Mais de 4 mil motociclistas foram multados na expressa

2
925

Quanto vale R$ 350 mil? Você poderia comprar 11 Shadows 750, da Honda, zero quilômetro. Ou se preferir um modelo mais versátil, seis Ténérés XT 1200Z, da Yamaha, novinhas em folha. Mas estes R$ 350 mil tiveram outro destino não tão agradável: pagar as 4.121 autuações aplicadas pelos fiscais da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) aos motociclistas que foram pegos pilotando na faixa expressa da Marginal Tietê, proibida para as duas rodas há 16 meses.

A assessoria de comunicação da CET explica que normalmente o monitoramento é feito por nove agentes de trânsito, sempre atentos, posicionados diariamente em seis pontos fixos. Além disso, os fiscais também percorrem toda a extensão da via em viaturas e motocicletas 24 horas por dia.

Conforme a CET, o início da proibição das motocicletas na pista expressa da Marginal Tietê, acarretou na redução de 40% no número de acidentes. Entretanto, a quantidade de vítimas fatais seguiu caminho inverso. Em 2009, morreram 428 motociclistas, para 478 no ano seguinte nas ruas de São Paulo.

O crescimento anual da frota e a fragilidade do condutor diante de um acidente grave é a principal explicação para o número crescente de mortes. Conforme o Detran SP, em janeiro deste ano já existiam 933 mil motocicletas registradas na cidade de São Paulo, contra 875,8 mil em dezembro de 2010.

Então, fica a dica: pilote com atenção e somente nas faixas permitidas. Pior do que pagar a multa de R$ 85,13 por guiar no trecho proibido é perder a vida.

Foto: Terra.com

2 COMENTÁRIOS

  1. é proibido andar de motocicleta la? é o fim mesmo, proibir o motociclista e dar a desculpa de acidentes é sacanagem, nem sabia dessa, tivese aqui eu protestava, trancava a marginal com alguma coisa sei la 😛

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


5 + seis =