Motos Honda são as mais vendidas de setembro

3
2289
Motos Honda são as mais vendidas de setembro
Motos Honda são as mais vendidas de setembro

Motos Honda são as mais vendidas de setembro, mesmo com as vendas de motos registrando queda de 8.78%, segundo dados da Fenabrave. Entre os dez modelos mais vendidos no mês, oito são da Honda. As motos da Yamaha aparecem nas outras duas posições.

motos honda cg 150
Honda CG 150 é a mais vendida

Foto: Divulgação

Motos Honda são as mais vendidas de setembro

O setor de duas rodas enfrenta uma retração e a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) registrou queda na venda de motocicletas em setembro. O mês apresentou um número 8,78% menor em comparação com agosto. Foram emplacadas 117.766 motos em setembro contra 129.095 em agosto. Em relação a setembro de 2012 (115.264), este setor cresceu 2,17%. Já no acumulado, houve retração de 9,14%.

A instituição considerou que o setor das duas rodas sofre com retração de crédito nos últimos anos. A realização do Salão Duas Rodas 2013, que começa amanhã (8), deve aquecer o mercado.

Confira as motos mais vendidas em setembro:

1º – Honda CG 150 – 26.519 unidades

2º – Honda Biz – 18.235 unidades

3º – Honda CG 125 – 16.500 unidades

4º – Honda NXR 150 – 13.497 unidades

5º – Honda Pop 100 – 8.476 unidades

6º – Yamaha YBR 125 – 6.663 unidades

7º – Honda CB 300R – 3.911 unidades

8º – Honda XRE 300 – 2.709 unidades

9º – Yamaha Fazer 250 – 2.052 unidades

10º – Honda NXR 125 – 1.673 unidades

3 COMENTÁRIOS

  1. Que notícia relevante. O conteúdo da matéria, até que não, mas o título…..A retração do mercado vem desde 2008, quando a Honda conseguiu, via lobby, que os bancos financiassem apenas as suas motos. Em 2006 ela tinha 81,8% do mercado, em 2007 tinha 74% e em 2008 atingiu 67%. Com medo do seu império ruir, eles conseguiram encerrar os financiamentos para motos não Honda. A Yamaha estava em 2006 com 14%, viu sua participação cair para 8,8% e teve de abrir o Banco Yamaha, senão iria ruir também. As demais marcas não tiveram como fazer isso e foram ao buraco. veja a Suzuki que tinha 7% em 2006 e 2% em 2013. A Dafra forçou o Itau, a financia-los mas em pouco tempo participou da queda.
    A função da mídia é esclarecer assim. A Honda tem 2200 concessionárias e 3040 pontos de venda no Brasil, e vende com isso 1.200.000 motos, sendo uma média de 220 motos por loja, sendo 130 dessas via consórcio, que o sujeito começou a pagar até 6 anos antes. A Yamaha vende 140 mil motos, em 320 concessionárias e 260 pontos de vendas, sendo que a média por loja, seja de 240 motos, sendo que apenas 80 dessas são frutos de consórcio. E por que tem tanto consórcio na Honda? Porque as mídia repete em cada teste de um modelo que eles fazem, aquela máxima: “A questão de mercado e valor de revenda……”. Isso é uma grande mentira, que contada milhares de vezes vira verdade. A venda de motos, está ligada ao número de revendas e o tanto que ela consegue penetrar nos locais. Só existem revendas Yamaha em cidades acima de 100 mil habitantes e olhe lá, não são todas, enquanto que Honda existe em cidades com 30 mil habitantes. O caso Suzuki e Dafra são ainda piores. Nem vou comentar Kasinski e demais, por ser inócuo. A verdade é essa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


nove − = 1