Criança na moto não é brincadeira

Notícias

Dia das Crianças: confira dicas para levar criança na garupa com segurança e conforto. Um feliz dia das crianças e muita RESPONSABILIDADE.

CRIANÇA NO CAPACETE CORRETO 07 2018jpg Criança na moto não é brincadeira

As crianças adoram andar de moto, se estiverem bem protegidas o passeio fica ainda mais legal

TEXTO: Cicero Lima / Agência INFOMOTO
FOTOS: Agência INFOMOTO/Divulgação

Criança na moto não é brincadeira

Criança adora se divertir e, como não tem nada mais gostoso do que rodar de moto, elas curtem andar na garupa. Além de ser divertido, para muitos brasileiros a moto é o único veículo da família. Assim, faça chuva ou faça sol, é o meio de transporte utilizado para levar a criança na escola e a outros compromissos.

Mas, apesar de elas se divertirem, levar criança na moto não é brincadeira. Algumas dicas e regras ajudam a tornar o passeio seguro e ainda mais divertido. Com a ajuda da “Criança Segura”, organização não governamental, cuja missão é promover a prevenção de acidentes com crianças e adolescentes de até 14 anos de idade, elaboramos algumas dicas para levar uma criança na garupa sem correr riscos.

Só depois dos sete anos

Segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), só é permitido transportar na garupa crianças maiores de sete anos. Desrespeitar a lei pode render uma multa pesada: R$ 191,54 e mais sete pontos no prontuário e a suspensão do direito de dirigir.

Quando a idade não basta

Segundo Gabriela Freitas, gerente executiva da ONG Criança Segura, “cada criança tem um tamanho e, muitas vezes, mesmo que tenha a idade permitida por lei, ela não consegue apoiar os pés na pedaleira ou não é capaz de se segurar adequadamente na motocicleta”. Nesse caso, o adulto deve ter bom senso e não levar a criança, pois a segurança vem em primeiro lugar.

Capacete de gente grande não!

Não adianta a criança usar um capacete largo. De acordo com Gabriela Freitas, “o capacete deve ser justo e não pode ‘girar’ na cabeça da criança, se fizer isso não está protegendo”. Infelizmente, são poucos os modelos disponíveis no mercado. Uma opção é o Rapid Mini (FF 353J), da LS2, que oferece numerações pequenas do 48 ao 52. O preço sugerido, de R$ 599,90, não é barato, mas quanto vale proteger uma criança?

CRIANÇA CAPACETE 03 2018 Criança na moto não é brincadeira

Capacete infantil tem numeração a partir de 48

CRIANÇA NO CAPACETE CORRETO 06 2018jpg Criança na moto não é brincadeira

Os capacetes para crianças têm numeração menor e se encaixarem na cabeça sem deixar folga

Dos pés à cabeça

Para que a criança esteja segura é preciso que ela use equipamento de segurança adequado. Nada de chinelos e roupas curtas. É fundamental vestir jaqueta, luvas e bota (ou calçado de cano alto). A calça e a bota evitam riscos de queimadura caso ela encoste no escapamento.

CRIANÇA 01 2018 Criança na moto não é brincadeira

A jaqueta e o capacete são indispensáveis para a criança na garupa

O empresário Pietro Paladini, de Blumenau (SC), segue à risca essa regra. “Seja numa volta pela cidade, ou nas longas viagens pela América do Sul as crianças estão sempre protegidas” afirma o motociclista que leva os filhos, Lucca e Giorgia, na garupa desde que tinham sete anos de idade.

No tanque, só combustível

Tem gente que acha mais seguro levar a criança sentada no tanque de combustível, mas não é. Em caso de colisão a criança será projetada a frente e os riscos de ferimentos são altíssimos. Muita gente também transporta mais de uma pessoa na garupa, o que aumenta o risco de acidentes e suas consequências. Sem falar que isso é infração de trânsito.

CRIANÇA NO TANQUE 05 2018 Criança na moto não é brincadeira

Transportar a criança no tanque é um grande risco em caso de acidente

CRIANÇA 05 2018 Criança na moto não é brincadeira

Infelizmente ver criança sentada entre dois adultos é comum em algumas regiões do Brasil

CRIANÇA EXCESSO 04 2018 Criança na moto não é brincadeira

Três pessoas na moto é infração grave que pode levar a suspensão do direito de pilotar

Criança não tem juízo. Você tem!

Embora as crianças gostem de brincadeiras e até peçam para fazer manobras radicais, o adulto deve ser responsável e pilotar a moto da forma mais segura possível. Manter uma velocidade compatível e muita atenção ao trânsito é obrigação de quem leva uma criança na garupa.

CRIANÇA 02 2018 Criança na moto não é brincadeira

Ao rodar com a criança o piloto deve estar ainda mais atento às condições do piso e do tráfego

Comentário Best Riders


oito − 7 =