Honda CG 125, a “Bolinha” de 1976

1
85

Honda CG 125: A motocicleta que marcou história na década de 70, fabricada no Brasil quando as importações foram proibidas.

honda cg 125

Foto Divulgação

Honda CG 125, a “Bolinha” de 1976

O ano de 1976 foi o ano um marco histórico para o setor de duas rodas no Brasil. Com a proibição das importações de veículos no país, empresas como Honda e Yamaha anteciparam-se em fabricar modelos nacionais, o que alavancou o desenvolvimento de montadoras no país. Em 1974 a Yamaha instalou sua primeira montadora em Guarulhos, São Paulo, produzindo a RD 50. A Honda instalou sua montadora em 1976, com os benefícios do incentivo fiscal que era oferecido à empresas que instalassem seu parque na Zona Franca de Manaus.

O primeiro modelo a ser desenvolvido na fábrica da Honda foi a CG 125, tendo o modelo estourado em vendas por ser o primeiro nacional de 125cc. Sua concorrente Yamaha, embora pioneira a produzir no país, ficou atrás da concorrente, talvez por ter se inserido mais timidamente no mercado, não aproveitando dos benefícios que a concorrente Honda obteve ao realizar suas instalações  de fábrica no estado do Amazonas –  de fato, a Yamaha começa a produzir modelos de 125cc em 1978, com a RX 125 . Demasiado tarde, pois a Honda já dominava invicta o mercado nessa categoria . Através do modelo CG 125,Honda pilotou o mercado sem concorrência, deixando a Yamaha retardatária na corrida do mercado brasileiro – ela tinha toda a capacidade de produção sem concorrência alguma e aproveitou bem a ocasião.

Na configuração da moto, a CG 125 produzida no Brasil não se caracterizava como a CG 125 importada. A versão brasileira foi desenvolvida como um produto novo, adequado ao momento econômico do brasileiro e suas necessidades, sendo o tiro certeiro da Honda ao alvo da preferência do consumidor – quando o cupido acerta dois corações, aí há paixão! E paixão que cabia no bolso do brasileiro, pois sua produção não era cara. A resposta de tantos acertos levou ao grande volume de vendas e também a expansão da marca Honda na lembrança do consumidor brasileiro. Um ano depois de sua produção, a Honda CG 125 já era responsável por 80% das vendas de motocicletas no Brasil.

A Honda CG 125 era robusta. Seu motor, quando exigido acima do especificado, aguentava acima das capacidades.  A chave de ignição ficava sob o tanque, sendo preciso deitar o corpo da moto para visualizar sua entrada. Contava com um câmbio de 4 marchas, que sem serem rotativas, apontavam para baixo – o retorno ao ponto morto era feito no sentido inverso, para cima. Foi apelidada como fusca de duas rodas, se tornou muito popular e contava com a confiança dos pilotos do dia-a-dia. 

A Honda CG 125 é digna de ser notada como verdadeiro destaque histórico brasileiro. Sua importância levou os concorrentes a se mexerem, o que contribuiu a propulsionar o mercado na fabricação de modelos concorrentes, populares e de qualidade. Seu slogan evocaria com pioneirismo o tema ecológico, com participação do Pelé como garoto propaganda. “CG 125. O veículo ecológico para um país que economiza combustível e esbanja paisagem.

cg 125

Propaganda CG 125.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


+ 5 = catorze