Honda CB 300R e XRE 300 agora são flex

6
149
Honda XRE300 Flex

Honda CB 300R e XRE 300 agora são flex. Não é novidade para quem acompanha o Best Riders, já noticiamos que esta seria uma das novidades que a Honda tem para este ano. O fato é que agora não precisamos esperar mais, os modelos já estão sendo comercializados e se juntam às outras da marca: Biz 125, CG 150 Fan, CG 150 Titan e NXR 150 Bros Flex.

Honda CB300R Flex

Fotos: Divulgação

Honda CB 300R e XRE 300 agora são flex

Para esta versão flex, as Honda CB 300R e XRE 300 ganharam um tanque maior, com capacidade para 13,4 litros. Esta mudança, segundo a  montadora, elevou um pouco a potência das motocicletas, chegando a desenvolver 26,1 cv e 2,81 kgfm de torque com gasolina e 26,3 cv e 2,85 kgfm de torque só com etanol. As Honda CB 300R e XRE 300 usam motor de 291,6 cm³ DOHC.

Também foram necessárias alterações técnicas, como o bocal injetor que permite maior vazão, filtro de combustível secundário com maior capacidade de retenção de sujeiras, gerador adequado ao maior esforço para partida a frio, tratamento interno do tanque e da bomba de combustível para o uso do álcool.

Agora as Honda CB 300R e XRE 300 estão dentro dos padrões estabelecidos pelo Promot (Programa de Controle de Poluição do Ar por Motociclos e Veículos Similares) que regula os níveis de emissões  de poluentes.

A Honda CB 300R Flex passou por algumas mudanças: novo defletor na lateral integrado à carenagem e próximo ao tanque, nova luz indicadora no painel, que avisa quando houver possibilidade de dificuldade ao dar a partida devido a grande concentração de etanol no tanque e temperatura ambiente baixa, menor de 15ºC, e sistema de injeção eletrônica de combustível PGM-FI (Programmed Fuel Injection).

Honda CB 300R e XRE 300 Flex_painel

Esta nova CB 300R Flex está com preço sugerido de R$ 11.990 para a versão Standard e R$ 13.690 para a C-ABS, disponível nas cores preta, vermelha metálica e amarela.

Já a Honda XRE 300 Flex só tem de diferente da CB 300R Flex as cores que estão disponíveis: há também a branca. Mas a preta e a vermelha metálica também são opções. A XRE 300 Flex também ganhou a luz indicadora em seu painel para avisar quando há a necessidade de um pouco mais de gasolina para dar a partida nos dias frios e evitar problemas. Os defletores laterais também foram alterados e estão integrados à carenagem, mudança necessária após o novo maior, que também aumentou a autonomia da motocicleta.

A versão Standard da XRE 300 Flex está com o preço sugerido de R$ 13.290 e a C-ABS, R$ 14,990. Os valores das Honda CB 300 R e XRE 300 são com base no Estado de São Paulo.

Honda XRE300 Flex

Sistema Flex

A tecnologia bicombustível realmente caiu no gosto do brasileiro e a Honda investe em motocicletas deste tipo. As Honda CB 300R e XRE 300 contam com sistema Flex com componentes exclusivos e exclui a necessidade de adaptações, permitindo o uso de gasolina ou etanal e até mesmo dos dois juntos independente de qualquer proporção. Só é necessário que haja pelo menos 20% de gasolina no tanque para que não hajam problemas na hora de dar a partida a frio na moto.

O desempenho do motor e as informações sobre a mistura de combustível que está sendo usada é monitorada por sensores interligados ao ECM (Engine Control Module), que coordenada a tecnologia Flex.

O sensor de oxigênio localizado na saída do motor é o responsável por fazer a leitura dos gases queimados e enviar informação ao ECM, que transmite estas informações ao bico injetor. Este, por sua vez, tem o papel de fornecer a quantidade adequada de combustível para queima, de acordo com a mistura que está sendo utilizada, e assim acertará o ponto de ignição.

6 COMENTÁRIOS

  1. Alberto, aqui no Best Riders tem uma nota da Kawasaki, a Naked com motor da 250r não virá.

    Quanto a uma suposta explosão da Kawasaki, talvez daqui a uns 30 anos, já que a mesma quase não tem concessionários, enquanto a Honda tem uma em cada esquina.

    Essa é a única vantagem da Honda, já que ela tem os preços mais extorsivos.

  2. Olá Marilia!

    Sabe dizer se essa proporção de 20% de gasolina, necessários para dar partida a frio já leva em consideração nossa gasolina “batizada” com atuais (e teóricos) 20% de Etanol, adição que deve aumentar em maio?

    Parabéns pela matéria e pelo site!

    Abraços,
    Alexandre.

    • Olá Alexandre!
      Segundo informações da assessoria de imprensa da Honda, é recomendável os 20% de gasolina, valor utilizado desde 2008 quando aconteceu o lançamento da CG flex, já considerando o uso do etanol. Em relação ao aumento desta adição em maio, fato ainda não confirmado, a assessoria informa que a tendência é manter o percentual, da mesma forma que aconteceu em outros períodos.
      Abraços,
      Marília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


× nove = 81