Não Foi Acidente lança primeiro vídeo da campanha na internet

4
338

O vídeo retrata a história de Rafael Baltresca, idealizador da campanha, e reforça a mensagem que bebida e direção não combinam

“Hoje abro minha coluna para essa campanha da qual já faço parte a convite do Rafael. Um cara sensacional que tira forças não sei de onde para alterar sua tragédia pessoal causada por um sociopata, em algo positivo para a sociedade. Sua luta é para que outras famílias não passem pelo que ele está passando!

Tenha consciência. No segundo seguinte da leitura desse texto, um ente querido pode não estar ao seu lado, porque alguém insistiu em beber e dirigir.” – André Garcia

O movimento Não foi Acidente estreou o primeiro vídeo da campanha que visa a mudança do código penal brasileiro. Com o tema “Bebida + Direção Mata!”, o material, disponível na internet, tem a intenção de mostrar a realidade vivida por Rafael Baltresca, engenheiro e palestrante motivacional, cuja mãe e irmã foram atropeladas por um motorista embriagado e, com isso, fazer com que mais cidadãos se conscientizem que a combinação de álcool e volante pode ser fatal.

Idealizada após o acidente que envolveu a família de Baltresca, o movimento tem como objetivo coletar 1,3 milhões de assinaturas para a petição pública, que solicita o agravamento das penas quando houver embriague ao volante. No caso, específico de homicídio, a proposta exige a pena de cinco a oito anos de prisão. Além disso, também pede a constatação da impossibilidade física do condutor de dirigir o veículo, seja por estar alcoolizado ou entorpecido por substância psicoativa, apenas através do exame clinico, dispensado a necessidade do bafômetro para confirmação.  “Chega de impunidade, de ouvir novas histórias de acidentes que poderiam ser evitados. O motorista que bebe e deixa de lado a possibilidade de acontecer um acidente está assumindo o risco de matar e, por isso, deve ser julgado da maneira correta”, afirma Baltresca.

O filme, com duração de 31 segundos, pode ser acessado pelo YouTube, através do canalhttp://www.youtube.com/watch?v=4i2NMQXstZQ e a petição pública pode ser assinada no link  www.NaoFoiAcidente.org

Fonte: Markable Comunicação

4 COMENTÁRIOS

  1. 394136 pessoas assinaram o “Abaixo-assinado PENA MÁXIMA DE CRIME DE MAUS TRATOS PARA A ENFERMEIRA QUE MATOU O YORKSHIRE”

    178374 pessoas assinaram a “INICIATIVA POPULAR SOBRE CRIMES DE TRÂNSITO QUE ENVOLVAM A EMBRIAGUEZ AO VOLANTE”

    Poderíamos pelo menos tratar a vida das pessoas e dos animais igualmente!

  2. minha sobrinha de 3 anos foi atropelada a 7 meses, um inresponsavel sem carta de moto a pegou e ela veio a falecer. ate hoje nao aconteceu nada com ele.

  3. Acho tudo isto de uma grande falta da nossa autoridade (justiça)e falha demasiadamente,ao ficar lá em brasilia brigando por altos salários nossos deputados,vereadores etc,porque não façam leis exemplares em relação a tudo isto? o povo já não aguenta mais tanta covadia de vários lados,do bêbado que mata e da justiça que nada faz;o que eu não me conformo é que nossos parlamentares viajam muito para paizes onde esse tipo de crime que não é acidente tem punições exemplares,como nos estados unidos por exemplo,porque não copia,o que está acontecendo com essa lentidão,tem que ser assim;aconteceu o acidente,foi provado alto teor alcólico,CANA NELE(A)no mínimo,40anos a pena sem quebra na pena,veja ainda,a família do bêbado tem que indenizar a familia da vítima,indenização essa também exemplar.Só assim com certeza esse número estatística vai abaixar bem,do contrário a gente vai ter que convir com esses caliordas assassinos por aí nas ruas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


sete × 7 =