Ducati XDiavel é o X da questão

2
758

Ducati XDiavel: eleita a moto mais bonita do Salão de Milão 2015, modelo marca a entrada da italiana Ducati no segmento cruiser. Para quem acompanhou os teasers da Ducati que antecederam o EICMA 2015, This is Black, This X,  agora é o momento de conhecer o X da questão nesse extravagante modelo.

XDIAVEL_eleita
Eleita a moto mais bonita do Salão de Milão, XDiavel marca entrada da Ducati no segmento cruiser

TEXTO: Aldo Tizzani / Agência INFOMOTO
FOTOS: Divulgação

tricolore

Ducati XDiavel é o X da questão

Eleita a moto mais bonita do Salão de Milão (EICMA 2015), realizado na cidade italiana entre 19 e 22 de novembro, a nova Ducati XDiavel quer ser mais do que apenas um rostinho bonito. Além de todo seu apelo estético, a moto traz muitas novidades de motorização e ciclística para marcar a entrada da Ducati no segmento cruiser.

Um dos diferenciais do modelo é ser a primeira moto Ducati equipada com transmissão final por correia dentada, uma característica das Harley-Davidson. A nova cruiser da marca italiana quer ditar novos parâmetros entre as motos estradeiras de perfil mais esportivo. Na Europa, a XDiavel chegará às lojas em fevereiro, com preços a partir de 20.000 Euros para a versão Standard e pouco mais de 23.000 Euros para a “S”, top de linha.

XDIAVEL_transmissão
Detalhe da transmissão final por corrente e da balança traseira com dupla estrutura
XDIAVEL_fevereiro_Europa
Ducati XDiavel chega às lojas europeias em fevereiro e marca a entrada da Ducati no segmento cruiser

Ducati XDiavel – Più bella

Prova em metal do refinado senso estético italiano, a XDiavel é uma obra de arte em duas rodas: do belo farol em LED em forma de “U” invertido até o largo pneu de 240 mm que calça uma sofisticada roda traseira feita em liga leve. Mais longa e baixa que a Diavel original, o modelo “anabolizado” traz quadro em treliça, escape curto que fica praticamente posicionado sob a moto (do lado direito) e várias outras peças e suportes feitos também em liga leve.

XDIAVEL_dupla_saída
Dupla saída de escapamento está “escondida” sob o novo motor bicilíndrico de 1262 cm³

O painel de instrumentos é composto por uma tela de cristal líquido (iluminação em vermelho), com as luzes-espia separadas e instaladas sobre o guidão. A versão “S” conta ainda com módulo Bluetooth, que permite “parear” o smartphone com a moto. Ou seja, no painel da XDiavel S o piloto pode monitorar chamadas e mensagens de texto, bem como visualizar a faixa de música que está sendo executada.

XDIAVEL_painel_digital
Painel digital permite espelhar a tela do smartphone na XDiavel S

Ducati XDiavel – Novo bicilíndrico de 1.262 cm³

A nova versão da Ducati Diavel ganhou um motor completamente novo, com comando desmodrômico variável de válvulas, o tal DVT, que já equipa a Multistrada 1200. O propulsor de dois cilindros em “L”, teve sua capacidade aumentada para 1.262 cm³ em relação à Diavel original e vendida no Brasil. O novo “L2” produz menos potência 156 cv a 9500 rpm, mas oferece mais torque: 13,35 kgf.m já a 5000 giros. Ou seja, muita elasticidade e força em qualquer condição, seja em uma aceleração radical ou em uma retomada vigorosa.

XDIAVEL_bicilindrico
XDiavel tem nova versão do motor bicilíndrico: 1262 cm³, 156 cv de potência e 13,1 kgf.m de torque

Outra novidade se refere à transmissão final, que, pela primeira vez na história da Ducati, é feita por intermédio de uma correia dentada, abandonando a tradicional corrente. A opção da marca italiana significa menor manutenção e maior durabilidade da transmissão.

XDIAVEL_transmissão
Detalhe da transmissão final por corrente e da balança traseira com dupla estrutura

Na parte eletrônica, a XDiavel também traz um completo pacote eletrônico com três modos de pilotagem – Sport, Touring e Urban -, que são customizáveis pelo piloto. Além do controle de tração, piloto automático e sistema de freios ABS que atuam em curvas. Mas a novidade é um inédito sistema de controle de largada para domar o torque brutal da XDiavel. Chamado de Ducati Power Launch, o sistema promete uma arrancada com segurança: basta o piloto acionar a embreagem, engatar a primeira marcha e acelerar tudo para uma aceleração digna de um dragster!

Ducati XDiavel – Ciclística e ergonomia

Na nova XDiavel, o motor, suspensões e freios estão ancorados a um chassi de treliça de aço tubular, uma assinatura das motos da Casa de Borgo Panigale. Na parte dianteira suspensão invertida e totalmente ajustável de Marzocchi, com tubos de 50mm de diâmetro; e freios de fixação radial da grife Brembo, com dois discos de 320mm. Na traseira, monoamortecedor fixado praticamente de forma horizontal e disco simples de 265 mm, instalado junto ao cubo da roda.

XDIAVEL_alongado
Com garfo alongado e ângulo de cáster de 30°, XDiavel promete ser cruiser esportiva

Detalhe: o braço oscilante está composto por duas partes: a inferior é fundida, enquanto superior é feita em treliça, que pode ser removível para ajudar na troca, por exemplo, da correia de transmissão. O peso a seco do conjunto é de 220 kg. Uma prova de que a XDiavel é uma cruiser esportiva é seu ângulo de inclinação em curvas: 40 graus sem raspar as pedaleiras.

XDIAVEL_peso_concentrado
Com peso concentrado na frente e traseira curta, XDiavel pesa 220 kg a seco
XDIAVEL_monobraço
Monobraço traseira com treliça deixa exposta uma bela roda de liga, calçada com um pneu de 240 mm

Outra grande novidade da XDiavel é sua ergonomia ajustável em “60” posições. O número alardeado pela Ducati refere-se às combinações oferecidas pelas pedaleiras (quatro), pelo banco (cinco) e pelo guidão (três).

XDIAVEL_banco_solo
Banco aparenta ser solo, mas permite levar garupa e ainda oferece encosto (sissy-bar)
XDIAVEL_assento
Assento esconde “sissy-bar” para a garupa na XDiavel
XDIAVEL_pedaleiras
Pedaleiras, banco e guidão oferecem mais de 60 combinações de ajustes possíveis

Ducati XDiavel – Vídeo Oficial

>>Visite a nossa loja de motos

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


× 6 = trinta seis