Mundial de Motovelocidade chega a sua 70ª temporada

0
117

Primeira prova acontece no Catar em 18 de março. Na categoria MotoGP, a principal da modalidade, haverá disputas entre novatos e veteranos

MOTOGP_2018_2018
Mundial de Motovelocidade chega a sua 70ª temporada Primeira prova acontece no Catar em 18 de março

TEXTO: Arthur Caldeira / INFOMOTO
FOTOS: Divulgação

Mundial de Motovelocidade chega a sua 70ª temporada

No próximo final de semana, o circuito de Losail, no deserto do Catar, será palco da abertura do Campeonato Mundial de Motovelocidade, que chega a 70ª temporada em plena forma. Disputas acirradas na pista, quase uma dezena de pilotos diferentes vencendo corridas todo ano e o título da principal categoria, a MotoGP, sendo decidido na última etapa. Ingredientes que fazem a mais importante competição em duas rodas do mundo, realizada desde 1949, viver uma de suas eras mais espetaculares.

Neste ano, 84 pilotos divididos em três categorias – Moto3 (motos de 250cc), Moto2 (motos de 600cc) e a principal MotoGP (motos de 1.000cc) – alinharão no grid das 19 etapas, uma a mais do que em 2017 com a inclusão do circuito de Buriram, na Tailândia.

O Campeonato percorre quatro continentes e já registra recorde de público. Segundo a Dorna, organizadora do Mundial, cerca de 1,2 bilhão de telespectadores acompanharam as provas pela TV ou pelo computador no ano passado, um recorde para a modalidade.

MARC_MARQUEZ_1_2018

Os melhores pilotos nas motos mais velozes

Embora as categorias menores – Moto2 e Moto3 – não fiquem devendo em emoção e competitividade, é mesmo a MotoGP que atrai mais atenção. Com orçamentos milionários, as principais fábricas de motocicletas do planeta constroem protótipos que são verdadeiros foguetes em duas rodas e podem atingir 350 km/h, guiadas pelos melhores pilotos do mundo. Mas qual o favorito?

MARC_MARQUEZ_2_2018
Marc Marquez e sua Honda RC 213V são os atuais campeões da MotoGP e favoritos para este ano

A aposta óbvia é no grande fenômeno da motovelocidade dos últimos anos: o jovem espanhol Marc Marquez da equipe oficial de fábrica, Honda Repsol. Há cinco anos na MotoGP, Marquez conquistou quatro títulos da categoria (2013/14/16/17) com apenas 25 anos de idade. Atual bicampeão da MotoGP, Marquez vai acelerar para defender a coroa e buscar mais um campeonato mundial.

A Ducati é outra equipe que tem se destacado nas temporadas passadas e a pista do Catar, com sua reta de mais de 1.000 m, é particularmente favorável à veloz moto italiana. O recorde de velocidade na MotoGP é de uma Ducati: 354,9 km/h no circuito de Mugello (Itália) em 2016. A fábrica italiana também conta com dois fortes pilotos no time, o italiano Andrea Dovizioso e o espanhol Jorge Lorenzo, que levaram as motos vermelhas ao papel de protagonista e uma das favoritas ao título.

DUCATI_2018
Lorenzo e Dovizioso: a dupla da Ducati promete brigar pelo título da MotoGP neste ano

Dovizioso sagrou-se vice-campeão no ano passado com seis vitórias (o mesmo número do campeão Marquez) e está com a “faca nos dentes” para vencer corridas e conquistar seu primeiro título mundial, o segundo da Ducati. Lorenzo faz sua segunda temporada pela marca italiana. Já teve um ano de adaptação à moto e já mostrou, no final de 2017, que pode subir ao pódio e vencer. Sem falar que o sisudo piloto espanhol já coleciona três troféus mundiais de MotoGP com a Yamaha (2010/13/15) e é o segundo piloto do grid que mais venceu no Catar.

LORENZO_2018
Lorenzo e Dovizioso: a dupla da Ducati promete brigar pelo título da MotoGP neste ano

O primeiro? Só podia ser ele: o “Doutor” Valentino Rossi, que já venceu quatro vezes em Losail. Beirando os 40 anos, Rossi está em busca do seu décimo título mundial, o oitavo na MotoGP, antiga 500cc dois tempos. Apesar de seu brilho e talento, Rossi e sua YZR-M1 da equipe oficial Yamaha Movistar não tiveram um bom final de temporada em 2017 e nem mesmo mostraram melhora nos treinos para este ano. Embora seja sempre favorito, o desempenho de Rossi neste ano ainda é uma incógnita.

ROSSI_2018
Aos 39 anos, Valentino Rossi corre atrás do seu décimo título mundial nesta temporada

Além disso, Rossi terá a sombra de seu companheiro de equipe, Maverick Viñales, outro jovem piloto espanhol que estreou na MotoGP em 2017 já vencendo três provas e ficando na terceira colocação do campeonato.

VINALES_ROSSI_YAMAHA_2018
Primeira prova acontece no Catar em 18 de março. Na categoria MotoGP, a principal da modalidade, haverá disputas entre novatos e veteranos

Calouros e pilotos privados

Além das equipes e pilotos oficiais de fábrica, times e pilotos privados também estão no páreo. Talvez não de abocanhar títulos, mas já se mostraram capazes de vencer corridas. Johan Zarco, o francês da equipe satélite Yamaha Tech 3, é visto como um sério competidor por Marquez e companhia. Rápido, consistente e com poucas quedas, Zarco vai querer “mostrar serviço”. O britânico Cal Crutchlow (equipe LCR Honda) não é tão constante, mas tem uma ótima moto e talento de sobra. Danilo Petrucci (Alma Pramac Racing) é outro talentoso italiano ao guidão da veloz Ducati que também vai brigar por vitórias e uma posição no pódio.

Entre os estreantes, destaque para o ítalo-brasileiro Franco Morbidelli. Nascido em Roma, mas filho de mãe italiana, Morbidelli garantiu sua vaga ao guidão de uma Honda na equipe Marc VDS EG 0,0 ao faturar o título mundial de Moto2 no ano passado. Saiu dos treinos da pré-temporada como o calouro mais rápido, seguido pelo japonês Takaaki Nakagami (equipe LCR Honda Idemitsu). Ambos e o malaio, Hafizh Syahrin, segundo piloto da Yamaha Tech 3 devem brigar pelo título de melhor calouro.

FRANCO_MORBIDELLI_2018
O ítalo-brasileiro Franco Morbidelli foi o calouro mais rápido nos treinos pré-temporada da MotoGP

Os treinos livres da MotoGP para a primeira etapa da temporada 2018 começam na da próxima quinta-feira, 15 de março. A prova acontece no domingo, às 13 h (horário de Brasília), mas às 19 h no Catar. A primeira etapa é a única do circuito disputada à noite, sob luzes artificiais. Prepare-se.

Brasileiro no Mundial

Outro motivo para acompanhar a temporada 2018 é o retorno do brasileiro Eric Granado para o Mundial de Moto2, após conquistar o título de campeão europeu da categoria. Com o numeral 51, o piloto de 22 anos vai acelerar uma moto da equipe Forward Racing, que usa chassi Suter e o motor de 600 cc da Honda – como todas as motos da categoria.

ERIC_GRANADO
O brasileiro Eric Granado está de volta ao Mundial e vai disputar a categoria Moto2

Apesar de já ter participado de três temporadas (2012/13/14) e conhecer as pistas, Granado terá uma difícil missão pela frente. “Não será um ano fácil, principalmente neste começo de adaptações de categoria e moto, até encontrarmos uma base sólida e competitiva para a moto”, afirma Eric.

Calendário do Campeonato Mundial de Motovelocidade 2018

18/3 Losail, Catar
08/4 Termas do Rio Hondo, Argentina
22/4 Austin, Estados Unidos
06/5 Jerez, Espanha
20/5 Le Mans, França
03/6 Mugello, Itália
17/6 Barcelona, Espanha
01/7 Assen, Holanda
15/7 Sachsenring, Alemanha
05/8 Brno, República Checa
12/8 Spielberg, Áustria
26/8 Silverstone, Inglaterra
09/9 Misano, Itália
23/9 Aragon, Espanha
07/10 Buriram, Tailândia
21/10 Motegi, Japão
28/10 Phillip Island, Austrália
04/11 Sepang, Malásia
18/11 Valência, Espanha

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


1 × = dois