Kasinski prepara lançamento de naked e supermotard 250

13
1267

 

Fotos: Megelli

Os rumores que já vem circulando há algum tempo no mercado se confirmaram. As duas novas motos que a Kasinski está prestes a lançar já estão rodando por São Paulo em fase final de ajustes e praticamente sem disfarces. Segundo informações que conseguimos apurar, serão duas versões, uma naked e uma supermotard, ambas com motor de 250 cm³.

O moderno propulsor monocilíndrico SOHC de 4 válvulas e 250 cm³,  conta com arrefecimento líquido e alcança interessantes 27 cv. A título de comparação, a Kawasaki D-Tracker 250 (também com motor “a água”) alcança 22 cv e a Honda XRE — com motor de 291 cm³ e arrefecimento a ar — alcança 26 cv.  Ainda não há outras informações sobre a ficha técnica dos modelos.

Além do design moderno e arrojado nitidamente inspirado nas grandes motocicletas italianas, o chassi (de aço) e a balança (de alumínio) do tipo treliça são características marcantes no visual desta pequenas e interessantes motos.

Com quadro em treliça e acabamento bem cuidado, as futuras Kasinski lembram modelos italianos de alta cilindrada
O painel da SM é o mesmo adotado na naked, já a rabeta e exclusiva

A Megelli fabrica também esses mesmos modelos naked e supermotard com um motor de 125 cm³ que gera 11 cv a 8 500 rpm — pouco frente à média de 13-14 cv de nossas utilitárias urbanas. Entretanto, pelo menos por enquanto, essa versão não deve ser comercializada por aqui. Nesses modelos de entrada, 75% dos componentes, incluindo o motor fornecido pela taiwanesa SYM, são originários de Taiwan.

Segundo o site da marca, a versão naked 125 pesa apenas 110 kg a seco, o que deve subir para nãos mais de 115/120 kg na futura 250 cm³.

A Megelli é uma marca britânica que  esboçou seus primeiros modelos em 2005 e, em setembro de 2007, as primeiras motos deixaram a linha de produção.

Todo o design, estudo de ergonomia e engenharia de produção são feitos no Reino Unido, e os resultados rápidos foram conseguidos, segundo a marca, graças à utilização de novas tecnologias de design digital, reduzindo a escala de tempo do esboço inicial até os primeiros protótipos.

Engenharia de chassis, testes de resistência e demais etapas de pesquisa e desenvolvimento são realizadas por uma empresa britânica com larga experiência no desenvolvimento de motocicletas.

Praticamente desconhecida no Brasil, a Megelli é considerada pela imprensa britânica uma marca que consegue reunir em seus produtos o design e qualidade europeus com o custo de aquisição mais acessível que caracteriza as motos de origem chinesa.

A Kasinski não confirma, mas tudo leva a crer que estes novos modelos devem ser as estrelas do stand da marca no próximo Salão das Duas Rodas, em outubro. A bela versão esportiva com carenagem integral deve ficar para um segundo momento.

Vamos aguardar para ver!

13 COMENTÁRIOS

  1. véi eu tenho uma crz 150 sm a 6 meses e ela ja apareceu varios problemas e todo mundo fala mal.
    Apareceu o problema? Apareceu , só que se fosse da honda ninguém falaria nada mais como é a kasinski todo mundo critica.
    O povo Brasileiro se contenta com muito pouco principalmente com as motos da honda que são cariscimas e não tem quase nada de série, vc tem que optar por uma versão mais completa. Ao contrario da Kasinski, Yamaha, Suzuki e dafra que ja vem com todas suas motos equipadas com varios itens de série.
    Ta na hora de acordar povo Brasileiro.

  2. nao intendo certos comentarios ..!!! os brasileiros só nao veem defeito nas marcas da honda !!! honda é tudo perfeito caraca !!! fala serio é muita segueira !! 250r carenada honda toda perfeita mono cilindrico tambem !! que pior q essas titans mortas q rodam por air mono tambem … sao horiveis, kawa.. as motos feita de chassi de aço nao presta todo mundo criticando , a honda lança transsapo !! ahh é linda * toda em aço e pesa uma tonelada perfeita ..resumindo só a honda que pode fazer as merdas … que todo mundo assina em baixo e compla de olho fechado…!! só os brazucass que nao veem … temos que parar com essa mentalidade … se nao o mercado de motos nunca vai melhorar

  3. Bom, comprei uma Kasinski CRZ 150, em março e foi so transtorno, torço que a marca traga produtos de maior qualidade ao mercado brasileiro, caso contrario os seus clientes ficaram com um mico na mào, como parece que já irá acontecer com os compradores das CRZs que segundo os rumores, trocará sua linha para 2012, com menos de 2 anos de mercado. Ainda bem que sai da minha.

  4. motos lindas, como acho a comet muita linda! super moto , tenho uma twister e uma otima moto mais prefiro uma comet hehe, lindas motos a honda poderia fabricar umas motos assim ne

  5. Hoje eu vi as duas carenadas na Marginal Pinheiros no corredor formado entre os carros com placas verde!
    Quando olhei pelo retorvisor do meu carro achei que era duas triumph 675 porem quando as duas foram se aproximando percebi que era alguma novidade no mercado, agora olhando o site de voces descobri que motos eram!

  6. Putz, essa carenada tá linda.
    É uma pena que passaria a ser monocilíndrica, deixando um pouco à desejar frente à atual comet (que inclusive tem um farol mais original que essa).

  7. Salve Gabriel,

    Realmente falta uma motard e uma on/off road de 250cc ou 600cc para completar a linha da Kasinski,sempre que vou a concessionária vejo as 2 CRZ de 150cc e fico imaginando uma com o motor das 250cc com injeção eletrônica,seria uma briga boa com as grandes Honda e Yamaha sem duvida.

    Vi o site de megelli e fiquei admirado pela Blata 125cc,poderiam trazer ela com 250cc,eu compraria com certeza!!!

    Abraço!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


quatro − = 3