Dicas para usar (e cuidar) do seu capacete

0
2238

Item fundamental para a segurança do motociclista, capacete só protege se for do tamanho correto e estiver bem afivelado!!

Durante o feriado da Páscoa, o presidente Jair Bolsonaro divulgou um vídeo em suas redes sociais dando uma volta de moto pelo Guarujá, litoral de São Paulo. As imagens mostram Bolsonaro com a viseira aberta e o capacete sem afivelar, o que gerou críticas dos especialistas em trânsito. Afinal, o presidente da República estaria dando um mau exemplo ao cometer infrações de trânsito, de acordo com a Resolução N° 453 de 2013 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que regulamentou o uso do capacete.

Para que você não cometa o mesmo erro do presidente da República e não seja multado, elaboramos algumas dicas para que você use corretamente o capacete – e cuide dele, pois é um item fundamental para a sua segurança. Confira:

1 – Tamanho certo

Ao comprar seu capacete, mais importante do que a cor e os grafismos do casco é escolher o tamanho certo. E, sinto lhe dizer, o capacete precisa ficar justo na sua cabeça. Isso não significa que precisa apertar seu crânio, mas também não pode ficar solto. O ideal é que, quando você balance a cabeça, ele acompanhe o movimento e não balance sozinho. Uma fita métrica no meio da testa ajuda a saber o seu tamanho, que varia de 56 a 62, geralmente.

2 – Afixado devidamente

Outro erro de muitos motociclistas é não fixar corretamente o capacete à cabeça. Não adianta deixar ele na testa, como fez nosso presidente. O capacete, se for integral, precisa ser colocado corretamente, cobrindo todo o rosto. A cinta jugular precisa ser afivelada e também deve ficar bem justa ao pescoço – sem apertar, mas não pode ficar folgada.

3 – Proteja seus olhos

A resolução do Contran também determina que os motociclistas deverão utilizar capacete com viseira, ou na ausência desta, óculos de proteção, em boas condições de uso. Vale reforçar que os óculos aos quais a lei se refere não são óculos de sol, mas sim os específicos para motociclismo, como utilizados em provas de motocross.

E tem mais, quando a moto estiver em movimento, a viseira ou óculos de proteção deverão estar posicionados de forma a dar proteção total aos olhos. Ou seja, rodar com a viseira aberta é infração de trânsito. Além de ser perigoso, pois algum detrito ou inseto pode atingir seus olhos e causar lesão ao globo ocular e ainda levar a uma queda. Outra dica importante é: as viseiras escuras (fumê ou coloridas) só podem ser usadas durante o dia; à noite podem render multas.

4 – Limpe a cabeça

Equipamento de proteção de uso obrigatório, o capacete pode juntar fungos, bactérias e ácaros se você não cuidar dele. Por uma questão de higiene, o capacete deve ser lavado todo mês. A maioria dos capacetes tem forros removíveis e laváveis. Pode se utilizar água morna, sabão neutro ou de coco e uma escova de cerdas macias. Depois de lavado, enxague bem e seque a sombra.

5 – Cuidados

Além de mantê-lo limpo, é preciso ter alguns cuidados com seu capacete. Evite deixá-lo exposto ao sol por muito tempo, pois a luz solar pode reduzir a vida útil dos componentes. Quando parar em algum lugar, fique atento aonde vai colocar seu capacete. Evite deixá-lo no chão, pois além de anti-higiênico, algum inseto pode entrar e lhe causar uma surpresa nada agradável.

Cuidado para não deixar seu capacete cair no chão. Uma queda de um local muito alto pode até condenar o item. Nunca é demais lembrar que, em caso de queda ou acidente, no qual o capacete seja danificado, será preciso trocá-lo.

Texto: Arthur Caldeira / INFOMOTO
Foto: DIVULGAÇÃO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


4 − = um