Ducati 1199 Panigale. Redefinindo o que é uma superbike

8
690

Fotos: Ducati

Finalmente o Salão de Milão desvendou ao público uma das motos mais aguardadas dos últimos tempos, a Ducati 1199 Panigale. Depois de diversos flagras nas estradas e pistas da Europa e de fotos de celular do próprio EICMA, chegou a hora de ver a revolucionária superbike em detalhes.

Ainda que preservando a tradicional receita de motor bicilíndrico, a Panigale consegue a estupenda marca de 195 cv a 10 950 rpm, valores que não fariam feio nas preparadíssimas motos do Mundial de SBK um par de anos atrás. Ah, o torque não é menos impressionante: 13,4 kgfm a 9 000 rpm. Tudo isso em uma moto de apenas 164 kg (peso seco); realmente números impressionantes para uma moto produzida em série!

Para gerenciar tamanho potencial, o felizardo que estiver ao guidão da 1199 contará com a providencial ajuda da eletrônica em uma série de sistemas: ABS de última geração, controle de tração (DTC), suspensão eletrônica (DES), câmbio com quick-shift (DQS), engine brake control com calibragem para pilotagem esportiva (EBC) e ride-by-wire. No painel, o display TFT permite fácil controle e ajuste de todos esses recursos.

Em matéria de estilo, ela também não deixa de surpreender já que, além de ser incrivelmente compacta, poucas vezes vimos um modelo que conciliasse tão bem forma e função. Além de visualmente bela, a carroceria da 1199 Panigale foi cuidadosamente desenvolvida para conseguir a máxima eficiência aerodinâmica e também do sistema de refrigeração. Os dutos de ar, posicionados logo abaixo dos faróis, também foram projetados para garantir um fluxo abundante para a caixa de ar. Com um design moderno e futurista, ao seu lado as demais superbikes do mercado subitamente envelheceram.

A Panigale estará disponível em três opções: 1199 Panigale standard – por 17.990 euros, a 1199 Panigale S – por 22.990 euros e, por fim, uma versão Panigale S Corse que inclui uma pintura “tricolore”, sem preço definido. Esses são os praticados na Itália já que ainda não há previsão da chegada do modelo ao Brasil.

8 COMENTÁRIOS

  1. Simplismente uma obra de arte , digno de pintores italianos .Sinto muito as japonesas , menos a ZX10 , MV Augusta e é claro a top S1000RR da BMW . Quero ver o comparativo , vai ser de arrepiar !!!!!!!!!!!!!!!!!

  2. Maravilhosa,mas qual será o preço no Brasil o mesmo roubo de sempre,pois com o Euro a R$2,40 a mais cara sairia por R$ 55.000.

    Aqui os caras vão cobrar no mínimo R$ 150.000 pela mesma moto.

    Vão roubar assim no inferno e isso não é só imposto não é ganância mesmo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


× um = 8