Honda CB 650 F – Testamos essa novidade da Honda

2
324

Rodamos com uma das novidades da Honda, lançada em novembro passado em Mogi, a CB 650 F. Claro, ela lembra, e muito sua antecessora, a Hornet, embora a montadora afirme ser um projeto novo. Mas por que a Honda parou de fabricar um sucesso de vendas e desejo de consumo de muitos? Provavelmente para cumprir as metas internacionais de emissão de gazes. Agora, preenchendo o vazio deixado, esta Naked entra na guerra das motos de média cilindrada. Mas que ninguém se engane: trata-se de uma fera muito forte, agora domesticada e comportada, porém sem deixar de ser ágil e disposta a descarregar a manada embaixo do seu assento.

16_cb650f

Seu motor DOHC, de quatro cilindros, 4 tempos, refrigeração líquida, com 649 cc, geram 87 CV ( a Hornet 107) a 11.000 rpm, e 6,4 kgf.m a 8.000 rpm, segundo o fabricante. A principal característica desse novo motor, devido ao torque entregue em menores rotações, é não exigir muitas trocas de marchas, deixando a tocada muito tranquila, como por exemplo, ao sair da Marginal e pegar a rodovia Airton Sena, em sexta marcha e rodar tranquilamente.

18_cb650f

A partir desta edição traremos aos nossos leitores, contando com o apoio técnico da oficina de nosso amigo Marcelo Zanini, uma aferição pelo dinamômetro da Steel Dreams Performance, localizada a Rua Baluarte, 6511, na Vila Olímpia – SP (www.steeldreams.com.br)

2_cb650f

O gráfico abaixo, demostra que os 87 CV no motor se tornam efetivos 76,21CV (a 10.000 rpm) na roda e 6,48 Kgf.m a 7.000 rpm, estando portanto dentro da média, segundo o técnico, de até 20% de quebra na potencia. A injeção Eletrônica PGM-FI e cambio de 6 velocidades, muito preciso e suave nos engates.

steel_dreams

Um teste deste tipo, é sempre muito prazeroso, pois além de desfrutarmos o que o equipamento pode oferecer, temos também os momentos de interação com candidatos a pilotos, que nos pedem informações. Inclusive, uma delas, foi quanto a dificuldade do uso urbano, eu respondi: ela é melhor que uma CG! O que causou espanto e riso, mas logo completei: ela tem muito mais motor, muito mais freio, e com as medidas esguias aliada a facilidade de manobras, claro, é muito mais fácil pilotá-la!

O chassis é tipo Diamond Frame, onde o motor faz parte de sua base, de dupla trave, mostrando-se bem rígido e capaz de absorver as irregularidade das pistas.

A suspensão dianteira tem garfo telescópico de120mm de curso e a traseira é Monoamortecida com curso de128mm, este conjunto marca bem o uso urbano e estrada para o qual foi desenhada, portanto, não o de pista.

17_cb650f

Os freios dianteiro são a disco duplos de 320 mm e na traseira disco simples de 240 mm (aqui notamos que o material do disco traseiro é exatamente o que sai do dianteiro, óbvio que para conter custos), o modelo testado não tem ABS, o que em minha opinião é como o ditado popular: “economia é a base da porcaria”, não vale a pena, temos que lembrar estamos com 90 CV de potência em baixo, é preciso saber parar toda esta “tropa”.

O pneu dianteiro é de 120/70 ZR17M/C (58W), e o traseiro 180/55 ZR17M/C (73W).12_cb650f

13_cb650f

Suas medidas são bastante contidas para uma fera que gera tanta potência. O comprimento é 2.110 mm, largura 755 mm e a altura 1.120 mm. A distância entre eixos tem 1.450 mm e por ser urbana, a altura do solo tem 150 mm e o mais importante para os “menos altos” a altura do assento ao chão é de 810 mm.

17_cb650f

Pesando 192 kg o modelo STD e o equipado com ABS: 194 kg, ou seja, 2 pequenos quilos que podem salvar a sua vida.

O Tanque tem 17,3 litros e com um consumo em torno de 23 lt/km oferece uma excelente autonomia e o seu formato afinado no extremo posterior, para encaixe dos joelhos proporciona uma ótima ajuda na pilotagem.

No teste em estrada, ela mostrou-se super comportada e muito obediente ao da direita, subindo de giro rapidamente, partindo-se de baixas velocidades ao extremo que os 87 CV desta quatro cilindros podem te levar, lembrando que o uso desta moto é urbano e estrada, portanto, não o de pista.

Fornecida nas cores preta e tricolor (vermelho, azul e branco, inspirado nas cores da equipe de competições da Honda), com e sem ABS, uma ergonomia muito boa, deixa o piloto bem a vontade. Esta moto se mostra como uma ótima alternativa para aqueles que pensam em sair de uma moto de baixa cilindrada e se aventurar com um pouco de adrenalina.

Ela entra forte na briga das motos de 600 cc se mostrando competente e com valor compatível.

5_cb650f

7_cb650f

8_cb650f

10_cb650f

11_cb650f 4_cb650f

>>Visite a nossa loja de motos

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


× nove = 27