O Rally Dakar em números

Notícias

40ª edição da mais famosa prova off-road do mundo larga em 6 de janeiro com 525 competidores e recorde de inscritos na categoria motos

DAKAR2018 12 2018 O Rally Dakar em números

Nos trechos especiais os veículos devem superar obstáculos na maior velocidade possível. Foto: Marcin Kin/KTM

TEXTO: Cicero Lima / Agência INFOMOTO

O Rally Dakar em números

O Rally Dakar, a prova mais famosa do calendário off-road mundial, chega neste ano a sua 40ª edição. O Dakar 2018 larga de Lima, capital do Peru, no próximo dia 6 de janeiro. Depois de 14 dias e 9.000 km, os competidores terão atravessado à Bolívia e chegarão à Córdoba, na Argentina. Na grande caravana, que cruzará a América do Sul, os pilotos aceleram em busca da vitória enquanto outros profissionais cuidam da segurança e divulgação da prova. Conheça alguns números impressionantes do Rally Dakar.

DAKAR2018 10 2018 O Rally Dakar em números

90 carros disputarão o título da categoria. Foto: ASO/F. LeFloch

Neste ano 337 veículos irão disputar a prova, sendo 142 motos (um recorde na competição); 50 quadriciclos; 13 UTVs; 90 carros e 42 caminhões. Serão ao todo 525 competidores entre pilotos e navegadores – mas somente 11 mulheres. O piloto mais jovem é o argentino Juan Rojo, de apenas 19 anos, ao guidão de uma moto.

DAKAR2018 2 2018 O Rally Dakar em números

Categoria caminhão terá 42 participantes. Foto: ASO/E.Vargiolu

DAKAR2018 11 2018 O Rally Dakar em números

Organizadores informam que quatro milhões de espectadores acompanharam o Dakar em 2017. Foto: ASO/A.Vialatte

Os integrantes da caravana, entre competidores e equipes de apoio, representam 54 nacionalidades. A maioria vem da França, país de origem do Dakar e dos organizadores da prova. Em segundo estão os argentinos, seguidos pelos russos. Sete brasileiros irão competir, mas, infelizmente, nenhum na categoria motos.

598OFFROAD DAKAR2018 5 2018 O Rally Dakar em números

O Brasil terá sete representantes no Dakar, duas equipes na categoria UTV. Foto: Alexandre Moreira / Divulgação

DAKAR2018 9 2018 O Rally Dakar em números

Helicópteros são fundamentais para garantir imagens e até rápidas intervenções em emergências. Foto: DPPI/E.Vargiolu

Em uma prova de rali, como essa, os acidentes são inevitáveis. Por isso, mesmo a equipe médica é composta por 60 membros, que contam com sete helicópteros e 32 veículos, entre eles 10 paramédicos. Caso haja vítimas, existe até mesmo um hospital de campo onde é possível fazer o atendimento de emergência, antes de transferir o piloto para os hospitais da região.

DAKAR2018 1 2018 O Rally Dakar em números

Nos deslocamentos até os competidores devem obedecer as regras de trânsito vigentes. Foto: Cristiano Barni / Divulgação

Controle do tempo

Como o vencedor do Dakar é aquele que termina os trechos especiais no menor tempo possível, em uma corrida contra o relógio, cronometrar com exatidão cada competidor é fundamental. Agora imagine controlar mais de 500 veículos. Para isso existe um batalhão de 35 pessoas, no Posto de Coordenação Operacional (PCO) que recebem os dados colhidos. Essa verdadeira “Torre de Controle” opera em tempo integral com a central, que fica em Paris, na França.

DAKAR2018 3 2018 O Rally Dakar em números

Equipe de cronometragem colhe informações do tempo dos competidores. Foto: ASO/A.Lavadinho

DAKAR2018 4 2018 O Rally Dakar em números

Emoção garantida para o público que acompanha competidores no trecho cronometrado. Foto: DPPI/F.LeFloch

DAKAR2018 8 2018 O Rally Dakar em números

Veículos são embarcados na França em direção ao Peru, organizadores enfrentam desafio logístico. Foto: Julien Biehler / DPPI

DAKAR2018 6 2018 O Rally Dakar em números

A manutenção dos veículos exige uma rotina cansativa das equipes de apoio. Foto: DPPI/F.Gooden

Segurança

Para garantir a segurança do público e dos competidores cerca de 20 mil agentes cuidarão da segurança durante a prova e também nos acampamentos. Segundo os organizadores, em 2018 haverá 50 áreas reservadas para o público que quiser acompanhar a prova ao vivo.

Na Argentina, onde o povo é fã de rali e há grande participação do público, haverá 30 diretores apenas para cuidar da segurança dos espectadores. Segundo a organização, em 2017, quatro milhões de pessoas visitaram os parques fechados, acompanharam os prólogos e viram os veículos passando nos trechos cronometrados.

Ao longo do percurso, os veículos passarão por importantes atrações turísticas da América do Sul, como as praias de Pisco e o deserto de Arequipa no Peru. Na Bolívia, a caravana irá visitar a capital La Paz e o Salar de Uyuni. Já em território argentino, Salta, San Juan e Córdoba estão no trajeto. Apesar da beleza da região, os competidores não terão muito tempo para curtir o visual. Os deslocamentos são longos, enquanto as etapas especiais (cronometradas) exigem a máxima atenção. Em algumas etapas, os trechos cronometrados são longos e extenuantes: no 12º dia de prova, serão 522 km de especial. Veja o calendário e as distâncias que serão percorridas nos 15 dias de prova.

DAKAR2018 7 2018 O Rally Dakar em números

Os pilotos passarão por paisagens deslumbrantes, porém sem condições de “curtir” o visual. Dan Istitene/Getty Images

6/1/2018 – 1ª etapa
Lima / Pisco (Peru)
Deslocamento: 241 km
Especial (trecho cronometrado): 31 km
Total do dia: 272 km

7/1/2018 – 2ª etapa
Pisco / Pisco (Peru)
Deslocamento: 11 km
Especial (trecho cronometrado): 267 km
Total do dia: 278 km

8/1/2018 – 3ª etapa
Pisco / San Juan de Marcona (Peru)
Deslocamento: 207 km
Especial (trecho cronometrado): 295 km
Total do dia: 502 km

9/1/2018 – 4ª etapa
San Juan de Marcona / San Juan de Marcona (Peru)
Deslocamento: 114 km
Especial (trecho cronometrado): 330 km
Total do dia: 444 km

10/1/2018 – 5ª etapa
San Juan de Marcona / Arequipa (Peru)
Deslocamento: 665 km
Especial (trecho cronometrado): 267 km
Total do dia: 932 km

11/1/2018 – 6ª etapa
Arequipa (Peru) / La Paz (Bolívia)
Deslocamento: 445 km
Especial (trecho cronometrado): 313 km
Total do dia: 758 km

12/1/2018 – Dia de descanso
La Paz (Bolívia)

13/1/2018 – 7ª etapa
La Paz / Uyuni (Bolívia)
Deslocamento: 301 km
Especial (trecho cronometrado): 425 km
Total do dia: 726 km

14/1/2018 – 8ª etapa 
Uyuni / Tupiza (Bolívia)
Deslocamento: 86 km
Especial (trecho cronometrado): 498 km
Total do dia: 584 km

15/1/2018 – 9ª etapa
Tupiza (Bolívia) / Salta (Argentina)
Deslocamento: 512 km
Especial (trecho cronometrado): 242 km
Total do dia: 754 km

16/1/2018 – 10ª etapa
Salta / Belén (Argentina)
Deslocamento: 423 km
Especial (trecho cronometrado): 372 km
Total do dia: 795 km

17/1/2018 – 11ª etapa
Belén / Fiambalá / Chilecito (Argentina)
Deslocamento: 466 km
Especial (trecho cronometrado): 280 km
Total do dia: 746 km

18/1/2018 – 12ª etapa
Fiambalá / Chilecito / San Juan (Argentina)
Deslocamento: 269 km
Especial (trecho cronometrado): 522 km
Total do dia: 791 km

19/1/2018 – 13ª etapa
San Juan / Córdoba (Argentina)
Deslocamento: 559 km
Especial (trecho cronometrado): 368 km
Total do dia: 927 km

20/1/2018 – 14ª etapa
Córdoba / Córdoba (Argentina)
Deslocamento: 165 km
Especial (trecho cronometrado): 119 km

Total do dia: 284 km.

Total deslocamentos: 4.464 km
Total especiais: 4.329 km
Total da prova: 8.793 km

Comentário Best Riders


× 1 = cinco