Harley Switchback – A Retrô com ares de moderna

4
911

…Ou moderna com ares de retrô? Encontrei neste modelo da Harley, um sentimento de “já vi esta moto em alguma vida passada”. Montei, acelerei, e no caminho para casa comecei a fazer um flashback que me levou a década de 70 quando eu andava em uma Electraglide 1200cm3 na garupa de meu pai. Na época, a Harley nem sonhava em desembarcar no Brasil e quem trazia as motos era a Mesbla sob o nome de Motovi… Bem, esta é uma outra história para outra hora.

harley switchback

Fotos: Roberto Severo

Harley Switchback – A Retrô com ares de moderna

O que importa dizer, é que o conceito da Harley Switchback combina a simplicidade retrô com um visual contemporâneo, sendo fiel às suas raízes e, ao mesmo tempo, completamente moderna. O para-brisa e os saddlebags removíveis proporcionam a sensação de duas motos em uma: uma street cruiser robusta e chamativa com farol imponente que se transforma em uma leve, confortável e ágil touring de condução  ágil. As rodas de 5 raios, os para-lamas alongados complementam o estilo clássico-contemporâneo da moto.

As características retrô clássicas da Harley Switchback  se destaca nas ruas. Por vezes fui abordado por pessoas me perguntando qual era o ano da moto. A moldura do amplo farol, o guidão tipo mini “ape hanger”, até os garfos cromados e o console com velocímetro de 127 mm, montado no tanque. Como já disse, a moto representa uma união entre o visual moderno e características tradicionais da Harley-Davidson.
harley switchback

 

Motor Twin Cam 96

Para mim, este é o ponto alto da Harley Switchback. O Twin Cam 96 de 1600 cm³ empurra a moto sem faltar nem na arrancada nem na retomada em qualquer uma das seis marchas. O tradicional motor refrigerado a ar proporciona grande torque em baixa-rotação, enquanto a Injeção Eletrônica de Combustível por Porta Sequencial propicia uma pronta reação à aceleração. A pilotagem ficou suave, com menos vibração (sim!!!!) e mais economia de combustível na estrada. É um desempenho que você sentirá em ultrapassagens, subidas, ou viagens com passageiros e bagagens – tudo com o ronco característico das motocicletas Harley-Davidson®. O torque em baixa rotação durante seu passeio. Graças ao design leve dos pistões, o desempenho é mais refinado. Ao passar as marchas, dá para sentir o motor e a transmissão Six-Speed Cruise Drive® foram projetados para trabalharem juntos harmoniosamente. É um motor que evoluiu do legado dos motores Flathead, Knucklehead, Panhead, Shovelhead®, Evolution® e Twin Cam 88®. Neste ponto é onde a Harley Switchback se destaca mesmo! Resultados diretos dos incontáveis quilômetros rodados pelo V-Twin desde 1909. Digo sem medo de erra que ao passar os olhos pelo motor Twin Cam 96 sem olhar o resto da motocicleta, você não tem dúvidas de que é uma Harley-Davidson. O motor preto apresenta aletas de refrigeração usinadas, coroado com tampas cromadas. Também possui um tensor automático de corrente embutido, que segundo a H-D não precisa necessidade de manutenção.

Transmissão Six Speed Cruise Drive®

O piloto, quando já tem uma certa maturidade, começa a querer uma moto mais potente, que responda rápido. Pela primeira vez não percebi que estava engatando marchas em uma Harley, com aquele sutil barulho de quase derrubar a caixa de câmbio, a transmissão Six-Speed Cruise Drive® oferece uma troca de marchas suave e silenciosa e reduz o giro do motor quando você pega a estrada. Isso confere maior equilíbrio entre rotações e velocidade.
harley switchback

 

Chassi leve

Toda a força e robustez da Harley Switchback não significam que ela é difícil de ser controlada. O chassi foi ajustado para conferir leveza e facilidade de condução, para que você possa realizar manobras com confiança, em quaisquer condições. Os garfos dianteiros estilo “cartridge” da Switchback garantem uma condução suave, seja enquanto você pilota pela cidade, em longas viagens ou enquanto procura uma vaga no estacionamento. A suspensão clássica complementa o visual retrô da Harley Switchback, mas a tecnologia moderna aplicada aos amortecedores não tem nada de old school. O controle de amortecimento por imersão em óleo proporciona uma condução estável e macia em longas jornadas, quando fui para Indaiatuba, percebi bem a diferença. Ajustei a pré-carga com uma chave de garra, adaptando a suspensão no estilo “cruiser” e pé na estrada!
harley switchback

 

Freios

Apesar de muitos harlistas (eu me incluo neste grupo) no início “xiarem” com novas tecnologias, todos sabemos que a segurança é fundamental. A frenagem é garantia de segurança e também de zelo pela beleza da moto (em última instância).  O  sistema de freios com ABS de série da Harley Switchback confere a confiança de saber que a moto vai responder quando você precisar, e seus componentes estão escondidos no cubo da roda o que não atrapalha o visual da moto.
harley switchback

 

H-D® Smart Security System

Apesar de que no Brasil saibamos que enquanto pouco pensam em como deixar “coisas” mais seguras, muitos pensam em como destravar “coisas supostamente seguras”, o sistema de segurança, instalado na fábrica, apresenta bloqueio automático hands-free. Ele ativa e desativa as funções de segurança da motocicleta, conforme você se aproxima ou se afasta da moto.

Saddlebags removíveis

Quando você tem uma touring, buscamos ter espaço para guardar seus pertences. Agora se você se identifica mais com uma cruiser, o estilo fala mais alto. Com as saddlebags removíveis, a Harley Switchback sempre se adaptará à sua preferência. Seu design único permite que você acomode sua bagagem na parte externa rígida, que pode ser trancada. Na hora da conversão, as saddlebags são removíveis, sem a necessidade de  ferramentas. Outro item de customização rápido que alterna características de touring e cruiser é o para-brisa. você pode retirá-lo para criar um novo visual.
harley switchback

 

Escapamento 2 em 1

O Escapamento 2 em 1 é bonito e complementa bem as linhas da Harley Switchback. O que é mais interessante e perceptível é que ele mantém o calor mais longe do passageiro e do piloto, diferentemente de outros modelos. Isso sem perder o ronco característico. Este é um item que se o piloto não quiser, não precisará customizar, pois a Harley não economizou neste item de fábrica. As plataformas possibilitam o apoio de pés em diferentes posições enquanto pilota o que é bem agradável.

Assento duplo

O assento da Harley Switchback parece aliviar a pressão nas coxas, enquanto fornece mais apoio para a lombar e conforto para piloto e passageiro. Como toda a moto, o estilo é nostálgico, esculpido com um base larga e topo estreito.

Informações Técnicas Harley Switchback (fornecidas pela Harley-Davidson)

tabela.info.harley

 

Conclusão
Concluo que é uma moto para quem gosta e valoriza a marca Harley-Davidson. Vibra? Claro que sim (menos que outros modelos). É pesadona? Sim, é uma touring com vocação a cruiser. Gosta do estilo? Passe na concessionária para testar a Harley Switchback. Não gosta? Nem deve ter chegado até aqui no texto!

Harley-Davidson

Keep Riding!

4 COMENTÁRIOS

  1. Boa tarde Luis,

    Quando vi essa maquina fiquei bem satisfeito, pois estou vendo as outras da Harley, Fat Boy, Deluxe, Glide, mas essa tem um toque a mais. Agora lendo seus comentarios deixou mais proximo dela.
    Pretendo comprar uma Harley, isso ja esta dessidido, mas qual, a Dyna Glide o pessoal fala que bate o amortecedor traseiro, as Softail são um preço elevados, sendo assim gostaria de saber duas coisa. Ela bate o amortecedor traseiro com a Glide?
    Quantos kilos aguenta carregar, mais ou menos? pois eu e a patroa somos grandes.,kkk….
    Ela é macia igual as softails?

    Essas são minhas duvidas.

    abraços.

    • Estou ensaiando a compra de uma Switchback. Mas estou com medo dos gastos!
      Preço de pneus (que duram em média, 15 mil km): R$850,00
      Preço de uma correia dentada (todo mundo diz que dura 100 mil km… sei não rsrs) cerca de R$2.000,00;
      Além dos itens do dia a dia, como o consumo de combustível – 12~13 km por litro na cidade; 17 km por litro na rodovia…
      Além dos itens normais de consumo, como filtros caríssimos, óleos, etc…

      Estou na dúvida (se alguém puder comentar, agradeço): Um brazuca típico, que não tem muita grana, conseguiria manter uma HD??
      Ps: O seguro, achei barato: 2.180,00 para meu perfil (38 anos, solteiro, garagem com controle e CEP “perigoso” rsrs).
      Acho que o maior entrave, são os gastos com pneus.. que vão rápido, pelo peso da moto. Há quem diga que já teve que trocar com 8~10 mil km! MUITO POUCO pelo preço!

  2. Carro Roberto:
    Me identifiquei com a maquina. Talvez por que me julgue também um cara “retro com ares moderno”. O farol tanto como o para-lama me parecem peças grandes e bonitas, com funções eficientes como se faziam nos tempos antigos . As bolsas laterais (muito útil) completam o belo conjunto traseiro, tornando desnecessário a colocação do Bauleto ou bagageiro, que ficam com o rabo muito empinados, mais parecendo uma cadela no cio.
    Abrax.

    • Olá Luis,

      obrigado pelo comentário, realmente, para quem gosta de motos retrô, a Switch é um prato cheio. Continue nos lendo e comentando!

      Grande abraço,

      Roberto Severo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


oito − 6 =