Silverstoner

2
271

Com apenas 16 motos no grid, a 6ª etapa da categoria em Silverstone, na Inglaterra poderia ser chamada de SilverSTONER tamanha vantagem que o australiano conseguiu abrir diante dos rivais. No final, apenas 12 motos chegaram à bandeirada, após uma etapa chuvosa e com muitos acidentes que inclusive tirou Lorenzo da pista.

O piloto da Honda venceu a 3ª corrida consecutiva com 15s de diferença em relação ao segundo colocado, Andrea Dovizioso — também piloto da Honda. Em seguida, Colin Edwards da Yamaha Tech 3 fechou o pódio. Mas o curioso é o que se segue, na ordem de 4º até o 10º lugar.

Nicky Hayden (Ducati); Alvaro Bautista (Suzuki); Valentino Rossi (Ducati); Karel Abraham (Ducati); Toni Elias (Honda); Hiroshi Aoyama (Honda) e Loris Capirossi (Ducati).

Hayden e Alvaro Bautista na frente de Rossi e novos pilotos no cenário. O MotoGP está passando por um momento singular com uma predominância muito forte da Honda e Lorenzo tendo de “tirar o sumo” para poder acompanhar a Honda.

Parece que a “bruxa está solta” para alguns pilotos como Pedrosa, Toni Elias e Valentino Rossi.

Pedrosa, por exemplo, ainda é um mistério. Nem correu em Silverstone e apareceu na televisão europeia com o braço imobilizado 20 dias após o acidente. Algo que contrasta com o Colin Edwards que com uma fratura dupla ainda conseguiu o pódio em Silverstone uma semana após ser operado. Sem informação precisa, Dovizioso — parceiro de Pedrosa na equipe — diz: “essa foi uma lesão leve e que o problema pode ser psicológico, pois a cabeça é o que manda, mas não acredito que esteja tão mal a ponto de nem aparecer na prova.”

Toni Elias recebeu o ultimato. Após ser campeão na Moto2, Toni Elias vem apresentando resultados insatisfatórios e chegou a hora de provar algo ou sair. A equipe está fazendo a parte dela e, inclusive, gastou cem mil euros para comprar um novo chassi da HRC para a etapa de Montmelo, mas nada mudou. Com a pressão dos patrocinadores, o chefe da equipe deu a Elias três etapas para dar a volta por cima. Mesmo com a prioridade de ajudar Toni Elias, a equipe já está com contato com John Hopkins para que ele assuma caso Toni não mostre resultados.

O caso Rossi é ainda mais polêmico, pois a corrida de Silverstone, talvez seja a pior da carreira dele. Ele perdeu para Nicjy Hayden e continua sem se acostumar com a Ducati e vem perdendo tempo a cada prova, se distanciando dos ponteiros e perdendo competitividade. Cada vez fica mais claro que o Stoner é um piloto fora do normal, pois foi o único que subiu na Ducati e foi campeão do mundo com “facilidade”.

O próprio Mick Doohan, pentacampeão da categoria assumiu que Rossi não é mais um garotão e por mais que melhore na Ducati, terá de enfrentar Lorenzo e Stoner.

No MotoGP temos que continuar assistindo o belo duelo entre Honda e Yamaha e esperar a volta de Pedrosa e Rossi para a boa forma.

Aqui no Brasil, estou bem satisfeito com a Alex Barros Riding School. Junto com toda a equipe estamos conseguindo atrair cada dia mais alunos que estão ganhando experiência para andar nas ruas e nas pistas. Buscamos desenvolver a pilotagem e mostrar a importância das responsabilidade sobre a moto. Em agosto teremos a presença de Kevin Schwantz para darmos um curso especial para os amantes de velocidade. Fiquem ligados também, pois a Copa Brasil de Velocidade vai começar. Acessem www.alexbarros.com.br para mais informações.

Até mais e continuem ligados no Best Riders.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


− oito = 0