Modelos MV Agusta começam a ser produzidos em Manaus

4
1126

Já saíram da fábrica da Dafra Motos, em Manaus (AM), as primeiras unidades da MV Agusta Brutale e F4. As motocicletas estão passando pela fase de try-out, que compreende a montagem de protótipos seguindo os processos de fabricação já implantados na linha, porém, num ritmo ainda diferente da produção em série. Nesta fase pré-produção, depois do controle de qualidade e inspeção final, as motos enfrentam um teste de rodagem em diferentes ambientes, incluindo trechos urbanos e rodoviários.

Cada modelo também é avaliado no dinamômetro e passam por um controle de emissões de poluentes, e, após os testes de rodagem, as motocicletas retornam para a engenharia da Dafra para serem inspecionadas. “Em função do resultado da rodagem se dará o ‘Acordo para Produzir em Série’. Caso exista algum ajuste a ser feito, haverá a etapa de correção de montagem e nova rodagem. No total estamos falando de 50 dias entre montagem e testes e aprovação para entrada em série dos modelos MV Agusta”, conta Victor Trisotto, diretor de engenharia da DAFRA.

No total, a equipe na operação MV Agusta é composta por 12 pessoas, treinadas durante 60 dias na fábrica da cidade de Varese, na Itália. Ao final deste período, brasileiros e italianos montaram juntos algumas unidades produzidas na planta de Varese. Além deste treinamento na Itália, na fase de try-out a equipe da Dafra é acompanhada por quatro técnicos da MV Agusta que coordenam a fabricação e asseguram que toda a montagem siga os mesmos critérios utilizados na  planta matriz em Varese.

Fonte: Patricia Fernandes / Assessoria de imprensa Dafra

4 COMENTÁRIOS

  1. MUITO BOA NOTÍCIA! A MOTO É BELÍSSIMA! SE CONFIRMAREM O PREÇO DE R$55 MIL, SEREI UM DOS PRIMEIROS CLIENTES F4 1000! ME SURPREENDI PELA FÁBRICA TER APENAS 12 FUNCIONÁRIOS…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


sete − = 5