Superliga Brasil de Motocross: saiba como foi a etapa de Chapecó (SC)

0
639

Fotos: divulgação.

O frio não desanimou o público que compareceu em peso ao segundo dia de provas da terceira etapa Superliga Brasil de Motocross, realizada no último domingo (5) no Autódromo Internacional de Chapecó (SC).

Na pista, os pilotos da MX Pró, MX2 e Júnior proporcionaram um grande espetáculo a quem estava presente. Na MX Pró, Jorge Balbi foi o grande vencedor da etapa de Chapecó, confirmando o favoritismo. Já na MX2, Jean Ramos continua com bons resultados e garantiu sua segunda vitória na temporada 2011. Na categoria Junior, o prata da casa Gustavo Henn levou o público ao delírio ao vencer a prova.

MX Pró

Jorge Balbi fez o holeshot. Nas primeiras voltas João Paulino “Marronzinho”, segundo colocado, tentou segurar a posição, mas Roberto Castro, mais rápido, o ultrapassou. O costa-riquenho encostou no líder Balbi, no entanto foi com muita sede ao pote e acabou errando. Quem aproveitou foi Marronzinho que deu o troco e terminou a prova em segundo. Balbi não teve dificuldades para terminar a primeira bateria na frente.

Na segunda bateria Roberto Castro assumiu a liderança já na primeira curva, o costa-riquenho seguiu forte e venceu sua primeira bateria na competição. Sem muitas novidades, Balbi ficou em segundo e Marronzinho em terceiro.

Com os resultados do último fim de semana o mineiro Jorge Balbi segue firme na liderança da competição. “Sinceramente, não esperava estar aqui depois de tudo o que aconteceu no Mundial. Corri pelo campeonato, pois sabia que poderia me dar bem”, afirma.

 

Jorge Balbi, líder da competição

MX2

A primeira bateria começou quente. Já na primeira curva o venezuelano Humberto Martin e o inglês Adam Chatfield travaram um grande duelo. Melhor para Humberto, que ficou em primeiro e abriu uma boa distância. Quase na metade da prova o inglês se recuperou, encurtou a distância que havia para Martin e o ultrapassou. Jean Ramos, que vinha logo atrás de Chatfield aproveitou o bonde e também passou batido pelo venezuelano, que terminou a primeira bateria em terceiro. E assim foi até o final da bateria, Adam ficou em primeiro e Jean em segundo.

Na segunda bateria Jean Ramos fez o holeshot e liderou de ponta a ponta, conquistando mais uma vitória na competição. Hector Assunção foi o segundo e Adam chatfield ficou em terceiro. “As provas foram bastante puxadas. Na segunda bateria estive mais concentrado e sai na frente. Consegui uma boa vitória, mas agora é pensar nas etapas que restam para lutar pelo título”, destaca Jean.

Momento da largada da MX2

Júnior

Enzo Lopes saiu na frente e manteve a liderança durante as primeiras voltas. Entretanto ele não contava com a astúcia de Gustavo Henn, que perseguiu o gaúcho intensamente até ultrapassá-lo. Gustavo, que mora na cidade de Mondaí, à 150km de Chapecó, abriu uma boa vantagem sobre Enzo e venceu a prova. “É a primeira vez que ganho uma prova de nível nacional correndo perto de casa. Estou muito contente com o resultado, minha família e amigos que vieram pra cá só para me ver”, afirma o vencedor da etapa.

Gustavo Henn sendo perseguido por Enzo Lopes

A próxima etapa da Superliga Brasil de Motocross será nos sias 25 e 26 de junho na cidade de Penha (SC), competição a ser realizada no Parque Beto Carrero World.

Classificação geral:
MX Pró

1º) Antônio Balbi Júnior – 139 pontos
2º) Roberto Castro – 129 pontos
3º) João “Marronzinho” Paulino – 112 pontos
4º)  Eduardo “Dudu” Lima – 81 pontos
5º)  Massoud Nassar – 75 pontos

MX2

1º) Adam Chatfield – 134 pontos
2º) Hector Assunção – 122 pontos
3º) Jean Ramos – 111 pontos
4º) Humberto Martin – 107 pontos
5º) Rafael Faria – 95 pontos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


2 + seis =