KTM Freeride-E 2012, a off road elétrica que veio para ser referência

1
1606

Fotos: divulgação

A KTM apresentou, juntamente com a 350 Freeride 2012, a Freeride-E 2012. A moto vem para ser referência no mercado de modelos off-road elétricos, e mostra que a fabricante austríaca não pretende perder seu posto de referência mundial fora do asfalto, também na categoria das motos elétricas.

A Freeride-E da KTM trás o design característico de suas motos à combustão e também toda esportividade que elas oferecem, sem deixar nada a desejar. Com uma tecnologia avançada e peso de apenas 95 kg, a Freeride-E 2012 promete oferecer toda agilidade e prazer ao pilotar que os modelos elétricos atuais disponíveis no mercado não oferecem.

Com uma emissão de ruídos muito baixa, a modelo chega ao mercado com um motor comparável ao de uma convencional 125 cm³ à combustão. A Freeride-E oferece ótima durabilidade da bateria, resistência à umidade e poeira, além de facilidade de pilotagem que fez a KTM solicitar patentes de seus componentes por todo mundo.

Com bateria de 300 volts, o motor é do tipo brushless e oferece 29,5 cv de potência. Brushless são motores que não possuem escovas, onde não há nenhum ponto de contato mecânico entre os dois módulos (rotor e estator) para passagem de eletricidade. No motores brushless a passagem de energia passa somente pela carcaça, parte de fora do motor elétrico. Na parte interna ele utiliza ímã permanente. O design deste tipo de motor permite uma rotação (RPM) relativamente baixa e com torque muito alto, eliminando a necessidade por uma caixa de câmbio. Com seus 42 Nm disponíveis a partir dos  primeiros metros, esta moto não deve temer a concorrência dos motores à combustão.

A bateria pode ser recarregada completamente em apenas 90 minutos e o motor é totalmente à prova de água e poeira. A condução da moto é parecida com a de uma bicicleta: sem câmbio, com freio dianteiro acionado pelo manete direito e freio traseiro pelo manete esquerdo. O chassi é feito de aço e alumínio, e possui componentes em chumbo de alta qualidade. Com suspensões ajustáveis, o modelo ainda chega com rodas de liga-leve de 21” na dianteira e 18” na traseira.

1 COMENTÁRIO

  1. Parabéns KTM, é isso ai o mundo precisa de tecnologia de ponta eu acredito 100% na marca e no sistema elétrico. Sou motociclista e mecânico de motocicletas desde 1969, sei oque estou falando.

    Venham logo para o Brasil , não liguem para comentários negativos , nós somos positivos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


2 + cinco =