Dafra Riva 150 – Uma pequena notável

Impressões, Notícias, Testes

Dafra 19 Dafra Riva 150   Uma pequena notável

Quando uma montadora ou importadora pretende entrar no mercado brasileiro de motocicletas, seu foco sempre é o de streets 125/150 ou no de CUB´s.

Isso se deve ao fato do mercado de Streets 125/150 ter a maior representatividade no volume de vendas. No ano de 2011, esse volume chegou perto das 1.500.000 motos, ou seja, 77% do mercado. Mas esta tarefa não é nem um pouco fácil. A concorrência neste segmento é feroz. Para se ter uma ideia, a marca líder comercializou no ano passado cerca de 900.000 streets 125/150. Isso representa 60% de participação neste segmento.

Outro ponto curioso é que a maioria dos consumidores utiliza a moto como meio de transporte para se deslocar de casa ao trabalho ou como a própria ferramenta de trabalho (bons exemplos são os motoboys e mototaxistas). Desta forma, a moto não deve apresentar defeitos nem falhas recorrentes, e precisa aguentar as severas condições de uso determinadas por nosso tipo de trânsito, piso e clima.

Introduzir um produto neste mercado, conquistá-lo e tentar quebrar a hegemonia das japonesas são tarefas bem difíceis e complicadas.

26 Dafra Riva 150   Uma pequena notável

Após um passado conturbado e já superado com a Speed 150, e o bem sucedido e vitorioso lançamento da Apache RTR 150, a Dafra lança mais um produto voltado ao uso urbano e às pessoas que necessitam da motocicleta para transporte ou trabalho. Com pouco tempo de mercado, seus números já se destacam com 334 unidades emplacadas em fevereiro deste ano, já ultrapassando os números da Apache RTR 150. Chamo isso de fogo amigo, pois seu sucesso vem tirando vendas de suas irmãs, a Speed 150 e a Apache que tiveram ligeira queda de vendas no mesmo período. Para se ter uma ideia da aceitação deste novo modelo, a Riva 150 emplacou 394 unidades apenas na primeira quinzena de março, ficando em oitavo lugar no ranking das Street / City.

A Riva 150 já começou com pé direito. A moto é fabricada em parceria da Dafra com a conceituada fábrica chinesa Haojue, líder de vendas na China com 18% de participação do mercado. Outros números da gigante oriental são: três milhões de unidades produzidas por ano e exportações para mais de 70 países. A Riva 150 é o segundo produto em nosso mercado fruto desta parceria. O primeiro foi a Smart 125 que atestou qualidade, bom acabamento e confiabilidade da mecânica Haojue.

Motos 3 Dafra Riva 150   Uma pequena notável

O desafio de lançar uma street 125/150 em um mercado tão agressivo esbarra em outro quesito: design. Muitas montadoras/importadoras tentaram entrar neste mercado com cópias de má qualidade das motos japonesas, apenas equipando-as com um painel mais completo, freios a disco, rodas de liga e partida elétrica. Basta olhar o mercado e você verá que sem qualidade e um excelente pós-venda nenhuma marca conseguiu manter seus produtos em evidência e com volumes de venda que justificassem sua comercialização. Os modelos genéricos das streets 125/150, apesar do baixo preço, não conseguiram resistir ao principal teste e fator decisivo que mantém ou não um modelo no mercado: o uso pelos consumidores. Os modelos genéricos pecavam por serem cópias de modelos consagrados, porém sem qualidade, esmero e durabilidade.

A Dafra conseguiu um grande feito em trazer uma street simples, de belas linhas e que não faz alusão ao design de nenhuma de suas antecessoras. Uma frase que explica bem as linhas da Riva 150 é: Menos é mais!

Untitled 112 Dafra Riva 150   Uma pequena notável

A Riva 150 possui um agradável design, sem excessos e detalhes desnecessários, cores berrantes ou cromados em demasia. Tudo na medida certa. A uniformidade das linhas e o bom acabamento, de certa forma, o faz parecer uma moto maior em escala reduzida, mostrando que a Dafra se empenhou em conseguir conforto para o piloto, um belo visual e uma aparência diferenciada. O ponto alto deste modelo é o excelente acabamento e a qualidade dos componentes, comparável às melhores do mercado.

Um ponto de destaque da Riva 150 é o painel de instrumentos completo, com velocímetro digital, hodômetro total e parcial (senti falta da função relógio) ao lado do conta-giros analógico. A posição das marchas é indicada num mostrador próprio, também de cristal líquido. Porém, quando a moto está em neutro, o marcador não mostra nada! Esperava um N, e não somente a luz verde acessa no canto esquerdo do painel. Além da luz de neutro, no lado esquerdo encontramos luzes indicadoras de troca do óleo, farol alto e nível de carga da bateria.

Os punhos de comandos são precisos e funcionais. Possuem lampejador de farol alto, mas esqueceram do corta-corrente. O tato é agradável e o manejo simples.

Untitled 32 Dafra Riva 150   Uma pequena notável

Andar na Riva é uma prazerosa experiência graças a sua boa ergonomia. O bom posicionamento do guidão e das pedaleiras, somado à densa espuma do banco, trazem conforto para o piloto.

Além do painel completo, rodas de liga leve aro 18”, partida elétrica e os freios dianteiro e traseiro a disco, a Riva 150 traz ainda um prático porta capacete na lateral do banco, um spoiler para dar um ar mais esportivo e o útil cavalete central, imprescindível para os estacionamentos de motos cada vez mais cheios.

Seu conjunto mecânico é de funcionamento agradável, suave e com razoável performance. O motor da Riva 150 é um monocilíndrico de 149,4 cm3, comando simples no cabeçote (OHC), quatro tempos e arrefecido a ar, que oferece 12,1 cv de potência a 8.250 rpm e torque máximo de 1,1 kgf.m a 6.600 rpm. Para uma tocada mais rápida, a troca de marchas se faz necessária perto das 8.000 rotações, o que faz motor ficar um pouco mais ruidoso. Logicamente que um sistema de alimentação por injeção faria a diferença, mas não podemos ter tudo. O foco era manter o preço baixo e atrativo e, com toda certeza, um sistema de injeção de combustível afetaria muito o valor final. Apesar de ser carburada (utiliza Nanjing Keihin Carboretor PTG) em nenhum momento a moto apresentou algum problema de alimentação. Pelo contrário, mesmo no frio, utilizei o afogador e as partidas e o desempenho se mantiveram inalterados.

 

Dafra150 2 Dafra Riva 150   Uma pequena notávelSeu cambio de 5 velocidades propicia engates precisos, limpos e bem escalonados. Apesar da primeira marcha ser bem curta, as respostas são progressivas e as mudanças bem definidas e macias. Com isso, o sistema de transmissão oferece acelerações progressivas e lineares.

A agilidade e boa ciclística apresentada pela Riva 150 se deve a seu conjunto de suspensões e chassi que apresenta boa resistência a torções. Para mim, um dos pontos de destaque são as excelentes suspensões. Elas apresentaram bom ajuste, amortecimento e uma progressividade que fez toda a diferença para uma condução segura e confortável.

O freio dianteiro a disco com pinça de 2 pistões e a tambor na traseira se mostram eficientes e confiáveis, cumprindo bem sua função. Além disso, a Riva conta com painel completo, rodas de liga leve aro 18” e partida elétrica. A moto traz ainda um prático porta-capacete na lateral do banco, um spoiler para dar um ar mais esportivo e o útil cavalete central, imprescindível para os estacionamentos de motos cada vez mais cheios.

No geral, acho que a Dafra mostrou um grande comprometimento com a qualidade e superou as expectativas. A marca apresentou um produto diferente, de excelente acabamento, belo design e conjunto bem acertado, dentro de um segmento de mesmices e lugares comuns. É cedo para afirmar, mas a Riva 150 tem tudo para conquistar as primeiras posições no ranking de emplacamentos, se tornando uma das street/city mais vendidas e com capacidade de incomodar as concorrentes e alcançar um público que procura produtos de qualidade a um preço justo.

Dafra Riva 1502 Dafra Riva 150   Uma pequena notável

8 comments

  1. sem duvida a Riva 150 é muito boa e bonita. comprei uma Riva preta modelo e ano 2013 a moto é show de bola.. pode confiar voçe não vai se arrepender,

    Responder
  2. Adquiri uma Riva(preta)seduzido por sua beleza e depois de3 meses de uso e 1.500km rodados tenho que dizer que ela é a motinha mais gostosa que ja conduzi(ja tive 1Dream,1cg today e 1titan125).Só espero.que peças de reposiçâo acompanhem tanta qualidade!

    Responder
  3. Adquiri uma Riva e estou bastante satisfeito. Diferente das outras rivais da mesma categoria, essa possui alguns “mimos” que em outras circunstâncias elevariam muito o valor do veículo. O painel digital e completo, as rodas de liga leve somados ao acabamento digno de um visual esportivo chamam a atenção por onde passa, chegando até mesmo a ser percebida de maneira curiosa por quem trabalha com as marcas mais conhecidas. Se a Dafra esperava acertar com o mercado de motos dessa vez posso dizer que ela está no caminho certo. O mercado brasileiro está carente de novas concorrencias e ocioso.

    Responder
  4. comprei uma e por enquanto posso afirmar tudo de bom que o pessal esta falando dela, agora é rodar bastante e confirmar a qualidade da moto.

    Responder
  5. Filtro de ar CARO DEMAIS R$133,40!!! O filtro de ar original da minha Twister custa R$37,00.

    Responder
    • Pois é, a diferença é que sua twister bebe 2x mais gasolina que a Riva.

      Responder
  6. Mto bom, a Dafra finalmente está acertando todos os tiros que está dando, estão pensando com a “cabeça” agora e não com o bolso.
    Tenho uma Citycom 300i, excelente MaxiScooter e recomendo D+, média geral de consumo em torno de 26km/l

    Responder
  7. Muito boa essa moto, pesquisei bastante sobre ela e comprei o consórcio, esperando a assembléia agora, A Haojue que é a parceira da Dafra nesse lançamento, é a maior montadora de motos da china, sendo que lá o mercado é muito mais amplo pois existem mais de 80 concorrentes e essa moto é carro chefe de vendas lá, com as adaptações feitas para o mercado brasileiro essa moto vai vender bem aqui, acredito que a aceitação seja tão boa quanto as grandes” Honda, Yamaha” porém com um preço bem abaixo da concorrência, mas não se assustem achando que é um produto de baixa qualidade, a mão de obra chinesa é barata e a Dafra quer arriscar com um preço justo. Gostei comprei e aprovei.

    Responder

Comentário Best Riders


+ sete = 15