Superbike Series: Tenebra relata experiência na 7ª etapa

Tenebra

O piloto Elson Tenebra Otero, relata sua experiência na 7ª etapa do Superbike Series, na categoria Pro Master.

ujyuy6u Superbike Series: Tenebra relata experiência na 7ª etapa

Fotos texto: Elson Tenebra Otero.

Superbike Series: Tenebra relata experiência na 7ª etapa

O piloto

Tenebra (Elson Otero), piloto desde 1977 onde foi vice campeão paulista de 125 cc na categoria de estreantes e novatos.

Único piloto no Brasil que nunca deixou de participar de campeonatos nacionais, com algumas participações no exterior como Uruguai, Argentina e Estados Unidos.
Atual campeão brasileiro de Superbike na categoria Pró-Master do Superbike Series, sempre aprendendo com as etapas que se seguem.

ARD 0548 Superbike Series: Tenebra relata experiência na 7ª etapa

O Autódromo

Começando pelo autódromo que é maravilhoso, as curvas são perfeitas, porém as áreas de escape não são das melhores, além disso são perigosas, pois você pode sair da pista e não conseguir ficar em pé.

Partindo para Santa Cruz do Sul

Saímos de madrugada na quinta feira e viajamos por 17 horas. Enfrentamos congestionamento de 2 horas na BR 116, quase chegando à Santa Cruz também ficamos em torno de 1 hora para esperar o resgate de um acidente de carretas.

Chegamos de madrugada e para que tudo fique bem já fomos ao autódromo montar o Box, minha equipe e eu acreditamos que seria melhor deixar tudo pronto para a sexta feira.

Preparação da moto

Moto nova é sempre uma experiência dolorosa, pois precisamos acertá-la para a pista. Muito detalhe e pouco tempo para deixarmos a Suzuki GSX R 1000 em ordem.
Tivemos dois treinos na sexta feira, onde tudo acontece muito rápido e quase não há tempo para testá-la.

O que nos deixou mais preocupados foi que o tempo estava tenebroso, chovia muito,foram treinos com muito cuidado, alguns pilotos aquaplanaram nas entradas de curva.

Claro que com chuva as diferenças se tornam irrisórias, o feeling do piloto prevalece. O que precisávamos mesmo eram os testes para definições do equipamento.

Não tivemos muitas oportunidades para testes, mas a primeira impressão com a moto foi maravilhosa. Ela é muito boa, muito “na mão”, o freio é excelente, a estabilidade é ótima e mesmo ainda não tendo suspensões de competição, a moto se portou muito bem. A transferência de inclinação é ótima. Já andei em muitas motos de marcas diferentes e após uma experiência de 3 anos com Kawasaki, achei a Suzuki GSX R 1000 2015 excelente.

No sábado, quando tudo acontecia e já estava valendo as tomadas, o tempo voltou a enganar a todos. Entramos na pista com o tempo ruim.

Com a pista já seca e como ainda nem havia chegado pneus de chuva ao autódromo, resolvi abortar os treinos para não queimar os pneus, pois não sabia se haveria pneu para o domingo.

mbjgh Superbike Series: Tenebra relata experiência na 7ª etapa

Quando chegamos à Santa Cruz, 80% dos pilotos não tinham pneus de chuva . Foi uma loucura para os organizadores conseguirem em São Paulo e trazerem para Santa Cruz, uma verdadeira operação de guerra. O caminhão chegou no autódromo no sábado à tarde.

Não fiz um tempo satisfatório e acabei ficando atrás de meus concorrentes, mas com 55 anos meu melhor resultado é estar competindo.

ggggggggg Superbike Series: Tenebra relata experiência na 7ª etapa

A corrida

Claro que no domingo não poderia se diferente, chuva. No warm up também andamos com pista molhada e com uma chuva fina.
Para esta etapa, a organização nos colocou duas provas como na Superbike do Mundial. Particularmente gosto muito, e tendo andado no MERCOSUL de Superbikes de 2000 até 2011, onde era assim o regulamento, estou bem adaptado.

Na primeira bateria, fiz o terceiro lugar e para minha surpresa não houve acidentes acima da média. Acredito que o motociclismo nacional cresceu muito e está mais maduro, pois há anos atrás quando se largava com corrida na chuva havia acidentes bem acima de qualquer média mundial.

hhhhhhhhhhh Superbike Series: Tenebra relata experiência na 7ª etapa

Na segunda bateria, melhorou, pois a chuva cessou e só havia alguns lugares molhados na pista, sendo que 90% dos pilotos andaram com pneus apropriados. A aposta nos pneus não foi suficiente para mudar resultados expressivos. Novamente sem acidentes, uma corrida tranquila e com “pegas” excelentes em todas as posições.

Fiz novamente o terceiro e na próxima etapa do brasileiro de Superbike series que acontecerá em Goiânia no dia 16 de novembro, espero preparar melhor o equipamento novo, que particularmente achei excelente e tenho certeza que dará resultados ótimos.

O campeonato está difícil, mas amo desafios.

logotipia Superbike Series: Tenebra relata experiência na 7ª etapa

ELSON TENEBRA OTERO

>>Conheça a nossa loja de motos

Comentário Best Riders


4 × nove =