Ducati abre subsidiária no Brasil. Saiba detalhes da coletiva de imprensa!

18
698

Ducati abre subsidiária no BrasilFotos: Divulgação e Alexandre Ciszewski

Em coletiva de imprensa realizada na manhã desta segunda-feira (22), em São Paulo, a Ducati anunciou oficialmente a sua chegada ao Brasil, conforme o Best Riders já havia antecipado que a marca italiana começaria a operar por meio de uma empresa própria. A empresa foi nomeada Ducati do Brasil Indústria e Comércio de Motocicletas Ltda.

Durante o anúncio oficial, estiveram presentes Francesco Rapisarda (Diretor de Comunicação), Roberto Righi (Diretor de Vendas), Gabriele Del Torchio (CEO) e Ricardo Susini (Diretor Geral no Brasil). Segundo já se falava, a Ducati Motor Holding S.p.A. confirmou a sua cooperação com a Dafra da Amazônia Indústria e Comércio de Motocicletas Ltda. para a montagem em CKD (Completely Knocked Down) de motos Ducati no Brasil. As operações inclusive já foram iniciadas neste mês de outubro.

Ducati abre subsidiária no Brasil
Por enquanto a Ducati revelou apenas um modelo que já está sendo montado no Brasil, a Diavel Carbon, motocicleta que já noticiamos no Best Riders. Uma unidade da moto foi exposta durante o evento, já montada na planta da Dafra em Manaus, que conta com técnicos da marca italiana para supervisionar todas as etapas do processo.

A moto em questão foi escolhida para deixar evidente a vontade da Ducati de oferecer o que tem de melhor para os brasileiros. Roberto Righi se aventurou no português para começar seu discurso, apontando que o mercado brasileiro tem excelente potencial e apresenta grandes desafios para a Ducati. “Acreditamos que a Dafra tem competência mais que suficiente para fazer um bom trabalho e com resultados positivos. Todos os testes que fizemos com a Dafra nos deixaram tranquilos”, disse Roberto Righi, já em inglês.

O mercado de motocicletas brasileiro é um dos mais interessantes, além de ser o terceiro maior do mundo“, disse Gabriele Del Torchio, CEO da Ducati Motor Holding S.p.A., durante a conferência de imprensa. “A Ducati tem uma imagem muito forte neste país e temos o apoio entusiástico de muitos Ducatisti, motociclistas e fãs em geral. A abertura desta nova subsidiária e o fato de que nossas motocicletas serão montadas na fábrica de Manaus são uma evidência do nosso foco no mercado brasileiro. Queremos oferecer aos nossos clientes aqui, a melhor experiência possível na venda e nos serviços pós-venda, e confirmar a importância estratégica atribuída a este mercado pela Ducati.”

 

Ducati abre subsidiária no Brasil

“Estou especialmente orgulhoso por ter sido escolhido para este novo grande empreendimento”, disse Ricardo Susini, Diretor Geral da Ducati do Brasil.Eu passei a minha vida inteira no mundo do motociclismo e agora, fazer parte de uma marca tão prestigiada, proeminente e famosa, me deixa fortemente motivado para alcançar novas metas”, completou. Susini também confirmou que a garantia das motocicletas montadas no Brasil será exatamente a mesma das motos importadas da Itália.

Além disso, a Ducati do Brasil também prestará todo o apoio às pessoas que já possuem motos da marca italiana e enfrentam dificuldades com o pós-venda, atendimento e assistência técnica. De acordo com as palavras de Susini, a prioridade da Ducati é desenvolver uma rede de concessionárias eficiente e muito qualificada, presando a qualidade, e não a quantidade, inicialmente.

A previsão é de que no início de 2013 a Ducati já conte com concessionárias pelo Brasil. A montagem das motos foi antecipada e agora a prioridade da marca italiana é estabelecer os pontos de venda. Vale ressaltar que a estrutura da empresa começou devido aos problemas e dificuldade com o pós-venda e assistência técnica ocasionados pelo antigo distribuidor da Ducati no Brasil.

Para finalizar, Gabriele Del Torchio deixou o principal recado da coletiva de imprensa realizada em São Paulo na manhã desta segunda-feira: “Estamos comprometidos com o mercado brasileiro, esta é a mensagem da conferência de imprensa de hoje (22). A Ducati é completamente controlada pelo grupo Volkswagen e está aqui para melhor servir este mercado e seus consumidores. Somos italianos, gostamos do Brasil e agora estamos aqui”. Agora nos resta aguardar as novidades da marca, como novas concessionárias e modelos que serão comercializador por aqui, para a alegria dos brasileiros apaixonados por motos.

18 COMENTÁRIOS

  1. Comprei uma Multistrada na HDSP em 30/10/2011, não consigo emplacar a moto. Se a Ducati está tão interessada em manter o bom nome DUCATI, por que ela não compra nossas motos com gravame? Assim eu poderia sair correndo e comprar uma BMW.

  2. Se estivessem comprometidos com o Brasil deveriam resolver os problemas gerados pela Ducati Brasil(Grupo Izzo).
    As motos estão paradas nas garagens esperando documentação para emplacamento.

  3. -A DUCATI nunca respeitou os consumidores Brasileiros!!!
    -ATENÇÃO CONSUMIDORES, NÃO COMPREM DUCATI!!!
    -Estou na justiça até hoje!!!
    -É uma Bomba Relógio preste a explodir!!!
    -DUCATI NUNCA MAIS!!!

  4. Comprei uma Ducati. A Ducati autorizou o Grupo Izzo a representar o seu nome. Agora, a Ducati deve arcar com o ônus da má escolha e falta de acompanhamento. Tenho o documento em nome da HDSP e com o tal gravame.
    Paguei a moto, uma Multistrada, a vista. Hoje estou com a moto parada devido a situação. Antes de abrir uma concessionária, oriento a Ducati a reunir os Ducatistas com problema.

  5. E ai alguma notícia sobre solução do problema de quem comprou a moto, pagou total e consta gravame?
    Alguém conseguiu resolver na justiça?
    Alguém este problema conseguiu emplacar?

  6. Ótima divulgação Alexandre,

    Parece que o Best Riders tem culpa de alguma coisa! Só está fazendo um trabalho jornalístico sério… Problemas tem quem escreve mal e xingando o editorial!

    Abraço,

    Sergio

  7. O repórter (Alexandre Cisewski), como sempre, permite que as pessoas falam. Nada sobre os problemas que os clientes vêm enfrentando e como Ducati planeja resolver este problema. Artigo terrível.

    • Boa noite, “fant”

      Obrigado pelo comentário.

      Conforme está escrito no texto, a Ducati pretende auxiliar os proprietários de motocicletas da marca italiana que estejam enfrentando problemas devido ao antigo distribuidor.
      “Além disso, a Ducati do Brasil também prestará todo o apoio às pessoas que já possuem motos da marca italiana e enfrentam dificuldades com o pós-venda, atendimento e assistência técnica. De acordo com as palavras de Susini, a prioridade da Ducati é desenvolver uma rede de concessionárias eficiente e muito qualificada, presando a qualidade, e não a quantidade, inicialmente.”

      Um abraço,

      Alexandre

  8. Bom dia srs, fico indignado com tantas reportagens sobre a vinda da Ducati direto para o Brasil e nem uma reportagem dos problemas enfrentados por nós consumidores desta que se diz uma renomada marca e de qualidade incontestável. Nós consumidores teriamos que ter uma atenção em especial até para ser havaliado e cobrado mais seriedade das empresas que são liberadas para comercialização no Brasil. Nosso Brasil realmente não é um paiz sério e por saberem disso fazem o que bem entendem sabendo que acabará em pizza como sempre acaba em todas as situações.Todos sabem que existe o pós vendas das empresas e que uma pequena parte funciona bém mas, a da Ducati não está entre essa pequena parte. Eu e mais dois amigos, sendo um de Campinas e outro de Salvador, estamos com nossas motos paradas com problemas de motor lembrando que (ESTAMOS COM AS MOTOS NA GARANTIA) e até agora a Ducati não deu a minima para nossos problemas. Enviei aproximadamente 20 e-mails para CONTACT_US@DUCATI.COM costume service e até agora me foi respondido apenas dois, um deles falando que eles tinham proficionais capacitados no Brasil para resolver meu problema e ponto, depois me responderam outro pedindo o Chassis de minha moto e depois de duas semana o pessoal de SP me ligou para que eu enviase minha moto para SP a pedido da Itália e depois disso nada mais.

    • Então meu filho, sabe falar inglês pelo menos?
      Porque português vi que você ñ domina. Enfim, você foi respondido, mandaram você enviar a moto pra reparo, você tá esperando o que? que um funcionário da ducati bata na sua porta p/ pegar moto?
      Desculpa, mas ignorância p/ mim tem limite, ao invés de mandar 20 e-mails sem fundamento, mande apenas 1 requerendo procedimentos.

      • E quem é você, Fernando?
        Quantos idiomas fala?
        Pois bem. O caso não é esse, meu caro.
        O caso é de DIREITO. Manja? Compreende?
        Já ouviu falar no crime de ESTELIONATO? Art. 171 do CP.
        É este o caso.
        Se desconhece, procure e entenda.
        Detalhe da língua portuguesa: não se escreve “estiveram presentes NO ANÚNCIO”. Escreve assim, ó fio: “estiveram presentes AO ANÚNCIO”.

        Dureza, né?

    • Concordo com Claudinei. Não tive problemas mecanicos, mas fiz troca de oleo, em uma ohicina de outra marca. Marca esta que tenho uma moto Suzuki, a oficina todos conhecem Zequinha em cordeiropolis. Bem, acho que em primeiro lugar, nossa Ducati deveria se informar de quem importou a moto pela mardita Izzo, e esta sem manutenção. Caros senhores da Ducati, seu produto é exelente e lindo, mas é pra andar não enfeite pra garagem. Seu produto esta sendo queimado sem lançamento. Olha basta pegar a lista de “clientes”, e informalos se la por tel, email, fumaça…… Ah detalhe, hoje falamos Ducati, e tambem da Audi. Que feio…………

  9. Parece tudo maravilhoso, mas e quenato a mim que estou com uma 848 EVO parada a espera da revisão dos 1000km e não tenho mais pra onde mandar a moto.

  10. Beleza, ótimo, fico muito feliz com isto, pois amo a DUCATI.
    Agora e quanto a consumidores como eu que compraram do Grupo Izzo e não conseguem emplacar as motos, a Ducati Brasil vai tomar alguma providencia?
    Comprei a moto em Janeiro de 2012, paguei a vista e não consigo emplacar, consta um gravame.
    Os clientes da DUCATI estão ansiosos por solução.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


− 5 = zero