Suzuki GSR750 no Brasil: Seria a resposta da Suzuki para a Kawasaki Z800?

21
1786

Para quem ainda não conhece, a Suzuki GSR750 é uma moto naked, bem ao estilo street fighter, com motor de quatro cilindros em linha de 749 cc, com 16 válvulas, derivado da GSX-R750.

Suzuki GSR 750
Fotos: Divulgação

A motocicleta foi lançada pela Suzuki lá fora em 2011, e desde então torcemos para que ela chegue ao mercado brasileiro. A informação não é oficial, mas a Suzuki parece estar se mexendo para entrar no mercado e disputar um espaço com a recém-lançada Kawasaki Z800 ainda no primeiro semestre deste ano.

Painel - GSR750

Caso seja verdade, quem ganhará muito com isso seremos nós, amantes de motociclismo, que poderemos encontrar essa nova moto nas concessionárias da Suzuki em breve. Isso porque nossas opções de motocicletas nakeds de quatro cilindros de “peso médio” aumentarão, visto que a Suzuki GSR750 entraria na “briga”, afinal, é uma street fighter, com a Honda CB 600F Hornet, com a Yamaha XJ6 N e com a Kawasaki Z800.

Motor - Suzuki GSR750

No Reino Unido, a Suzuki GSR750 está disponível nas cores vermelha, preta, branca e azul e preta, por 6.999,00 libras, aproximadamente R$ 22 mil (na conversão monetária… sabemos que, se vier, o preço será mais “salgado”). Em alguns países a motocicleta da Suzuki conta também com uma versão com freios ABS.

Farol - Suzuki GSR750

Veja o vídeo oficial de lançamento da Suzuki GSR750 no mercado internacional:

Tanque de combustível - GSR750

Ficha Técnica da Suzuki GSR750

Motor: 4 tempos, 4 cilindros em linha, 16 válvulas DOHC, refrigerado a líquido
Potência: não declarada pela Suzuki
Torque: não declarado pela Suzuki
Cilindrada: 749cc
Taxa de compressão: 12.3
Diâmetro x Curso: 72.0 mm x 46.0 mm
Ignição: Elétrica
Alimentação: Injeção eletrônica
Câmbio: 6 velocidades
Embreagem: Multidisco banhado em óleo
Transmissão secundária: Corrente
Suspensão dianteira: telescópica invertida, mola helicoidal, amortecida a óleo (ajuste de pré-carga)
Suspensão traseira: Tipo Link, mola helicoidal, amortecida a óleo (ajuste de pré-carga)
Freios dianteiros: Disco duplo (310 mm – 4 pistões)
Freios traseiros: Disco simples (240 mm – pistão simples)
Pneus dianteiros: 120/70ZR17M/C (58W), sem câmara
Pneus traseiros: 180/55ZR17M/C (73W), sem câmara
Comprimento total: 2.115 mm
Largura total: 785 mm
Altura total: 1.060 mm
Distância entre eixos: 1.450 mm
Altura do assento: 815 mm
Peso em ordem de marcha: 211 kg
Capacidade de combustível: 17,5 litros

Traseira - GSR750

21 COMENTÁRIOS

  1. Se preparem que ela e a Gladius vão estrear aqui no Brasil. As duas já estão em testes aqui no país (eu vi pessoalmente). Acho em junho ou julho devem fazer algum evento para mostrá-las.

  2. Admiro muito as motocicletas da Suzuki, tanto que meu sonho é uma SRAD 750. Mas sério que vocês acreditam que a J Toledo vai trazer a GSR???

  3. J Toledo vocês estão afundando a SUZUKI, empresa familiar típica de fundo de quintal. Pede para sair!!! A Suzuki é maior que vocês, no futuro serão somente lembrados pelas lambanças que fizeram aqui no Brasil. Que belo legado hein?

  4. pessoal, se formos reparar, as 4 japonesas são muito parecidas em questão de visual, se parecem muito esteticamente, isso já cansou, os projetistas japoneses parecem q sofreram lavagem cerebral, não ousam, não inovam nesse quesito. diferente das européis Triumph speed triple, Ducati monster, KTM Duke, MV Agusta Brutalle, etc… Brasileiro insiste em adorar Honda, cultura tbm faz falta no motociclismo.

  5. ninguem move um dedo para trazer novidades, e a unica que tem feito isso é a kawasaki. Por esses motivos que a Honda é esse monopolio. Porque tanto com baixa ou alta cilindrada traz novidades ou tenta melhor pra sempre continuar no topo. Parecem que eles gostam de ouvir moto é honda o resto é resto!!

  6. Talvez a moto mais bonita da história da Suzuki. Sem dúvida seria uma excelente opção. Mas quem acredita que a JToledo sequer sabe da existência dessa moto?…

  7. Agora a poha ficou seria…..
    Hehehehe

    Uma moto magnifica, com certeza a altura da Hornet, Z800 ou XJ6 (se a Yamaha tbm quiser a altura da FZ8).
    Faz falta para o mercado Brasileiro.

  8. Sou dono de uma linda Suzuki e acho as motos da marca incríveis. Contudo a JT Suzuki do Brasil, não atende os pedidos do consumidor. Produtos que muitos teriam interesse não são importados pra cá. A Inazuma, a Gladius e a GSR 750 são motos q teriam boa aceitação do publico mas NUNCA chegam e só acredito nelas rodando aqui qd estiverem no showroom das concessionárias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


3 + um =