Mercado de motos elétricas ainda engatinha no Brasil

2
2178

Quando o assunto são motos elétricas, o Brasil ainda está engatinhando. O mercado neste segmento anda muito lento e com poucos investimentos. É fácil observar isso. Ou melhor, não observar. Não é fácil encontrar uma moto elétrica nas ruas. Reparamos que há uma insuficiência deste tipo de motos em circulação nas estradas e vias urbanas.

Esse meio de transporte agrega muitas vantagens: não é poluente e as motos são muito silenciosas. Muitos apontam os modelos elétricos como o futuro dos veículos em duas rodas. Uma das empresas do setor que desbrava há mais de um ano essa tecnologia é a Kasinski. A montadora fabrica motonetas (scooters) movidas a baterias de lítio ou chumbo-ácido no polo industrial de Manaus.

A Kasinski construiu o primeiro scooter elétrico fabricado no Brasil, o modelo Primo Electra 2000. Ele contém potência de 2.000 watts, o que confere alto desempenho e torque ao produto, que chega a atingir velocidade de 60 km/h. Além disso, o veículo tem motorização elétrica desenvolvida pela Zongshen.

Algumas empresas que chegaram a apresentar protótipos não se arriscam a entrar definitivamente no negócio. Entre elas, a Dafra, do grupo Itavema, ainda está em fase de desenvolvimento de uma scooter elétrica, exposta em outubro no Salão Duas Rodas, em São Paulo. O modelo ainda está em fase inicial de desenvolvimento e é uma versão elétrica do Smart 125. Mas sem previsão de chegar às concessionárias.

 

Sendo assim, no ultimo Salão Duas Rodas, houve muitas novidades “ecologicamente corretas”. Marcas importantes que apresentaram bicicletas elétricas, como no caso da Yamaha, famosa por produzir supermotos que conquistam títulos com seus propulsores movidos à gasolina. A marca japonesa também apresentou o novo conceito da EC-03, com linhas extremamente futurísticas e 100% elétrica, mas sempre previsão para chegar no Brasil. 

Hoje, a tecnologia adquirida para a construção de motocicletas elétricas vem principalmente da China, país que já tem um mercado bem consistente e com um grande número de fabricantes locais.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


sete × 6 =