Husqvarna Nuda 900 e 900R nos mínimos detalhes

1
3146

A Husqvarna divulgou novas informações e imagens sobre a primeira moto de rua que reúne toda a personalidade e pedigree de uma Husqvarna com a tecnologia e engenharia da alemã  BMW, proprietária da marca. Reunindo características de modelos supermotard (especialidade da Husq) com outras de motos naked, a Nuda 900 promete criar uma nova categoria de motocicletas, onde  o total equilíbrio entre agilidade, prazer ao pilotar e desempenho é seu diferencial.

É claro que, isso tudo em um modelo que traz toda a ousadia e refinamento do design inconfundivelmente italiano. A versão “R” exibe o tradicional branco e vermelho que a marca utiliza nas competições enquanto a Nuda 900 standard recorre ao preto.

Como todos sabem, o motor da Nuda é o mesmo bicilíndrico em linha que equipa os modelos da família F 800 da BMW, mas claro, com algumas modificações. Aumentando em 2 mm o diâmetro dos cilindros e em 5,4 mm o curso, a cilindrada passou de 798 para 898 cm³. A taxa de compressão subiu para 13,0:1 e comandos de válvula, pistões e bielas também mudaram para adaptar-se ao novo virabrequim, que está defasado em 315° para proporcionar um comportamento ainda mais exclusivo para a nova Husq.

Os valores de potência e torque chegam, respectivamente, a 105 cv e 10,0 kgfm (87 cv e 8,7 kgfm na BMW de 800 cm³), sem sacrificar — segundo a marca — a suavidade e linearidade em baixas rotações e com o acelerador pouco aberto. Ainda segundo a Husq, com um tanque de 13 litros é possível percorrer aproximadamente 260 km, o que significa um consumo de 20 km/l. Muito bom para uma moto dessa categoria e motorização.

Uma ciclística extraordinária sempre foi uma característica das motocicletas Husqvarna, e com a Nuda não poderia ser diferente. Baseados no chassi tubular de aço da F 800R, os engenheiros italianos reduziram o comprimento em 50 mm e alteraram completamente a geometria de direção, visando obter maior agilidade em baixa velocidade e, especialmente, em uma utilização urbana. O tanque de combustível está localizado sob o assento, o que favoreceu a ergonomia e a centralização do centro de massa.

As bengalas Sachs de 48 mm são totalmente ajustáveis enquanto o amortecedor traseiro Öhlins traz ajustes de compressão e pré-carga da mola. As duas versões da Nuda 900 estão equipadas com pinças de freio radiais (Brembo monobloco na “R”) e discos de 320 mm na dianteira e 265 mm (com pinça de dois pistões) atrás. Com algumas peças de fibra de carbono na rabeta e um sistema de escape esportivo e mais leve, o peso da versão “R” é de apenas 174 kg.

Sabe-se que a BMW Motorrad do Brasil já estuda a comercialização dos modelos Husqvarna no Brasil, no entanto, se a Nuda 900 esta nos planos da filial brasileira ainda não sabemos.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


sete − 5 =