Cresce número de motociclistas em São Paulo

0
638
motociclistas

Cresceu o número de motociclistas em São Paulo no ano passado. A emissão de Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para moto cresceu 20% na capital em comparação a 2011, passando de 16,5 mil pilotos para 19,8 mil. A maior parte destes novos motociclistas usam suas motocicletas para lazer ou no dia-a-dia.

motociclistas

Foto: Folhapress

Cresce número de motociclistas em São Paulo

Esta análise foi feita através de dados do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), que registra aumenta na venda de motos com cilindradas maiores, típicas de quem quer usar o veículo para transporte e passeio, e não para trabalho, como os motoboys, que preferem as motocicletas de 125 cc, normalmente.

Em 2012, aumentou 3,7% o número de motocicletas deste tipo registradas pelo Detran na capital paulista: de 926.273 em 2011 para 960.476 no ano passado. A preferência pelas motos ao invés de carros se dá pela economia que o veículo proporciona. Ao comprar uma moto das mais simples, um de 125 cc por exemplo, os valores ficam em torno de R$ 7,2 mil. Um carro do modelo mais popular sai por R$ 26,8 mil. Outro ponto importante é a economia de combustível: uma moto faz em média 35 km com um litro e um carro só 12 km.

Outro motivo pelo qual as pessoas estão preferindo comprar motos é para escapar do trânsito. Com as motocicletas fica mais fácil driblar a fila enorme de carros que se estendem pelas principais ruas e avenidas da cidade, em especial a da capital paulista.

Entre os motociclistas, cresce também o número de mulheres habilitadas. Em três anos, segundo dados do Detran, o aumento foi de 44%. Em 2008 eram 2.534.237 habilitações para o sexo feminino e, em 2011, o número já chegava a 3.655.428. As mulheres também tem comprado mais motocicletas, desde 2009, o mercado conta com 25% de motos vendidas para elas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


seis × = 54