Motos de alta cilindrada auxiliam PRF em operações

3
5240

Polícia Rodoviária Federal (PRF) explica operações com motos e da dicas de segurança para motociclistas.

policia-federal-rodoviaria

Foto: Ascom/PRF

Fonte: PRF/Ascom

Motos de alta cilindrada auxiliam PRF em operações

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) é responsável pelo patrulhamento e fiscalização de mais de 65 mil quilômetros de malha viária federal. Entre os equipamentos utilizados pela PRF, a sua frota de veículos é uma grande aliada no desempenho das atribuições diárias. Atualmente, a PRF conta com uma frota de cerca de 3 mil veículos, entre eles, mais de 700 motocicletas.

Os modelos de veículos de duas rodas mais utilizados pelo órgão são a Harley-Davidson Road King Police 1700 cc, a Honda NC 700X e a Yamaha XT 660, além de contar com motos do modelo Yamaha R1 recebidos da receita federal. 

Harley-Davidson Road King 1700 cc
Harley-Davidson Road King 1700 cc
Honda NC 700X
Honda NC 700X

 

Yamaha XT 660
Foto Divulgação: Yamaha XT 660

Devido às características próprias de cada motocicleta, elas são empregadas em diferentes tipos de atividades. A Harley, por exemplo, por sua imponência e elegância, é mais utilizada em escoltas de autoridades e batedores. Já as outras são usadas na função de motopoliciamento, modalidade de policiamento e fiscalização com a utilização de motocicletas. Essa atividade exige da moto agilidade, leveza e velocidade, atributos existentes nesses modelos.

As motocicletas, com suas peculiaridades na dirigibilidade, exercem um papel importante na atividade policial. A todo momento a polícia precisa antecipar-se aos acontecimentos, necessitando de veículos potentes para fazer o deslocamento rápido para as ocorrências. Atender a chamados de combate à criminalidade, chegar com mais agilidade no local de um acidente e prestar os primeiros socorros às vítimas, abrir passagens para comboios e escoltados são algumas das vantagens de possuir motocicletas na frota da corporação.

A relação da PRF com os veículos de duas rodas é forte. Motocicletas são parte da frota da PRF desde a sua criação, em 1928. Com o passar do tempo, o corpo de motociclistas ficou mais especializado. Para participar desse seleto grupo é preciso passar por cursos de capacitação, que abordam temas como técnicas de pilotagem e escolta, pilotagem em pista de maneabilidade, treinamento em pista suja, treinamento prático em pista de velocidade, motopoliciamento e técnicas de escolta e batedor.

Toda essa especialidade e experiência do grupo de motociclistas da PRF pôde ser visto por todo o Brasil na Copa do Mundo Fifa 2014. Ao todo, a PRF participou de mais de 800 escoltas de autoridades, seleções e árbitros. O motopoliciamento do órgão também compôs as equipes de segurança, nas entradas das cidades-sede e no entorno dos estádios onde ocorreram as disputas das partidas.

Dicas da PRF para motociclistas:

  • É imprescindível o uso de todos os equipamentos de segurança. Cotoveleira, joelheira, roupas apropriadas e capacete não podem deixar de estar presentes na vida das pessoas que andam de moto.
  • É importante também instalar corta-pipa na motocicleta. Esse equipamento simples pode salvar vidas.
  • Para andar bem de moto não basta estar habilitado. É preciso treino, reciclagem e aperfeiçoamento. Por isso, é interessante que os motociclistas procurem cursos de pilotagem.
  • É preciso fazer a revisão regularmente da motocicleta, principalmente dos pneus e freios.
  • Em tempos de chuva, os cuidados devem ser redobrados. A probabilidade de aquaplanagem das motos é bem maior que a dos veículos de quatro rodas.
  • Se beber, não pilote! Se álcool e direção não combinam em nenhuma hipótese, com as motocicletas isso fica mais evidente já que manter o equilíbrio em duas rodas é um desafio até para quem está sóbrio.

Sobre segurança e boa conduta nas pistas

Os melhores motociclistas não são apenas os que pilotam bem, são também aqueles que levam a paixão por duas rodas com boas condutas no trânsito.

Confira abaixo mais algumas matérias sobre segurança:

 

Veja também:
PRF detém 13 motociclistas em operação na BR-040

>>Conheça nossa loja de motos!

3 COMENTÁRIOS

  1. A PRF podia promover cursos de pilotagem e direção defensiva para motociclistas e motoristas. Tenho certeza que muita gente pagaria por um curso sério, feito com todo o conhecimento da PRF. Fica a dica.

    • Pelo o que conhecemos da PRF, caro Gustavo, só podemos concordar contigo quanto a seriedade e competência da Instituição. Certamente, teriam equipe preparada para oferecer tais cursos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


× cinco = 15