São Paulo terá novo sistema de fiscalização de velocidade

Notícias, Últimas

pedágio jundiaí itatiba1 São Paulo terá novo sistema de fiscalização de velocidadeVelocistas do trânsito que reduzem a marcha somente diante do sistema de fiscalização terão uma surpresa nos próximos meses. O governo do Estado de São Paulo pretende testar um novo formato de aplicação de multas com base na velocidade média dos veículos. Pórticos que serão instalados para calcular a tarifa de pedágio a cada quilômetro rodado irão calcular o tempo que um veículo gasta para percorrer um determinado trecho da estrada e identificar o piloto que trafega acima do limite permitido.

Os primeiros testes dos equipamentos devem começar logo após a Páscoa, no dia 9 de abril, na Rodovia Engenheiro Constâncio Cintra (SP-360), que liga Itatiba a Jundiaí. O sistema deverá entre em funcionamento no início de 2013 e deverá ser adotado em todas as rodovias de São Paulo.

A ideia do novo modo de fiscalização é acabar com a prática dos pilotos que aceleram ao máximo suas motos e deixam para frear somente quando estão próximos aos radares comuns. Em uma rodovia, por exemplo, com velocidade máxima permitida de 100 km/h, uma das antenas do pedágio registrará a passagem da moto em determinado ponto e, caso o veículo atinja outra antena distante a 100 km em menos de uma hora, o condutor poderá ser multado por correr demais.

Para quem se exceder na velocidade e não quiser pagar as multas, uma alternativa é estacionar a moto no acostamento e aguardar o tempo necessário. Outra opção é aproveitar para abastecer em algum posto de combustível.

Foto: vlima.com

5 comments

  1. E como sempre o jeitinho brasileiro né! Por isoo que não vai pra frente! …………… nunca.

    Responder
  2. Para o governo segurança é aplicar mais multas… Kd o policiamento nas estradas??? Indústria de multas.

    Responder
  3. Isso é uma palhaçada e uma invasão de privacidade tremenda! Travestidos sob o manto da segurança pública e do bem comum esses politicos, cujos adjetivos são impúblicáveis, mais uma vez se superam em limitar a nossa liberdade. Se já não bastasse os impostos abusivos, os excessivos pedágios agora vão no tirar a liberdade de aproveitar um bem de consumo! Este bem que foi adquirido com o suor de muitos anos de trabalho, mantido com mais outros anos de trabalho(peças, impostos, seguros obrigatórios etc) que infelizmente pode ser roubado a qualquer instante. Não me entendam errado, eu sei que é contra a lei andar acima do limite da velocidade e sei todos os riscos envolvidos, mas eu não posso permitir que me fiscalizem desta maneira. Eficiente? Talvez, mas correto? jamais!!! Que aumentem o numero de policiais nas rodovias, quer algo mais intimidador do que um policial fardado? Uma camera com radar não me faria pensar duas vezes em acelerar, mas saber que tem um ser humano, com inteligiencia aguardando a minha infração, isso sim é o tipo de babá do governo que eu respeitaria, e não um instrumento de opressão ao estilo Big Brother( George Orwell, e não aquele lixo da rede bobo). Esse país já era um bordel, agora está se transformando em algo pior, no fim das contas, no bordel pelo menos alguém pode se divertir.

    Responder
  4. Como sempre o governo só pensa em medidas punitivas e cobra IPVA, pedágio, DPVAT e tudo que possa acharcar do povo, mas não pensa que no século 21 devia prover os usuários com estradas confiáveis, sem buracos, sem animais na pista, sem caminhões desintegrando no asfalto, sem diesel derramado e que os usuários possam viajar nas velocidades compatíveis para a tecnologia dos veículos atuais, não, isto requer competência, aliás só vejo carro novo e caro ser parado, talvez eu deva comprar uma Brasília velha prá ter sossêgo.
    OBS: quem para na estrada prá mijar não vai ser multado.

    Responder
  5. Boa idéia essa da paradinha :)

    Responder

Comentário Best Riders


+ quatro = 6