Kasinski apresenta novos modelos de 150 a 650 cm³

8
451

Após a apresentação de alguns números de crescimento da marca desde 2009, edição do último Salão Duas Rodas, Claudio Rosa Junior, presidente do Grupo CR Zongshen,  anunciou os novos produtos da marca para o mercado brasileiro.

A linha Comet cresceu e agora três novos modelos e uma nova versão chegam para aumentar a linha de produtos da marca. Na categoria de média cilindrada a novidade é a Comet 650 GT, versão naked da 650 carenada produzida pela sul-coreana Hyosung e que chega para aumentar a opção do consumidor brasileiro na já disputada categoria.

Com V2, DOHC de 647 cm³ e 89,6 cv de potência a 9 250 rpm, o grande atrativo é o preço sugerido de R$ 19.990. Única motocicleta dentro da faixa de 600 cm³ com preço abaixo de R$ 20 000. Além do excelente custo/benefício, o visual da nova GT também agrada com um conjunto óptico trapezoidal e decoração bicolor nas cores preto e vermelho. Ainda na categoria das 650 cm³, a Kasinski apresentou a Comet GT 650R com detalhes em fibra de carbono. Lançada como série especial, esta versão apresenta apenas um visual mais sofisticado em relação ao modelo com pintura tradicional.

Na categoria 150 cm³ a Kasinski apresentou dois belos modelos: Comet 150 S e Comet 150 SR. A 150 S é uma naked com design que remete a italiana Ducati, com seu chassi de aço do tipo treliça completamente exposto e um duplo escape que sai sob o assento do garupa, junto à lanterna traseira. O farol dianteiro trapezoidal, o painel digital e as rodas de liga leve complementam o moderno conjunto.

O modelo Comet 150 SR é ainda mais esportivo graças à bonita carenagem. Esteticamente, os dois modelos de 150 cm³ são modernos mas sem exageros de estilísticos, com grafismo e cores de bom gosto e, aparentemente, bom acabamento. O preço exato dos modelos 150 S e SR não foi divulgado, entretanto, Claudio Rosa Júnior afirmou que deve ficar entre R$ 6 000 e R$ 8 000.

Na linha de produtos elétricos, foram apresentados oito novos modelos de bicicletas nos estilos mountain bike e city. Também está no estande da marca a WIN Elétrika, uma cub com 1000 W de potência, autonomia de até 80 km em uso urbano.

8 COMENTÁRIOS

  1. Do q adianta isso tudo, se as revisões são de moto 1000cc ?

    Eu ja tive moto de 1000cc é a manutenção é mais barata!

    acabei de pagar R$400 reis para revisão de 12 mil, oleo,filtros NADA MAIS ! e 2 dias esperando!

    FIQUEM ATENTOS!!!!!!!!!!

  2. Espetacular!!! essas 150 ficaram lindas, agora sim me deu vontade de ter uma moto, como tenho carteira e nunca fui de andar, agora vo comecar com algo realmente lindo!

  3. Simplesmente lindas !
    Qualquer iniciante no mundo das motos vai querer ter uma delas ao invés de uma das mais mais do que saturadas Titan ou YBR.
    A versão carenada tem tudo de bom no design, sem falar no quadro e balança com construção iguais aos das Benelli e Bimota.
    Parabéns !

  4. Serei o primeiro a comprar essa carenada, acho uma excelente ideia motos desse porte carenada, isso já acontece mundo todo, somente aqui no Brasil que há resistência. Acredito que seja devido ao nível econômico e cultuiral do público que compra essa linha de cilindrada.

  5. PARABÉNS À KASINSKI PELOS NOVOS E BELOS LANÇAMENTOS. SE AS “GARNDES” NÃO OUSAM MUITO EM NOSSO MERCADO. TEMOS QUE TORCER PELO SUCESSO DAS DITAS
    “PEQUENAS FÁBRICAS”. PARABÉNS EM ESPECIAL PELA BELISSÍMA COMET 150 SR!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


1 + seis =