Fórum VOLVO – OHL de Segurança no Trânsito – Eric Howard

Andre Garcia, Colunistas, Últimas

Como o Brasil pode aproveitar a Década Mundial de Ações no Trânsito?

00611 Fórum VOLVO – OHL de Segurança no Trânsito – Eric Howard

A partir de hoje vou abordar e tentar transmitir o que se passou num dos melhores Fóruns de Segurança que já participei nos últimos anos.

Como disse o Presidente da Volvo Sr. Roger Alm na abertura do evento: “Não queremos fazer só os carros mais seguros do mundo, mas colaborar para as pessoas terem uma postura de segurança no trânsito.”

Dividirei em três capítulos: Eric Howard, Pere Navarro e minhas conclusões e opinião.

Eric Howard é australiano com  experiência de 30 anos de atuação junto aos governos federal e estaduais da Austrália com a implantação de projetos que melhoraram significativamente a segurança no trânsito daquele país. Valendo-se do conceito de “Abordagem Sistêmica da Segurança”, o consultor e pesquisador conseguiu reduzir em 20% as fatalidades provocadas por acidentes de trânsito entre 2002 e 2007, com o programa Chegue Vivo.

Considerado um dos mais influentes consultores em segurança no trânsito da atualidade. Formado em engenharia pela Universidade de Melbourne, pesquisador e consultor possui uma extensa formação em estudos específicos voltados para o trânsito.

00811 Fórum VOLVO – OHL de Segurança no Trânsito – Eric Howard

Gráfico da abordagem sistêmica

Notabilizou-se  pelo estudo  denominado Abordagem Sistêmica da Segurança no Trânsito, que contempla uma visão holística sobre o problema com o objetivo de integrar várias instâncias da sociedade sobre a segurança rodoviária.

A abordagem sistêmica foi utilizada pelo Programa Nacional de Pesquisa em Segurança no Trânsito, incorporado ao Plano Nacional de Segurança no Trânsito e adotado pelo Conselho de Ministros de Transportes da Austrália, reduzindo em 20% o índice de mortes causadas por esses acidentes.

02611 Fórum VOLVO – OHL de Segurança no Trânsito – Eric Howard

Estudo que demonstra o índice de corrupção de um país com índice de violência no trânsito. Brasil nem apareceu na tabela.

Foi um dos quatro consultores do Banco Mundial responsáveis pela avaliação do Programa “Visão Zero”, da Suécia, considerado o mais avançado do mundo na área de segurança no trânsito. Entre 2004 e 2007 Howard presidiu o Centro de Pesquisas em Transporte da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico e Conselho Europeu dos Ministros de Transportes (OCDE/ECMT) e liderou um grupo de mais de 30 especialistas de 24 países e 5 grandes instituições internacionais na produção e publicação do relatório Rumo Zero: atingindo objetivos ambiciosos em segurança no trânsito. Ainda pela OCDE participou da elaboração da publicação Gerenciamento da Velocidade, em 2006.01211 Fórum VOLVO – OHL de Segurança no Trânsito – Eric Howard

Howard foi também um dos autores do Relatório Mundial sobre Segurança no Trânsito editado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), em 2009 e revisor do Plano Estratégico de Segurança no Trânsito do Canadá 2010 – 2015, que pretende transformar as estradas canadenses nas mais seguras do mundo.

Eric Howard é atualmente um dos principais consultores em segurança no Trânsito do Banco Mundial (BIRD), atuando no Global Road Safety Facility, principal divisão do BIRD que lida com o desenvolvimento e gerenciamento de programas de segurança no trânsito em mais de 20 países.

Durante o Fórum em Brasília, Howard enfatizou quem em 1970 a Austrália tinha um índice pior que do Brasil em termos de acidentes de trânsito 30 por 100 mil habitantes, hoje é de 6,8/100 mil habitantes enquanto no Brasil são 19.9/100mil habitantes.

Eric Howard foi muito direto e tocou a ferida a ponto de alguns políticos brasileiros presentes no evento, se sentirem incomodados, quando afirmou que “o essencial não começou”, que “o Governo deve iniciar o trabalho”, ou que “houve uma banalização dos acidentes de trânsito”.

04311 Fórum VOLVO – OHL de Segurança no Trânsito – Eric Howard

Enquanto o Poder Judiciário julgar priorizando o direito individual em detrimento do direito coletivo, o trânsito no Brasil continuará uma guerra. Guerras como do Iraque, Afeganistão, dentre outros que mataram menos que nosso trânsito.

Foi enfático ao afirmar que a atual realidade brasileira só mudará com “vontade política”.

E aumentou o incomodo de alguns políticos quando apresentou um estudo no slide, onde demonstrava o índice de corrupção de um país atrelado ao índice de violência no trânsito. O Brasil nem aparecia no quadro que tinha países como Suécia, Suiça, Chile, Argentina e países africanos.

Eric Howard afirmou com humildade que o que estava falando era por demais óbvios e que o Estado deve impulsionar suas forças para a demanda pública.

“Os usuários da malha viária não devem morrer por falhas no sistema”, segundo Howard errar é humano, mas um “acidente de trânsito ser agravado por péssimas condições das vias é lamentável, é inaceitável”.

01311 Fórum VOLVO – OHL de Segurança no Trânsito – Eric Howard

Afirmou que estava no Brasil há 24 horas e já tinha andado num carro (táxi) a 120Km/h numa via com limite de velocidade de 80 km/h e que cabe aos políticos brasileiros a responsabilidade de trazer a sociedade para a cerne do problema, debater e solucionar, todavia, disse: “O país é de vocês e não é possível que vocês brasileiros não queiram resolver um problema que demanda a morte de 38 mil pessoas por ano.”

Diante da realidade que viveu num táxi, afirmou que o Brasil tem uma nova modalidade esportiva: “diminuir a velocidade no pardal (radar) e aumentar assim que ultrapassa”. Achou um absurdo o radar no Brasil ser sinalizado!

Realmente, a sinalização do radar de velocidade, é como informar o traficante que haverá batida policial, ou informar o bandido que a polícia estará de tocaia quando ele agir contra um cidadão.

014111 Fórum VOLVO – OHL de Segurança no Trânsito – Eric Howard

Algumas questões que Eric Howard lançou para o publico:

- Policiais tem recursos?

- Policiais estão equipados?

- Policiais tem o apoio dos Tribunais? (Poder Judiciário)

015111 Fórum VOLVO – OHL de Segurança no Trânsito – Eric Howard

016111 Fórum VOLVO – OHL de Segurança no Trânsito – Eric Howard

01711 Fórum VOLVO – OHL de Segurança no Trânsito – Eric Howard

Após a palestra de Eric Howard, foi formado uma mesa redonda com o psiquiatra Paulo Gaudencio que mencionou o respeito ao QI (quociente intelectual) e QE (quociente emocional) do indivíduo no esclarecimento e punição das questões de trânsito, com Ailton Brasiliense que afirmou que nenhum governo levantou a bandeira da segurança no trânsito e que hoje há uma loteria onde diariamente o Brasil ganha 70 paraplégicos, 100 mortos e 1000 feridos e Hugo Leal – Deputado Federal, Presidente da Comissão de Trânsito da Câmara Federal que nada acrescentou, salvo chamando Eric de Eduard.

01911 Fórum VOLVO – OHL de Segurança no Trânsito – Eric Howard

02011 Fórum VOLVO – OHL de Segurança no Trânsito – Eric Howard

Eric Howard disse que na Austrália Governo e Oposição se uniram para acabar com as mortes no trânsito, que não houve bandeira de direita ou de esquerda, que houve respeito a demanda pública. Enfatizou que motocicleta é um problema que causa 25% das mortes no trânsito australiano, mas que lá os cruzamentos (principal causa dos acidentes com motos) estão deixando de existir, sendo substituídas por rotatórias. Salientando que motociclistas são como pedestres e devem utilizar vias específicas, evidentemente, sem interferir no seus direitos de locomoção.

Finalizou, afirmando que a “mudança está em vossas mãos. O País é de vocês, é a segurança da família de vocês que está em jogo”.

André Garcia foi ao Fórum de moto. Leia: São Paulo – Brasília – São Paulo de BMW R1200GS

2 comments

  1. Quando ele diz que motociclista deve utilizar vias específicas, como os pedestres, quer dizer que deveria existir uma pista separada para motos?
    Sempre achei que isso seria uma bela solução, mas de onde viria a verba para tornar isso realidade? É sonhar demais né.

    Responder
    • Verba existe! A grande mazela do Brasil é sem sombra de dúvidas a CORRUPÇÃO!
      O que acontece com um empregado que trabalha no departamento de compras de uma grande indústria se ele receber “agrados por fora”?
      É demitido!
      No Brasil o político ganha um alto salário, assim como aquele empregado do depto de compras, recebe por fora, enriquece e nada acontece.
      Poderíamos citar como exemplo o síndico de um condomínio. Ele está ali para servir aquela pequena comunidade e tornar a vida de todos, o melhor possível ou para enriquecer?
      Como cidadão, não aguento mais ver a possibilidade desperdiçada diariamente para o Brasil se tornar um grande país, mas que é jogada no lixo.
      Ninguém hoje está fazendo sua parte: povo, Estado (Poderes Judiciário, Executivo e Legislativo), políticos, etc…

      Responder

Comentário Best Riders


× quatro = 36