MotoGP 2013: Vitória de Lorenzo, Márquez desclassificado

0
970
MotoGP 2013: Jorge Lorenzo vence em Philip Island
MotoGP 2013: Jorge Lorenzo vence em Philip Island - Austrália

MotoGP 2013: Em Philip Island, Austrália, o piloto Jorge Lorenzo, da Yamaha Factory Racing, foi o grande vencedor do Grande Prêmio, com Marc Márquez da Repsol Honda desclassificado por não ter realizado a troca de moto obrigatória.

MotoGP 2013: Jorge Lorenzo vence em Philip Island
MotoGP 2013: Jorge Lorenzo vence em Philip Island – Austrália

Foto Divulgação

MotoGP 2013: Vitória de Lorenzo, com Márquez desclassificado

A competição em Philip Island, na Austrália, carregava em si ansiedades e expectativas altas, além da promessa de ser uma disputa ferrenha: com os pontos somados durante o campeonato mundial, em vitórias com recordes surpreendentes para um estreante de 20 anos, Marc Márquez, da Repsol Honda  era o único que ao vencer poderia decidir o MotoGP 2013 nesse fim de semana, o que demonstrava ser extremamente desafiador aos outros pilotos como Dani Pedrosa, Jorge Lorenzo, entre outros.

A direção da corrida, por questões técnicas, decidiu encurtar a disputa com o número de 19 voltas, obrigando aos pilotos a fazerem a troca de motos, bem como pneus. Nenhum piloto poderia correr em circunstâncias normais mais  que dez voltas, e nenhum piloto poderia fazer mais de dez voltas com um pneu slick ou de chuva.  A Bridgestone reconheceu que após os treinos livres, que a durabilidade dos pneus, na pista do percurso reasfaltado, teria problemas, o que levou a alterações  especiais no regulamento da disputa. Nessas condições, somadas as expectativas que o GP já trazia, a prova começou com emoções a flor da pele.

Jorge Lorenzo, da Yamaha Factory Racing, começou muito bem a disputa ao largar da pole position, assumindo a liderança da corrida, seguido pelo perigoso rival Marc Márquez na segunda posição, com o companheiro de equipe Dani Pedrosa, logo atrás. Na primeira metade da corrida, a disputa entre os três espanhóis foi ferrenha. Márquez estava a espreita da oportunidade para tomar a liderança, mas não conseguiu. Dani Pedrosa foi o primeiro a entrar na parada obrigatória na nona volta e fazer a troca de sua moto, e nesse momento, a decisão do disputa começou a ser delineada.

Lorenzo adentrou ao Box na volta seguinte, sendo essa a última permitida aos pilotos. Nessa ocasião, Marc Márquez, que poderia definir-se o Campeão do Mundo nessa disputa, por um erro da Repsol Honda Team, manteve-se na pista por mais uma volta,  realizando a troca de moto na 11ª volta,  regressando a pista  assumindo a terceira posição, ficando logo após em  segundo, o que permitiu Pedrosa a cumprir penalização de cedência de uma posição por ter excedido a velocidade no pit lane. Após isso, Márquez se viu obrigado a parar, ao sinal da bandeira preta erguida, o que o desclassificou  devido a realizar uma volta a mais do que era permitido com o mesmo jogo de pneus.

“O plano que tínhamos não era o correto, pensamos que podíamos fazer aquela volta. Pensamos que podíamos ir para o pit lane no final da 11ª volta. O problema não foi com a placa do muro das boxes, isso estava bem; quando vi “Box” entrei. Agora temos de esquecer isto e concentrar-nos em Motegi“, afirmou Márquez após a desclassificação, admitindo que a equipe se confundira quanto as regras da disputa. O desfecho foi benéfico a Jorge Lorenzo, que teve uma tranquila vitória, a primeira obtida pelo piloto em Philip Island, ficando a 18 pontos de distância do líder no Campeonato, enquanto faltam apenas duas provas. Logo atrás, assumindo o segundo lugar no pódio, temos Dani Pedrosa, que mantém se esperançoso quanto a vitória no Campeonato.

A terceira posição foi ocupada por Valentino Rossi, da Yamaha Factory Racing, seguido por Cal Crutchlow, da Monster Yamaha Tech3 e Alvaro Bautista, da GO&FUN Honda Gresini, em  animado duelo.

“Treinamos muito a mudança de moto e isso foi uma das chaves da vitória. Fui mais lento no warm up e tivemos de mudar algumas coisas. Alteramos a estratégia e introduzimos algumas melhorias. Estive muito rápido na corrida, mas o Marc e o Dani (Pedrosa) também estavam muito rápidos”. “Tivemos muita sorte. Sem o erro do Marc acho que ficava em primeiro ou segundo. Agora o Campeonato mudou muito. Antes da corrida tinhamos 2 ou 3% de hipóteses e agora é de 20 ou 30%. Mas, o Marc é muito competitivo em todas as pistas, por isso precisamos de dar o máximo em Motegi e Valência”.

Certamente, o MotoGP 2013 terá um desfecho alucinante, o que nos faz ficar na expectativa das disputas finais.

Veja mais competições no Best Riders.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


3 + = doze