Nada fica no caminho da H-D 1200 Custom

4
1219

A última moto custom que pilotei me fez sentir grande prazer por estar descobrindo um novo mundo além do habitual com quatro rodas. Sempre gostei de filmes ou séries em que os atores pilotavam uma moto estradeira ou, simplesmente, a representante mais tradicional desse estilo, uma Harley-Davidson. A marca é associada a máquinas de grande reconhecimento junto ao público, e seu modelo 2012 da XL 1200 Custom é sinônimo de estilo e facilidade na pilotagem.

Ela pode não ser tão grande no tamanho como uma Vulcan ou Midnight Star, mas além de ser concorrente direta, ela possui um motor de maior cilindrada, traduzindo-se em boa aceleração e retomada de velocidade após uma frenagem ou redução de velocidade.

Aproveitando o gancho, a motocicleta possui freios a disco na dianteira e traseira. Por isso, cuidado ao frear bruscamente, pois os freios são fortes por tratar-se de uma custom. Poderia vir com o ABS.

O acelerador é bem sensível, o que para mim foi bem fácil de dominar, pois não exige tanto esforço do piloto para manobras no cotidiano. Apesar de apenas pilotá-la na cidade, em cenários urbanos, seu desempenho em estradas não seria diferente. Porém, a pessoa que guiar pode não se sentir tão confortável com o banco, pois ele é menor e deixa uma parte da lombar sem apoio e isso pode resultar num incômodo desagradável. Além disso, quem viaja sente falta de uma proteção aerodinâmica e de uma suspensão que reduza o impacto, característica atípica em motos estradeiras.

Se a moto fosse minha, mudaria poucas coisas. Mas é como tunar um carro, o dono modifica para deixar com a sua cara. Aproveitando o espírito de customização que envolve a Harley-Davidson, eu colocaria um escapamento esportivo para garantir “um som” mais encorpado, um guidão reto para melhorar a postura dos braços, um banco mais confortável para longas distâncias e, por último, uma buzina que não lembrasse um carro antigo.

O guidão da 1200 Custom esterça bem para os lados e, juntamente com as dimensões reduzidas da moto, permite que você circule bem entre os carros. Não tanto quanto as motos mais urbanas de outras marcas, mas comparada com outras custom a 1200 da Harley-Davidson mistura as características clássicas de uma estradeira com a facilidade de locomoção de uma naked de tamanho médio.

O torque da motocicleta é forte o suficiente para que você suba facilmente lugares íngremes. E o melhor de tudo é que ela tem baixo consumo de combustível. Quer mais o quê? Que tal um precinho em conta? Pois é! A 1200 custom está saindo no valor de R$33.100 na cor preta e R$33.250 nas outras cores.

Para finalizar o teste do mês, gostaria de considerar que foi a primeira vez que pilotei uma Harley-Davidson e sem dúvida alguma pilotarei outras vezes. Impressionou-me muito a potência do motor e suas recuperações ao oscilar a velocidade nas variadas situações dentro da cidade. O melhor ainda foi passar por entre os carros com desenvoltura sem me preocupar excessivamente com o seu tamanho. Quem tiver a oportunidade adquira o modelo XL 1200 Custom sem medo de ser feliz.

4 COMENTÁRIOS

  1. Estou entre a 1200 e a 883 iron (que merece reviews aqui). Adorei a matéria, mas gostaria de saber qual a altura do Danilo Galvão? Tenho 1,78 e queria saber se a 1200 não fica um pouco pequena para o meu tamanho…rs. Andei na iron e adorei, falta a 1200 para decidir.

  2. O texto fala: “Aproveitando o gancho, a motocicleta possui freios a disco na dianteira e traseira, sendo duplos na frente.”

    Pelas fotos, salvo engano, conta apenas com um disco.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


seis × 3 =