Teste do mês com Kasinski Comet GT 250 chega ao fim!!!

21
3225

Finalizando o teste do mês da Kasinski Comet 250 é difícil opinar sobre um produto já avaliado por feras como Gabriel Berardi, Edgar Rocha e Pablo Berardi, mas o que seria do verde se todos gostassem do amarelo?

Para meus 1,65 de altura, gostei da ergonomia da Comet: pedaleiras levemente recuadas, bom encaixe das pernas no grande tanque e botões intuitivos.

O ponto negativo na ergonomia é o largo guidão, um exagero que atrapalha ao passar nos corredores do trânsito paulistano e que chega a cansar os braços por ficarem muito abertos e esticados. Para dobrar os braços é necessário pilotar bem em cima do tanque, numa posição mais “racing”.

O motor tem um funcionamento bom, baixa vibração que chega a surpreender, mas o câmbio poderia ser mais bem escalonado para melhor aproveitamento desse V2. As marchas são longas demais e fica faltando aquela “patata” como acontece com a Kawasaki Ninja 250R, já que em números de torque, são quase equivalentes. Houve momentos que trafegando em via rápida, usava a 4ª marcha como se fosse overdrive, chegando a 100Km/h e nada de se “pedir” uma 5ª marcha.

Sua ciclística é boa, o quadro tem boa rigidez e em pista com asfalto perfeito e cheio de curvas é pura diversão, sem sustos.

Braços muito esticados, cansa!

O “tendão de aquiles” dessa motocicleta é sua suspensão. É péssima! Extremamente dura, sem qualquer progressão, prejudicando seu caráter urbano e o produto como um todo. Trafegando por São Paulo, há momentos que o motociclista é tão castigado que chega a cansar num trajeto de 50Km. E olha que quem vos escreve está acostumado a tocar 1000Km ou mais num único dia, como em trajetos São Paulo/Foz do Iguaçu ou São Paulo/Porto Alegre.

Os pneus Pirelli Sport Demon são excepcionais, redundante qualquer comentário. Ponto para a Kasinski que diminuiu o tamanho do pneu traseiro agora para 130/70 ante o 150/60 (modelo 2005), o que facilita sua manobrabilidade em baixas ou altas velocidades.

O painel além de bonito é de fácil leitura, especialmente a noite, só um “senão”, pois o botão com função “reset” também faz a função “select” e  o “select” a função de “reset”, mas é só acostumar e prestar atenção.

Quanto ao acabamento, pode melhorar especialmente os botões que em minha opinião pioraram em relação ao modelo 2005: são duros e enroscam. Por diversas vezes fiquei brigando com o botão da seta e o botão da buzina tem seu curso longo demais, prejudicando sua utilização no momento necessário, além de não funcionar adequadamente e ter um som típico de carrinho de pipoca.

Por fim, na semana que ficou comigo seu consumo médio foi de 22,80Km/l, em trecho de 30% rodovia e 70% urbano, uma média muito boa.

Por R$ 11.700,00, tratando-se de uma motocicleta com motor V2, creio que está bem posicionado e vale seu preço, todavia, cabe a Kasinski dar uma atenção melhor aos detalhes para aprimorar a Comet GT 250 e assim, futuramente, podermos afirmar que vale cada centavo.

André Garcia usa jaqueta Summer Shock e calça jeans da HLX

21 COMENTÁRIOS

  1. Olá
    Estou muito confuso, eu tenho um carro e estou negociando por uma Comet GT250R 2009, não conheço está moto, já tive Honda cbx 250 e fazer 250 que foi a melhor sem sombra de dúvidas. Estou lendo muitas opiniões sobre a comet, uns falam mal e outras pessoas falam bem, fica difícil saber, mas reparei que todos concordam na parte de peças, atendimento da kasinski, enfim, sinceramente não sei o que fazer. .hehehe..
    Será que pego essa moto ou não? Ela realmente é muito linda.

    • Boa tarde eu me chamo fra cisco e tenho uma comet gtr 250 alguém saberia me explicar se existe o estar de outra moto que daria na comet Obrigado sou feliz com minha linda comet 250 gtr

  2. André gostei muito de seu comentário, pois apesar de antigo me foi muito útil e esclarecedor. Estou para fazer negócio com uma Cagiva Canion 500 ano 2000, os comentários que vi de proprietários me assustaram um pouco, porém achei uma moto muito bonita e aparentemente funcional para minhas necessidades. Vc tem algum conhecimento e opinião sobre essa moto. Obrigado Ronaldo.

  3. essa moto é uma M…. converse com qlqr dono, média de 22km/l é boa? nem aqui nem na china! a fazer 250 faz 35km/l a cb de 300cc faz 30km/l, a antiga twister carburada fazia 24km/l e ta acima dessa comet, essa moto eh ruim nao tem duvidas, peças pra ela eh uma merda, quem compra casa com ela, nao consegue vender e nem arranjar peças, se arrepende com certeza, a hyosung qm eha dona da comet eh uma tremenda bosta, nao existe peça pra ela em moto peças, tanto q vendem ela nas lojas colombo.. enfim pesquisem antes de falar bem dessa merda

    • nunca ando em uma né? me arrependo ate o fil do meu cabelo pela época de não ter pegado uma e peguei a cb300 que deu vasamento no meu cabeçote umas 3 veses ate eu vender. andava com um amigo que tinha uma e cansei de levar pau a minha cb cortava em 154km a dele passava dos 170km e na br meu tamque tinha 19l o dele 17 e so eu parava pra abastecer . media de consumo da comet na br entre 110km / 130 km ficava na casa dos 30km/l contra 23km/l da minha cb. cansei dele falando como pagou menos como a dele não deu problema e etc. no pos venda quando fui trocar a minha por uma bandit 650 2010 me pagaram 8500 e meu amigo pegou uma jx6 e pagaram na dele que era 2010 8000 isso foi em 2013. já andei achei boa apesar que a cb e mais conforto mais em questão de estilo motor e economia esta uns 3 degraus acima da minha falecida cb

  4. SRS,
    CUIDADO AO COMPRAR ESTA MOTO POIS ENFELIZMENTE COMPREI UM E MEDEI MUITO MAL. MUITAS DELAS ESTÃO DESLIGANDO O MOTOR E EMOS QUE COMPRAR AS PEÇAS AS MESMA LEVAM DE 2 A 4 MÊSES PARA CHEGAR NA CONSECIONARIA.
    E DEPOIS QUE ELES ENTREGAM A MOTO PARA O CLIENTE CHEIA DE GAMBIARA E COM O MESMO PROBLEMA.

    CONFESO ESTOU COM A MOTO A 1 ANO E 6 MÊSES E NÃO GOSTEI DO NEGOCIO QUE FIZ.
    KASINSKI.

  5. Tenho uma fazer 2008, pretendo comprar uma Comet GT 250 zero, mas ainda fica um ponto de interrogação, principalmente com o lançamento da Next 250, gerou uma dúvida danada , alguém com mais experiência pode ajudar ??

  6. Bem amigos, tenho uma 2008 carburada e estou muito feliz sou o 2° dono hoje ela c encontra com 18km seu consumo andando de boa é 23/24 p/litro com gasu boa, mas se colocar a danada pra anda acima dos 130 km/h bebi bem 18/19 p/litro normal de motos carburada tenho 182mt peso 80kg não tenho nenhum problema dp que se acustuma com ela é só alégria. Gosto do modelo antigo pelo porte traseira incorpada, a minha chega a 170 km/h de final pra uma 250cc nada mal um abraço.

  7. Caro André,

    Tenho 1.82 M e 84 kg. A comet está em promoção por menos de 10k. e acho que por esse valor nao consigo moto mais estilosa. Quero saber se com minhas medidas vc acha que ficarei em melhor posição de pilotagem.
    Abçs.

    • Caro Marcelo, é difícil opinar. A escolha é muito pessoal. Vá na concessionária, monte na moto, se possível faça um test-drive. Agora se você se sentir desconfortável, tente as trail´s. grande abraço

  8. Muito boa a avaliação… Acho a moto linda, mas tenho certo receio quanto ao consumo, pois pelo que pude notar apresenta uma variação grande conforme o piloto (também sou forte como você André!) e ao ritmo que foi exigido da moto. Qual a média, digamos para uso moderado urbano, sem aspirações esportivas? Abraço e obrigado.

  9. A suspensão dianteira é fácil de resolver, no meu caso, troquei o óleo original por um motul 10w, e ficou perfeito, ela realmente não é confortavel, mas é excepcional nas curvas, tenho uma GT250 2010 desde fevereiro de 2010, hoje ela está com pouco mais de 19.000km rodados e não apresentou defeitos, o único defeito da moto, é a marca, o pós vendas da kasinski é ruim, mecânicos destreinados e falta de peças.

    • Meu caro Ricomastronelli, o senhor está redondamente enganado. Não são meus 90Kg que atrapalha qualquer conclusão sobre o conforto e suspensão de uma motocicleta. Se você ler outros testes/impressões como Kawasaki Ninja 250R, Yamaha Fazer 250, Honda CB300R todas da mesma categoria, verá que elogio o acerto da suspensão. Isso sem mencionar de outras categorias como Honda Transalp. Honda VFR1200, BMW R1200GS, dentre outras….grande abraço e obrigado pela participação e respeito.

  10. Não se pode desconsiderar o visual dessa moto também. Pelas fotos não se percebe como ela se passa por uma 600. Vendo a moto ao vivo, e ao lado de uma CB300 e Fazer, ela é bem mais chamativa, lindona mesmo!

  11. Olá! Bela matéria! Eu tive uma 2005 que vendi com 42000km e agora tenho uma 2010 que está virando os 8k, igualzinha a da matéria. A primeira foi boa, mas apesar de ser bem mais confortável a qualidade deixava a desejar. Porém este novo modelo com injeção está muito melhor na qualidade dos materiais e no conjunto todo, parece outra moto. O unico porém realmente é o conforto em pista esburacada, cansa mesmo! Mas pra quem faz uso maior em rodovias como eu.. é uma beleza! até mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


8 − cinco =