Quem é esse cara que escreve?

Colunistas, Notícias, Roberto Severo, Últimas

 

Screen Shot 2012 10 15 at 5.02.30 PM Quem é esse cara que escreve?
Foto: Acervo Pessoal

Seria aquele senhor que na calada da noite faz negociações secretas com montadoras famosas de motos para privilegiar um ou outro modelo em troca de dinheiro e favores? Não, é só o motociclista que também aprendeu a empunhar uma caneta ou bater em um teclado e escreve sobre motos, sonhos e seus condutores. Mas, quem é esse cara que escreve?

Poderia ser aquele “rock star” que ganha rios de dinheiro no oficio de reportar vivendo entre salas VIPs, escrevendo sobre motos, apenas quando lhe convém, a bordo de sua limousine blindada? Não, é aquele cara que por vezes suplica por uma inspiração, tem prazos e responsabilidades, sua a pena da caneta mas ganha o mundo quando acha as palavras certas para descrever a emoção de acelerar e frear um treco que parado não fica em pé sozinho?

E, pasmem, o cara que escreve sobre motociclismo também sente dor, fala sozinho pilotando, amaldiçoa a fria chuva de uma tarde de inverno, quer ver o capeta, mas não quer olhar mais para a moto depois de uma viagem calorenta de cinco horas… Pelo menos até o dia seguinte.

Às vezes o cara que escreve lembra das cicatrizes e escreve sobre os hematomas. Fica feliz por ser lido por milhares de bichos semelhantes a ele, afinal os caras que leem suas linhas são o motivo da existência dos viventes da raça “escrevinhadores“.

Este texto é para desmistificar aquele cara que escreve e mostrar que ele é como o resto de nós. Ele é apenas o co-autor, os outros autores são vocês que comentam e transformam o texto para melhor.

Eu sou aquele cara que escreve, eu sou o apaixonado que escreve. Eu sou o cara que tem o privilégio e a liberdade de escrever de motociclista para motociclistas! E esta coluna quase não tem figuras para não distrair mesmo, e porque é sobre o cara que escreve. E ele erra, acerta, pede desculpas, tolera a intolerância e segue escrevendo sobre o que vê, sente e pensa, com paixão!

Estava devendo este texto sobre este motociclista que vos escreve toda semana, compartilhando sua paixão sobre pilotos e motos, não necessariamente nesta ordem!

Keep riding!

Roberto Severo
Motociclista

14 comments

  1. Aquele cara que escreve está abrindo a sua opinião para o público, e como tal, tem que estar preparado a ouvir e aceitar críticas, das mais fundamentadas às mais esdrúxulas.
    Não peça clemência. Você está no centro da batalha, e não será poupado.

    Responder
    • colunista 2 colunista 2

      Olá Paulo,

      tens toda a razão, este é o motivo que escrevi este texto. Para explicar direitinho _para_ quem todos estão escrevendo, e talvez diminuir as perguntas e posts esdrúxulos, e aumentar a discussão de ideias sobre a minha opinião (como você falou) o que é bom para todos. Mas vou continuar a responder todos, sem esquivar e com todo o respeito, como sempre faço. Se me acompanhas sabe disso.

      Abração Paulo,

      Roberto Severo

      Responder
  2. Severo,
    Que tal escrever sobre “aquele cara” que pula de uma categoria a outra – speed, custom, big rail, etc, quase que trocando de identidade … deixo os argumentos pra sua criatividade!
    Abraço
    CIDÃO

    Responder
    • colunista 2 colunista 2

      Ótima ideia Cidão,

      vou anotar isso, realmente, as vezes gera uma crise de identidade motoiclistica!

      Abração,

      Roberto Severo

      Responder
  3. Você é um cara legal, Roberto. Peço desculpas pelo jabá. Quis fazer uma graça e não deu certo. Mas eu me indignei muito com aquele cromo queimado da Dafra. Acho inadmissível aquilo num produto novo. Eu não aceitaria aquilo na minha moto. Acho ótimo que venham outras marcas de moto pro Brasil mas temos que ser exigentes com a qualidade do produto.

    Responder
    • colunista 2 colunista 2

      Fala Carlos,

      Não esquenta, não é só você, as vezes as pessoas têm uma idéia errada, meio glamurosa… Sim, é muito bom trabalhar com o que a gente gosta… moto, claro, em um ambiente de respeito e liberdade pelo que escrevemos, senão este texto não estaria aqui :-)

      Fico feliz que você teve esta iniciativa realmente nobre de escrever estas palavras… Nem todo mundo faria isso! Valeu mesmo camarada, ganhei a semana! Como disse, sou igual ao resto de nós! Sou apenas o co-autor, os outros autores são vocês que comentam!

      Continue assim, e se por acaso em um dia “ruim” você “sentar a ripa”, ou não escolher bem as palavras… Sem problemas, bora dar uma volta de moto e tentar de novo!

      Grande abraço e “keep riding”,

      Roberto Severo

      Responder
  4. Sem palavras…show!

    Responder
    • colunista 2 colunista 2

      Valeu Mac33,

      foi só para falar um pouco dos bastidores do “show”!
      :-)

      Abraço,

      Roberto Severo

      Responder
  5. Maravilho o texto, muito bom, quase um poema…

    To sem “esse treco que não para em pé sozinho” a um tempo, to ficando doido já, como to sem $$$ acho que vou pegar a minha antiga GS500 de volta, dar um geral e ir pra estrada sentir “as emoções de acelerar e frear esse treco…”

    abraço!

    Responder
    • ps.: nessa foto tu ta parecendo o Kevin Costner( do filme Guarda Costas ), só que com o olho azul.

      Responder
      • colunista 2 colunista 2

        Hehehe! Agora falta a Whitney Houston!

        abraço,

        Roberto Severo

        Responder
    • colunista 2 colunista 2

      Boas Walison,

      obrigado pelo inspirado comentário! E não se esqueça você é motociclista, tendo ou não moto… é estado de espírito, postura.

      Abração,

      Roberto Severo

      Responder
  6. parabens pelas publicaçoes..show……..imagens espetaculares……firmeza moto clube adamantina..s/p agradeçe……….

    Responder
    • colunista 2 colunista 2

      Boas Christiano,

      muito grato pelo comentário, e grande abraço para todos de Adamantina e do seu MC!!!! Qualquer hora a gente divide uma estrada por aí!

      Abração,

      Roberto Severo

      Responder

Comentário Best Riders


oito × = 48