MV AGUSTA BRUTALE 1090RR

0
380

6_Brutale_1090_rr

Texto e Fotos: J. Dionysio

Que ninguém se engane com a beleza e harmonia das linhas, cores e tons desta Naked, que de despojada, só no apelido, porque ela é muito “Brutale” mesmo.

O motorzão de quatro cilindros 16 válvulas (radial), 1078 cm3, está quase para uma central de energia, do que um mero motor de 144 hp e torque máximo 112 Nm (11,2 Kgm) a 8100 rpm. É impressionante a força desta moto!  Comprimento 2045 mm e largura 775 mm, ela anda tranquilamente nos corredores e locais apertados, agora quanto a  manobrar parado, lembramos que é uma esportiva, o raio de esterço é bem reduzido.

22_Brutale_1090_rr

Com um câmbio de 6 marchas, e um torque poderoso é uma tranquilidade andar tanto em baixas rotações, quanto em alta. Não é preciso realizar muitas trocas de marchas, a “central de força” segura tudo. Há de se observar que ela responde de pronto as aceleradas, despejando muita potência, graças à embreagem deslizante e ao controle de tração com oito níveis de ajuste, o que acalma um pouco esta “Brutale “.

Para um desempenho tão bom, o uso da tecnologia é fundamental, a central computadorizada conta com dois mapeamentos do motor: Sport e Rain (para pista molhada) e o robusto chassi desenvolvido em estrutura modular com seção tubular de treliça de aço e chapas de alumínio, ciclística sensacional!

Mas é preciso prudência ao acelerar e ter as mãos firmes nas manetes, essa Brutale empina facilmente, por causa de sua curta distância entre-eixos (1438 mm) e a enorme força bruta do motor, ou o chão é o limite!

O painel de instrumentos da 1090RR traz todas as informações necessárias: indicador de marcha, nível de combustível, odômetros total e parcial, botão de emergência, temperatura da água, cronômetro e configuração de mapeamento do sistema de injeção eletrônica, tempo de cada volta.

17_Brutale_1090_rr

Claro, também seria preciso freios eficientes e estes realmente se mostraram muito bem dimensionados, dão conta do recado com maestria. Na dianteira duplo disco flutuante com 310 milímetros de diâmetro, com fita de aço de frenagem e flange de alumínio e na traseira disco de aço único com 210 mm de diâmetro (Brembo).

8_Brutale_1090_rr

A suspensão é um item a parte (Marzocchi), na dianteira “UpsideDOWN” (invertida), garfo telescópico hidráulico com rebote amortecimento de compressão e pré-carga da mola. Progressiva, amortecedor único (Sachs fixado no monobraço) com recuperação e compressão (alta velocidade / baixa velocidade) ajuste de amortecimento e pré-carga da mola, fazem a função de manter a roda traseira no chão, com a ajuda do controle de tração.

Naked, despojada, mas sem perder a elegância e funcionalidade! O belo assento deixa o piloto numa posição de pilotagem muito confortável, “encaixado” no rebaixo do tanque. A pressão do vento é amenizada pela harmoniosa aerodinâmica e linhas criativas. Toques de criatividade notamos em vários pontos, como por exemplo ajuste de guidão para modo esportivo ou passeio, as manoplas construídas em material macio com a logo da marca, luzes do pisca embutidas nos retrovisores e um belo desenho formado pelos 8 leds no farol dianteiro.

15_Brutale_1090_rr

Calçando a Brutale, rodas  de liga de alumínio forjado 3,50 “x 17” na dianteira com pneu 120/70 – ZR 17 M/C (58 W) e na traseira roda de liga de alumínio forjado 6.00″ x 17″ com pneu 190/55 – ZR 17 M/C (75 W).

9_Brutale_1090_rr

Brutale_1090_rr_roda

Com tanta criatividade beleza, tecnologia e desempenho, sem dúvida que o título que a maioria dos apaixonados por motociclismo lhe deram:  “Ferrari das motos”, lhe cabe com certeza, inclusive no preço.

Disponível em duas combinações de cores: branco pérola/preto e vermelho pastel/prata metálico.

1_Brutale_1090_rr

2_Brutale_1090_rr

12_Brutale_1090_rr

11_Brutale_1090_rr

20_Brutale_1090_rr

4_Brutale_1090_rr

19_Brutale_1090_rr

>>Conheça a nossa loja de motos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


3 + nove =