Brutale 800 e Rivale 800 chegam ao Brasil em 2014

11
1474
Modelo Rivale 800, que começara a ser vendido no Brasil a partir de Julho

A novidade da Mv Agusta traz para o Brasil dois modelos novos no país, a Brutale 800 e Rivale 800 que serão destaque no Salão Duas Rodas que acontece no começo do próximo mês em São Paulo.

Modelos da Mv Agusta começarão a ser fabricados no Brasil em novembro.
Modelos da Mv Agusta começarão a ser fabricados no Brasil em novembro.

Fotos: Divulgação

Brutale 800 e Rivale 800 chegam ao Brasil em 2014

Os modelos começarão a ser montados na fábrica da Dafra em Manaus e estarão a venda a partir de 2014, em Março se inicia a venda da Brutale 800 e em Julho será a vez da Rivale 800, preços ainda não foram divulgados. A marca também confirmou que até Julho do próximo ano todos os modelos vendidos serão feitos no Brasil utilizando o sistema Complete Knocked Down (CKD), onde as peças chegam do exterior e são montados no país.

O presidente da Dafra, responsável pela Mv Agusta no país disse “A intenção é ter mais sincronia com a Itália. Até julho do próximo ano, 100% dos modelos MV Agusta serão nacionalizados

O modelo Brutale 800 é equipado com motor três cilindros de 798 cm³ que ainda conta com 125 cavalos de potência e 8,23 kgfm de torque, o modelo contará com novas suspensões das quais possuem múltiplas regulagens, controle de tração com três níveis, injeção e aceleração eletrônica. Já os freios possuem disco 320 mm na dianteira  e simples de 220 mm na traseira, além é claro do ABS.

Modelo Rivale 800, que começara a ser vendido no Brasil a partir de Julho
Modelo Rivale 800, que começara a ser vendido no Brasil a partir de Julho

Já a Rivale 800 tem motor de 3 cilindros de 798 cc, que gera 125 cavalos de potência, tem como base a Brutale e é uma naked com cara de off road mas com excelente desempenho no asfalto. Em seu lançamento no ano passado durante o Salão de Milão foi eleita a moto mais bonita do evento, e  possui chassi do tipo treliça que mistura aço e alumínio. A motocicleta da marca italiana ainda possui acelerador eletrônico e painel digital.

11 COMENTÁRIOS

  1. bom ja que disem que não tem motos mais bonitas que as da hoda agora quero ver o que vão falar dessa belicima moto mais que isso com um desaner iquivel vamos lar as ri vais pode comesar a copiar pos tudo se copia tenho dito a ducate veio e chega pra fi car ja estou na espera pra poder conpra a minha vem ducate vem

    • Amigos, vamos vamos selecionar melhor os comentários porque não queremos que cheguem aos níveis de xingamento, afinal, estamos aqui para falar de motos, avaliar as melhores e contar nossas experiências, não criar inimizades, afinal o motociclismo é liberdade e amizade, não concordam?
      Então, ofensas de qualquer nível serão excluídas do site.
      Espero que compreendam e colaborem!
      Abraços!

      • Desculpa algo Marilia Porcari. Só respondi o comentário de Victor e em nem um momento eu xinguei o colega só falei de parte técnica das motos DUCATI E MV AGUSTA. O colega Victor não sei: tinha uma parte que ele falou que eu estava errado. Mas para mim, ele não me incomodou, não considerei xingamento, apenas ele queria mostrar a opinião dele.

  2. MV AGUSTA só desenvolve motos grande,
    Difícil é comprar uma F4 RR ABS por R$ 110 mil. Ou se conformar com a F4 2011 que ainda é vendida aqui.

    Na MV Agusta, a única coisa que me incomoda é ver o chassi de treliça de aço cromo molibdênio. A Ducati 1199 Panigale já abandonou a treliça, agora é chassi de alumínio e algo inédito: chassi dianteiro de apoio do farol, painel e cúpula dianteira é de uma peça de maguinesio, isso só existe na Ducati 1199 Panigale que poderia ser 4 cilindros em linha, para ficar perfeiita. No site: http://www.mvagusta.it/, ‎ encontra F4, F4 R e F4 RR todas 2013.

    Não sei como vende moto F4 2011 ainda.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


nove × 6 =