Empresa holandesa utiliza scooters elétricos como táxi

1
297

Fotos: Divulgação

Para melhorar o transporte da cidade, o holandês Ruben Beugels criou uma empresa de “scooter-táxi elétrico”. A ideia nasceu após o empresário estar em um bonde que quebrou em Amsterdã, deixando-o preso em um lugar fora do seu caminho e atrasado para um compromisso. Naquele momento, ele percebeu que não tinha condições de encontrar rapidamente outro meio de transporte para chegar ao seu destino.

Já se passaram seis anos desde quando Beugels se atrasou para o seu compromisso, mas ele se utilizou da experiência para fundar a Hopper, primeira empresa europeia de serviço de táxi que utiliza scooters elétricos para transportar os passageiros. “Eu estava muito frustrado por estar atrasado, e pensei que se eu tivesse um scooter a minha disposição, eu poderia chegar ao meu compromisso em tempo”, disse Beugels à agência de notícias Reuters.

Beugels considera o scooter uma nova forma de transporte público e diz que o veículo vai ajudar o passageiro a chegar ao seu destino final com mais agilidade, principalmente depois que a pessoa sair do trem, ônibus ou bonde. Ele espera que os scooters de cor verde-limão brilhante façam sucesso nas outras três maiores cidades holandesas, incluindo Haia, Roterdã e Utrecht, onde o sistema também será lançado em 2013.

Os “ecotaxis” atendem toda a cidade de Amsterdã, mas principalmente as ruas do centro da cidade, pois são do século 17, com paralelepípedos, o que torna o trânsito muitas vezes difícil e demorado. Lá, muitas pessoas já preferem usar bicicletas do que meios de transporte motorizados.

Os scooters da Hopper são de alta tecnologia, equipados com sistemas de navegação e rastreamento e um smartphone preso ao painel. Sua velocidade máxima é de 25 km/h e chega a percorrer até 130 quilômetros com a bateria totalmente carregada. A garagem principal da empresa já tem 100 scooters e fica próxima à estação ferroviária central. Patrocínios públicos e privados ajudam a manter financeiramente o projeto.

Assista ao vídeo de divulgação e entenda mais sobre o projeto:

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


seis + 6 =