vou submeter a um deputado amigo meu para ver se emplaca: consiste na obrigação dos pezinhos das motos terem rodinhas para que não haja a necessidade de recolhe-lo. Uma evolução desta lei seria instalar um pezinho de cada lado da moto. Já instalei na “Panzer”, minha moto, e funciona mais ou menos. Precisa ser aperfeiçoado.

motociclista-seguro-3
Que airbag que nada, este aí acima, é meu projeto de proteção FULL-Body

Preferi não colocar corta pipas na Panzer. Instalei uma capota igual daquele modelo de Scooter da BMW, mas com uma diferença fundamental: todo rodeado por neon azul para ser notado no trânsito.

motociclista-seguro-4
Protótipo a ser homologado

Seguem alguns dos itens que carrego a bordo da “Panzer”:

Capacete com GPS e transmissor via satélite e detector de pipas (apesar da capota é melhor se prevenir) com pescoceira de aço que vai do queixo até o torax. Motivo: serei achado. A pescoceira e o detector de pipas tem uma utilização óbvia.

Macacão de couro de rinoceronte indiano (são os melhores) revestido por uma malha de adamantium (sim, igual a do esqueleto do Wolverine). Motivo: óbvio, pergunta ao Wolverine se ele se machuca ao cair de uma moto…

motociclista-seguro-5
Proteção que uso até para comprar Danone na padaria

Carrego Kit de socorros médicos, contendo:

Cinco tipos de antibióticos. Motivo: Tenho um amigo que levou uma “pombada” na cara, e pegou uma doença rara somente transmitidas pelas pombas (que são os ratos voadores, né?).

Desfibrilador. Motivo: em caso de grande susto no trânsito e venha a ter um ataque cardíaco

Bomba de asma. Motivo: tenho asma

Gás Pimenta. Motivo: eventual assalto no farol.

Outro dia vi um projeto meu nos noticiários (R7), uma moto de 4 rodas, isso foi fruto de espionagem industrial.

motociclista-seguro-6
Cópia de meu projeto que foi subtraído

Ouvi dizer que quem não quer se expor ao risco é melhor nem ter nascido, mas minha mãe diz que não dá para voltar para o útero dela. Bem acho que vou desistir desta coisa de duas rodas e ficar em casa mesmo (que é o mais próximo do útero que conheço).

Teste para ver se você tem este perfil:

Responda honestamente com sim ou não as questões abaixo:

  • Quando toma um susto no trânsito, pensa logo em vender a moto, pois deveria ter escutado sua mãe por que moto é perigoso demais
  • Se interessou no kit de primeiro socorros do Motociclista Paranóico
  • Acha um absurdo os Estados Americanos que permitem a condução de motocicleta sem capacete.
  • Acredita e acha o MÁ-XI-MO um Estado Superprotetor
  • Acha que o TT da Ilha de Man é só um mito contado para assustar criancinhas
  • Provas do MotoGP são uma bela montagem. Imagina que estes caras andariam assim se tivessem família.
  • Tem um Volvo de duas rodas (ou já mandou um mail para a montadora sugerindo)
  • Se desespera ao ver uma pomba levantando vôo a 100 metros da sua moto
  • Já pesquisou no Google a tal doença que a pomba transmite ao colidir com uma viseira
  • Tem medo de pombas a partir de agora, mesmo quando está a pé
  • Vomitou só de ler a palavra Pom-ba
  • Ligou para a montadora de sua moto para saber quando começarão a fabricar motos com limitador de 110km/h, e se não dava para entrar na fila de compra do “Day One”
  • Acha capacete mais confortável do que boné
  • Usa capacete para dirigir seu carro também.
  • Equipou sua Custom com sliders
  • Acha que corredor é somente o pedaço de casa que une o quarto da sua mãe ao seu. Só.

Se respondeu afirmativamente a mais de uma destas questões acima, consulte seu psicanalista hoje.

Keep Riding!

motociclista-seguro-7

>>Conheça nossa loja de motos!

2 COMENTÁRIOS

  1. Achei bem legal!

    Os cuidados com segurança e pilotagem defensiva, tanto em motos como nos carros, devem ser observado sempre, claro, sem paranóias. O cara pode morrer até de Skate.
    Abstenção do álcool, das drogas, obedecer sinalização, não participar de rachas, e não achar que se é o bom e “comigo não acontece”, vai viver bem mais..

  2. Muito bom!

    Macacão de couro de rinoceronte indiano (são os melhores). “Esta é boa”.

    No carro, já vem com proteção.
    Na moto, o piloto compra sua proteção.
    O carro além de ser seguro (tanque de guerra) as peças duram mais.
    O pneu de um carro dura 40 mil km (5 anos), o de uma moto 12 mil km (2 anos).
    O bom da moto é a diversão! É um verdadeiro playground!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


4 × nove =